Semana 06 de novembro a 11 de novembro de 2017

De 06 de novembro de 2017 até 11 de novembro de 2017

CONSCER
GR
EDITAL Nº 1000/GR/UFFS/2017 EDITAL Nº 1001/GR/UFFS/2017 EDITAL Nº 1002/GR/UFFS/2017 EDITAL Nº 1003/GR/UFFS/2017 (RETIFICADO) EDITAL Nº 1004/GR/UFFS/2017 EDITAL Nº 1005/GR/UFFS/2017 (TORNADO SEM EFEITO) EDITAL Nº 1006/GR/UFFS/2017 EDITAL Nº 1007/GR/UFFS/2017 EDITAL Nº 1008/GR/UFFS/2017 EDITAL Nº 1009/GR/UFFS/2017 EDITAL Nº 1010/GR/UFFS/2017 EDITAL Nº 1011/GR/UFFS/2017 EDITAL Nº 1012/GR/UFFS/2017 (RETIFICADO) EDITAL Nº 1013/GR/UFFS/2017 EDITAL Nº 1014/GR/UFFS/2017 EDITAL Nº 1015/GR/UFFS/2017 EDITAL Nº 1016/GR/UFFS/2017 EDITAL Nº 1017/GR/UFFS/2017 EDITAL Nº 1018/GR/UFFS/2017 EDITAL Nº 1019/GR/UFFS/2017 PORTARIA Nº 1303/GR/UFFS/2017 (REVOGADA) PORTARIA Nº 1304/GR/UFFS/2017 (ALTERADA, REVOGADA) PORTARIA Nº 1305/GR/UFFS/2017 PORTARIA Nº 1306/GR/UFFS/2017 PORTARIA Nº 1307/GR/UFFS/2017 PORTARIA Nº 1308/GR/UFFS/2017 PORTARIA Nº 1309/GR/UFFS/2017 PORTARIA Nº 1310/GR/UFFS/2017 (RETIFICADA, REVOGADA) PORTARIA Nº 1311/GR/UFFS/2017 PORTARIA Nº 1312/GR/UFFS/2017 PORTARIA Nº 1313/GR/UFFS/2017 PORTARIA Nº 1314/GR/UFFS/2017 (RETIFICADA) PORTARIA Nº 1315/GR/UFFS/2017 (ALTERADA) PORTARIA Nº 1316/GR/UFFS/2017 (ALTERADA, REVOGADA) PORTARIA Nº 1317/GR/UFFS/2017 PORTARIA Nº 1318/GR/UFFS/2017 (REVOGADA) PORTARIA Nº 1319/GR/UFFS/2017 PORTARIA Nº 1320/GR/UFFS/2017 (REVOGADA) PORTARIA Nº 1321/GR/UFFS/2017 (RETIFICADA) PORTARIA Nº 1322/GR/UFFS/2017 (REVOGADA) PORTARIA Nº 1323/GR/UFFS/2017 PORTARIA Nº 1324/GR/UFFS/2017 (REVOGADA) PORTARIA Nº 1325/GR/UFFS/2017 (ALTERADA, REVOGADA)
CONSCCL
CAP
COREME UFFS RS
CONSC RE
CCLECLS
PROPEPG
CONSUNI CPPGEC
PROGESP
CCMPF
PROGRAD
SUCL
CONSCLS
COSCRE

CONSCER

Convocação para a 1ª Sessão Extraordinária do Conselho de Campus de 2017 - 14/11/2017

O Presidente do Conselho de Campus da Universidade Federal da Fronteira Sul - Campus Erechim, Anderson André Genro Alves Ribeiro, no uso de suas atribuições, convoca os senhores conselheiros para a 1ª Sessão Extraordinária de 2017, que será realizada no dia 14 de novembro de 2017, às 13h30min, no Auditório do Bloco de Professores.

Erechim-RS, 10 de novembro de 2017.

Anderson André Genro Alves Ribeiro

Presidente do Conselho de Campus Erechim

GR

Resultado Final do Edital Nº 681GRUFFS2017 - Fomento à Pesquisa para Experimentos Produtivos em Agroecologia

RESULTADO FINAL DO EDITAL Nº 681/GR/UFFS/2017 - FOMENTO À PESQUISA PARA EXPERIMENTOS PRODUTIVOS EM AGROECOLOGIA

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, torna público o Resultado Final do processo de seleção e classificação dos projetos submetidos ao Edital Nº 681/GR/UFFS/2017 - Fomento à Pesquisa para Experimentos Produtivos em Agroecologia.

 

1 PROPOSTAS CLASSIFICADAS

1.1 Campus Cerro Largo

Proponente

Título do projeto

Cota Bolsa

Evandro Pedro Schneider

Implantação e Manejo da Unidade Experimental para Fruticultura de Base Ecológica - Campus Cerro Largo

01

1.2 Campus Chapecó

Proponente

Título do projeto

Cota Bolsa

Siumar Pedro Tironi

Manejo Cultura de Plantas Espontâneas na Produção Orgânica de Mandioca

01

Rosiane Berenice Nicoloso Denardin

Uso de Espécies de Coberturas do Solo no Controle de Plantas Daninhas em Cultivo de Olerícolas

-

1.3 Campus Erechim

Proponente

Título do projeto

Cota Bolsa

Leandro Galon

Convivência de Comunidade de Plantas de Quinoa (Chenopodium Quinoa Willd) Com Plantas Espontâneas

01

Denise Cargnelutti

Estudos Sobre Homeopatia Vegetal: a Homeopatia Como Ferramenta para Proteger a Defesa de Plantas de Feijoeiro Contra Herbivoria de Insetos

01

Altemir José Mossi

Análise de Cultivares de Ipomea Batatas L. em Sistema Agroecológico e Sistema de Consórcios Visando Maior Produção e Rentabilidade na Agricultura Familiar na Região do Alto Uruguai

01

Leandro Carlos Ody

Agroecologia e Horta Escolar: Perspectivas para Um Ensino de Ciências Contextualizado a Partir da Produção de Alimentos Saudáveis

01

Gismael Francisco Perin

Interação Entre Comunidades de Plantas de Centeio Convivendo Com Plantas Companheiras

-

1.4 Campus Laranjeiras do Sul

Proponente

Título do projeto

Cota Bolsa

Gilmar Franzener

Consórcio Com Plantas Bioativas e Uso de Óleo Essencial na Proteção de Plantas de Tomateiro a Fitopatógenos

01

Luisa Helena Cazarolli

Influência da Incorporação de Biomassa Fermentada de Resíduos Agroindustriais na Ração de Camarão de Água Doce Macrobrachium Rosengergii (De Man, 1979)

01

Vania Zanella Pinto

Extratos Naturais no Controle de Insetos e Doenças no Cultivo do Morangueiro e Seus Efeitos na Pós-Colheita

01

Aline Pomari Fernandes

Bioatividade de Pós de Eucalipto Dunnii no Controle de Sitophilus Zeamais Mots (Coleoptera: Curculionidae) e em Grãos de Milhos Armazenado

01

Lisandro Tomas da Silva Bonome

Alelopatia de Espécies de Adubação Verde Sobre Cultivos Comerciais em Sistema de Plantio Direto

01

Rubens Fey

Produção Agroecológica de Milho e Trigo Co- Inoculados Com Pseudomonas Fluorecens e Azospirillum Brasiliense

01

Henrique Von Hertiwig Bittencourt

Avaliação da Bioatividade de Extratos de Folhas e de Frutos da Guabiroba (Campomanesia Xanthocarpa Berg) em Plantas Espntâneas e Cultivadas

-

Claudia Simone Madruga Lima

Ácido Salicilico, Cobertura de Solo e Qualidade Pós Colheita de Physalis (Physalis Peruviana)

-

Adriana Saccol Pereira

Utilização de Macrófitas e Ictiofauna Nativa da Região Oeste do Paraná no Tratamento de Efluentes de Tanque de Cultivo de Peixes e Desenvolvimento de Aquaponia Como Fonte de Renda

-

1.5 Campus Realeza

Proponente

Título do projeto

Cota Bolsa

Andre Lazarin Gallina

Aplicação do Aprendizado de Máquina Sobre a Qualidade da Produção Agroecológica de Leite

01

Dalila Moter Benvegnu

Desenvolvimento de Adubo Agroecológico para Produção de Morangos Orgânicos

01

Jonatas Cattelam

Qualidade Bromatológica e Nutricional do Feno de Aveia-Preta Submetida a Diferentes Formas de Adubação

01

Gisele Louro Peres

Desenvolvimento de Defensivos Agrícolas Naturais e Sensibilização por Uma Agricultura Agroecológica

01

Clovis Piovezan

Utilização do Extrato Bruto da Erva-Mate (Ilex Paraguariensis) no Combate Ao Carrapato Bovino (Rhipicephalus (Boophlus) Microplus) Como Alternativa Aos Tratamentos Químicos Convencionais

-

1.6 Campus Passo Fundo

1.6.1 Não submeteu nenhuma proposta

 

As propostas classificadas estão em ordem decrescente de nota, de acordo com o Edital Nº 681/GR/UFFS/2017.

 

Os projetos classificados ficam automaticamente institucionalizados na modalidade Projetos Individuais e Integrados ("guarda-chuva").

 

A documentação referente a indicação dos bolsistas e demais documentos pertinentes aos recursos de custeio e capital serão solicitados posteriormente via expediente interno.

 

5 DISPOSIÇÕES FINAIS

5.1 Os casos omissos serão resolvidos pela Diretoria de Pesquisa (DPE) e pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPEPG) da UFFS.

Chapecó-SC, 06 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Documento Histórico

EDITAL Nº 1000/GR/UFFS/2017

Concessão de Bolsas de Estudo do Programa Demanda Socialcapes - PPG-SBPAS

CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDO DO PROGRAMA DEMANDA SOCIAL/CAPES - PPG-SBPAS

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, torna pública a chamada para inscrições para a concessão de bolsa de mestrado do Programa Demanda Social (DS), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), e fixa normas, atendendo ao que estabelecem a Portaria Capes nº 76, de 14 de abril de 2010, e a Portaria Conjunta Capes/CNPq nº 1, de 15 de julho de 2010.

 

1 DOS OBJETIVOS

1.1 Conceder bolsa de estudo a estudantes do curso de Mestrado regularmente matriculados no Programa de Pós-Graduação em Saúde, Bem-estar e Produção Animal Sustentável da Fronteira Sul da UFFS.

 

2 DO NÚMERO DE BOLSAS

2.1 Será concedida de forma imediata 2 (duas) bolsas de Mestrado do Programa DS/Capes para os ingressantes do Edital nº 638/GR/UFFS/2017.

 

3 DOS REQUISITOS PARA INVESTIDURA DO CANDIDATO À BOLSA

3.1 Ter o currículo na Plataforma Lattes do CNPq atualizado até a data da inscrição.

3.2 Estar regularmente matriculado no curso de Mestrado do PPG-SBPAS.

3.2.1 Dedicar-se integralmente às atividades do PPG-SBPAS.

3.3 Quando possuir vínculo empregatício, estar liberado integralmente das atividades profissionais e sem percepção de vencimentos.

3.4 Realizar estágio de docência obrigatoriamente, preferencialmente no 2º ou no 3º semestre do curso.

3.5 Comprovar residência no município de Realeza/PR.

3.6 Não possuir qualquer relação de trabalho com a UFFS.

3.7 Não acumular a percepção da bolsa com qualquer modalidade de auxílio ou bolsa de outro programa da Capes, de outra agência pública, nacional ou internacional de fomento, ou empresa pública ou privada. Excetuando-se:

3.7.1 Poderá ser admitido como bolsista, o pós-graduando que perceba remuneração bruta inferior ao valor da bolsa (R$ 1.500,00), decorrente de vínculo funcional com a rede pública de ensino básico, desde que liberado integralmente da atividade profissional e esteja cursando a pós-graduação na respectiva área; o montante a ser recebido corresponderá à complementação de sua remuneração bruta para atingir o valor da bolsa.

3.7.2 Alunos matriculados no PPG-SBPAS que recebem bolsa da Capes, poderão criar vínculo empregatício: para atuarem como professores substitutos nas instituições públicas de ensino superior, com a devida anuência do seu orientador e autorização da Comissão de Bolsas do PPG-SBPAS e terão preservadas as bolsas de estudo; como bolsistas da Universidade Aberta do Brasil - UAB, quando atuarem como tutores e quem exercer a docência como professor no ensino de qualquer grau.

3.8 Ter conta corrente individual no Banco do Brasil.

 

4 DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA CANDIDATURA

4.1 Requerimento de solicitação de concessão de bolsa, devidamente preenchido e assinado (Anexo I).

4.2 Cópia do currículo Lattes do CNPq atualizado até a data da inscrição, não documentado.

4.3 Carta, devidamente assinada pelo aluno, com justificativa para o interesse na concessão da bolsa e, se for o caso, com autorização para acúmulo de percepção de bolsa e atividade remunerada, desde que respeitados todos os subitens do item 3 deste Edital.

 

5 DA AVALIAÇÃO

5.1 Os requerimentos serão julgados pela Comissão de Bolsas do PPG-SBPAS designada em portaria.

5.2 O critério para a concessão de bolsas será a de acordo com a nota final dos candidatos, independente da linha de pesquisa, conforme a classificação no Edital nº 476/GR/UFFS/2017.

 

6 DO CRONOGRAMA

6.1 Inscrições: de 07 a 09 de novembro de 2017, exclusivamente na Secretaria Acadêmica de Pós-Graduação, Campus Realeza, na Rua Edmundo Gaieviski, n. 1.000, Cidade Universitária, CEP 85.770-000, Realeza-PR, das 13h30min às 17h00min e das 19h00min às 22h30min.

6.2 Divulgação do resultado: 13 de novembro de 2017.

 

7 DA IMPLEMENTAÇÃO DA BOLSA DOS CANDIDATOS APROVADOS

7.1 O candidato aprovado e contemplado com bolsa deverá:

7.1.1 Preencher o formulário de Cadastro de Bolsista Capes/DS e assinar o Termo de Compromisso de Bolsista da Capes, disponíveis na Secretaria Acadêmica de Pós-Graduação, no primeiro dia útil subsequente à divulgação dos resultados.

7.1.2 Apresentar comprovante de residência no município de Realeza-PR (contas de água, ou de luz, ou de telefone no nome do candidato, ou contrato de locação de imóvel reconhecido em cartório, ou declaração que comprove a residência reconhecido em cartório).

7.1.3 Apresentar comprovante de conta corrente individual no Banco do Brasil.

7.2 Os servidores públicos beneficiados com bolsas de mestrado deverão permanecer no exercício de suas funções, após o seu retorno, por um período igual ao de afastamento concedido (§ 4º , art. 96-A, acrescido pelo Art. 318 da Lei nº 11.907, de 02 de fevereiro de 2009 que deu nova redação à Lei 8.112, de 11 de dezembro de 1990).

 

8 DA VIGÊNCIA DAS BOLSAS

8.1 A primeira bolsa terá duração de 12 (doze) meses a partir da homologação do resultado final da concessão de bolsas.

8.2 A segunda bolsa terá duração de 8 (oito) meses a partir da homologação do resultado final da concessão de bolsas.

8.3 Ambos os prazos são improrrogáveis.

8.4 As bolsas serão distribuídas tendo em vista o desempenho dos alunos em relação aos critérios estabelecidos pela Comissão de Bolsas, as normas das agências de fomento e a lista classificatória dos candidatos.

 

9 DA MANUTENÇÃO DA BOLSA

9.1 O bolsista deverá apresentar à Comissão de Bolsas relatório semestral de atividades no PPG-SBPAS, para fins de manutenção ou mesmo em caso de cancelamento do benefício.

9.2 Além dos critérios do Programa DS/Capes, o aluno deverá estar matriculado em, no mínimo, três disciplinas por semestre, até a integralização dos créditos mínimos obrigatórios em disciplinas do Programa.

9.3 Terá a bolsa cancelada o estudante que receber 2 (dois) conceitos C em disciplinas cursadas no Programa.

9.4 Terá a bolsa cancelada o estudante que for reprovado por não apresentar a frequência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) da carga horária programada em disciplina e o que não cursar a disciplina de estágio de docência.

 

10 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

10.1 O aluno contemplado deverá, a partir do ato de assinatura do Termo de Compromisso de Bolsista da Capes cumprir todos os requisitos de bolsista do Programa DS/Capes, regido pela Portaria Capes nº . 76, de 14 de abril de 2010, e pela Portaria Conjunta Capes/CNPq nº 1, de 15 de julho de 2010.

10.2 Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão de Bolsas do PPG-SBPAS.

Chapecó-SC, 06 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Documento Histórico

EDITAL Nº 1001/GR/UFFS/2017

Concessão de Bolsas de Estudo do Programa de Demanda Socialcapes

CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDO DO PROGRAMA DE DEMANDA SOCIAL/CAPES

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, torna pública a chamada para inscrições para a concessão de bolsas de mestrado do Programa de Demanda Social (DS), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), e fixa normas para concessão de bolsas, atendendo ao que estabelecem a Portaria Capes nº 76, de 14 de abril de 2010, e a Portaria Conjunta Capes/CNPq nº 1, de 15 de julho de 2010.

 

1 DOS OBJETIVOS

1.1 Conceder bolsa de estudo a estudantes do curso de Mestrado regularmente matriculados no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Políticas Públicas - PPGDPP.

 

2 DO NÚMERO DE BOLSAS

2.1 Serão concedidas de forma imediata 1 (uma) bolsa de mestrado do Programa DS/Capes.

2.2 Os candidatos classificados e não contemplados imediatamente comporão lista de espera, para o ano de 2017, até que nova(s) bolsa(s) de mestrado do Programa DS Capes seja(m) concedida(s) ao PPGDPP ou até que os atuais bolsistas cumpram o prazo máximo de defesa da dissertação estabelecido no Regimento do PPGDPP.

 

3 DOS REQUISITOS PARA INVESTIDURA DO CANDIDATO À BOLSA

3.1 Estar regularmente matriculado no curso de Mestrado do PPGDPP;

3.2 Não possuir qualquer relação de trabalho com a UFFS;

3.3 Ter o currículo na Plataforma Lattes do CNPq atualizado;

3.4 Dedicação integral às atividades do programa de pós-graduação;

3.5 No caso de possuir vínculo empregatício, estar liberado integralmente das atividades profissionais e sem percepção de vencimento;

3.6 Realizar estágio de docência;

3.7 Não ser aluno de programa de residência médica;

3.8 No caso de servidor público de instituição diversa da proponente do programa, deverá ser estável para receber o benefício da bolsa de mestrado, devendo permanecer no exercício de suas funções, após o seu retorno, por um período igual ao de seu afastamento concedido;

3.9 Ser classificado no processo seletivo do PPGDPP;

3.10 Não acumular a percepção de bolsa com qualquer modalidade de auxílio proveniente de outro programa da CAPES, de outra agência de fomento pública, nacional ou internacional, ou empresa pública ou privada, excetuando-se:

a) Poderá ser admitido como bolsista de mestrado o pós-graduando que perceba remuneração bruta inferior ao valor da bolsa da respectiva modalidade, decorrente de vínculo funcional com a rede pública de ensino básico ou na área de saúde coletiva, desde que liberado integralmente da atividade profissional e, nesse último caso, esteja cursando a pós-graduação na respectiva área;

b) Alunos matriculados no PPG-SBPAS que recebem bolsa da Capes, poderão criar vínculo empregatício: para atuarem como professores substitutos nas instituições públicas de ensino superior, com a devida anuência do seu orientador e autorização da Comissão de Bolsas do PPG-SBPAS e terão preservadas as bolsas de estudo; como bolsistas da Universidade Aberta do Brasil - UAB, quando atuarem como tutores e aquele que exercer a docência como professor no ensino de qualquer grau.

 

4 DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA CANDIDATURA

4.1 Requerimento de solicitação de concessão de bolsa, devidamente preenchido e assinado pelo candidato (Anexo I).

4.2 Cópia do currículo Lattes do CNPq atualizado, não documentado

4.3 Carta devidamente assinada pelo candidato, com justificativa para o interesse na concessão da bolsa e, se for o caso, com autorização para acúmulo de percepção de bolsa e atividade remunerada, desde que respeitados todos os subitens do item 3 deste Edital.

4.3.1 A qualquer momento a comissão de bolsa poderá solicitar documentos comprobatório do currículo.

 

5 DA AVALIAÇÃO

a) Os requerimentos serão julgados pela Comissão de Bolsas.

b) O critério para decidir pela concessão das bolsas será a produção cientifica.

5.1 A avaliação da produção científica será realizada por meio da atribuição de pontos para cada publicação, conforme a tabela seguinte, construída por meio do Currículo Lattes.

CRITÉRIO

PONTUAÇÃO

Pós-graduação

Até 6 pontos

Livros

4 pontos por título ou edição

Artigos completos em periódico científico

3 pontos por artigo

Capítulos de livro (até três em um mesmo livro)

3 pontos por capítulo

Artigos completos publicados em anais de eventos científicos

2 pontos por artigo

Resumos publicados em anais de eventos científicos

1 ponto por resumo

Experiência Ensino, pesquisa ou extensão por semestre

2 pontos por semestre

5.2 Serão utilizados como critérios de desempate: 1º o maior tempo de vínculo com programa, e o 2º a idade do candidato.

 

6 DO CRONOGRAMA

6.1 Inscrições: de 16 a 17 de novembro de 2017, exclusivamente na Secretaria do Programa, sala 1-2-16, Seminário, Campus Cerro Largo, localizado na Rua Major Antônio Cardoso, nº 590 - Centro, Cerro Largo/RS, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30.

6.2 Divulgação do resultado: a partir de 22 de novembro de 2017.

6.3 Homologação do Resultado Final: a partir do dia 24 de novembro de 2017.

 

7 DA IMPLEMENTAÇÃO DA BOLSA DOS CANDIDATOS APROVADOS

7.1 O candidato aprovado e contemplado com bolsa deverá preencher o formulário de Cadastro de Bolsista Capes/DS, assinar o Termo de Compromisso de Bolsista da Capes e entregar formulário de planejamento das atividades a serem desenvolvidas durante a vigência da bolsa, disponíveis na Secretaria do Programa no dia subsequente à homologação do resultado final.

7.2 São obrigações para implementação da bolsa Capes/DS: dedicar-se integralmente às atividades do PPGDPP, salvo nos casos previstos no item 3 deste Edital; comprovar semestralmente, mediante entrega de relatório a Comissão de Bolsas, desempenho acadêmico satisfatório, consoante ao Regimento do PPGDPP; realizar estágio de docência de acordo com o estabelecido no artigo 17, da Portaria Capes nº 76; fixar residência em Cerro Largo/RS durante a vigência da bolsa.

7.3 Os servidores públicos beneficiados com bolsas de mestrado deverão permanecer no exercício de suas funções, após o seu retorno, por um período igual ao de afastamento concedido (§ 4º , art. 96-A, acrescido pelo Art. 318 da Lei nº 11.907, de 02 de fevereiro de 2009, que deu nova redação à Lei 8.112, de 11 de dezembro de 1990).

 

8 DA VIGÊNCIA DA BOLSA

8.1 O período de vigência da bolsa respeitará o prazo de um ano, podendo ser prorrogado, a contar da data de início de vigência da bolsa.

8.2 As bolsas serão distribuídas tendo em vista o desempenho dos alunos em relação aos critérios estabelecidos pela comissão, as normas das agências de fomento e a lista classificatória dos candidatos.

8.3 O aluno que, tendo sido contemplado com bolsa, desistir de seu recebimento ou que, por quaisquer motivos, solicitar cancelamento de bolsa fica impedido de requer nova bolsa durante o curso.

 

9 DA MANUTENÇÃO DA BOLSA

9.1 O bolsista deverá apresentar a Comissão de Bolsa relatório semestral de atividades no PPGDPP, aprovado pelo orientador, para fins de manutenção ou cancelamento do benefício.

9.2 Além dos critérios do Programa DS/Capes, o aluno deverá estar matriculado em, no mínimo, duas disciplinas por semestre, até terminar os créditos mínimos obrigatórios em disciplinas.

9.3 Perderá a bolsa o aluno que for reprovado em 1 (um) ou mais componentes curriculares ou receber conceito “C” em duas disciplinas.

9.4 Perderá a bolsa o aluno que for reprovado por não apresentar a frequência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) da carga horária programada em disciplina.

9.5 Comprovar residência na cidade onde o curso é realizado.

 

10 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

10.1 O aluno contemplado deverá, a partir do dia primeiro do mês da implementação da bolsa, cumprir todos os requisitos de bolsista do Programa DS/Capes, regido pela Portaria Capes nº 76, de 14 de abril de 2010, e pela Portaria Conjunta Capes/CNPq nº 1, de 15 de julho de 2010, bem como pelos requisitos constantes na normativa de concessão e manutenção de bolsas do PPGDPP.

10.2 Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão de Bolsa.

Chapecó-SC, 06 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Documento Histórico

EDITAL Nº 1002/GR/UFFS/2017

Chamada Pública para Credenciamento de Unidades Familiares e Associações E ou Cooperativas de Produtores Agroecológicos

CHAMADA PÚBLICA PARA CREDENCIAMENTO DE UNIDADES FAMILIARES E ASSOCIAÇÕES E/OU COOPERATIVAS DE PRODUTORES AGROECOLÓGICOS INTERESSADOS NA PERMISSÃO DE USO, NÃO ONEROSA, DE ESPAÇO NAS INSTALAÇÕES DA UFFS, PARA EXPOR E COMERCIALIZAR PRODUTOS DA ECONOMIA SOLIDÁRIA.

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL - UFFS, no uso de suas atribuições, torna público o presente edital de chamada pública, estabelece regras para credenciamento de unidades familiares e associações e/ou cooperativas de produtores agroecológicos interessados na permissão de uso não onerosa, no espaço das instalações da UFFS, para expor e comercializar produtos da Economia Solidária.

 

1 DISPOSIÇÕES INICIAIS

1.1 DA CONCEPÇÃO DA POLÍTICA DE EXTENSÃO DA UFFS

1.1.1 A política de extensão da UFFS é concebida:

I - A partir das diretrizes e dos princípios institucionais e acadêmicos da Política Nacional de Extensão, constituindo-se num elo entre as demandas regionais e as atividades de Ensino e de Pesquisa. A Extensão coloca-se na perspectiva de colaborar, por meio de ações voltadas à cidadania e à inclusão social, na construção de uma sociedade mais justa e igualitária.

II - Visa garantir a Extensão Universitária como um processo educativo, cultural e científico que, articulado ao Ensino e à Pesquisa de forma indissociável, promova uma relação transformadora entre a Universidade e a Sociedade, fomentando o diálogo de saberes, a democratização do conhecimento acadêmico, a interdisciplinaridade e a participação da comunidade na construção da Universidade, bem como a participação da Universidade no desenvolvimento regional.

III - Objetiva ainda o desenvolvimento de programas e projetos comprometidos com a inclusão social, com a produção e a disseminação do conhecimento para a melhoria da qualidade de vida das pessoas e para a formação do profissional cidadão.

 

2 DO OBJETO

2.1 O presente chamamento público tem por objeto credenciar e habilitar unidades familiares e associações e/ou cooperativas de produtores agroecológicos e da Economia Solidária, interessados na permissão de uso, não oneroso, de espaço nas instalações da UFFS, para expor e comercializar produtos agroecológicos e da Economia Solidária.

2.2 Ancorado no projeto de extensão “FEIRA AGROECOLÓGICA: CRIANDO ESPAÇO PARA A ECONOMIA SOLIDÁRIA NA UFFS", objetiva fortalecer a economia solidária, a agroecologia e a produção local através de feiras de produtos agroecológicos e de economia solidária, promovendo a segurança alimentar e o fortalecimento dos pequenos produtores, além de promover a inserção dos estudantes nas atividades e contribuir com seu processo de formação profissional.

2.3 Nessa perspectiva, considerando as características constitutivas e de atuação da Universidade em sua região de abrangência, bem como seus princípios e objetivos, a UFFS busca consolidar seu compromisso com o desenvolvimento social sustentável em sua área de atuação.

 

3 DA JUSTIFICATIVA

3.1 Na Política de Extensão da UFFS, conforme consta na Resolução nº 04/2017, encontram-se fundamentos que corroboram para justificar a iniciativa desta chamada pública.

3.2 O primeiro aspecto a ser observado diz respeito aos princípios da Política de Extensão, previstos no artigo 3º da normativa. Constata-se que ocorre relação direta do objeto da ação com os princípios previstos que tratam da sustentabilidade e transformação social.

VI - Sustentabilidade: O princípio da sustentabilidade diz respeito a um conjunto amplo de princípios, valores, conhecimentos e práticas individuais e coletivas que procuram repensar/superar o atual modelo de desenvolvimento e promover dinâmicas que primem por justiça social e por relações mais solidárias e responsáveis entre o ser humano e a natureza. Implica construir alternativas ao atual modelo de produção e de consumo, que tem nas necessidades do mercado a sua principal referência e que reduz a natureza à condição de objeto e o ser humano à condição de consumidor. A sustentabilidade tem uma dimensão ética latente: ela implica um equilíbrio dinâmico entre as necessidades humanas e a capacidade da natureza de satisfazê-las. A sustentabilidade ecológica, nesse sentido, implica sustentabilidade social, econômica, espacial e cultural, (SACHS, 1986);

VII - Transformação social: O princípio diz respeito à orientação social do fazer acadêmico no âmbito do Ensino, da Pesquisa e da Extensão. Trata-se de um princípio que aposta na contextualização e na interpretação histórica e crítica como perspectiva de qualificar a intervenção social. Requer o reconhecimento da pertinência das demandas sociais a partir de sua contextualização histórica, objetivando conferir-lhes uma orientação emancipatória. O princípio se traduz numa postura política voltada para o desenvolvimento de um processo investigativo e pedagógico vinculado organicamente aos processos sociais, comprometido com a construção de práticas orientadas pela justiça social, pela radicalidade democrática, por valores humanistas e coletivistas;”.

a) A presença das feiras no ambiente da universidade se constitui em ação que promove a produção agroecológica em alternativas ao sistema de consumo vigente. Além disso, valoriza a capacidade produtiva do pequeno agricultor, cujos meios não se caracterizam pela produtividade em larga escala. São possibilidades de produção e consumo cujos princípios e métodos diferem daqueles difundidos pelo modelo predominante na sociedade. Constituem uma base que contempla as perspectivas de equilíbrio na relação homem e meio ambiente, e compõe um conjunto de saberes, constituídos de uma significativa base formativa.

b) De caráter transformador, a ação promove uma interação da universidade com setores da sociedade, cujos aspectos sociais, econômicos e culturais, se constituem fenômenos próprios de ação interdisciplinar da universidade, na relação de demandas com base as necessidades do contexto social.

3.3 A ação é motivada também por se constituir em temática principal, na categoria “Trabalho”, conforme prevê o artigo 7º , inciso VIII. E por estar de acordo com as áreas temáticas prioritárias das ações de extensão, definidas pela I Conferência de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS (COEPE), que foram incorporadas ao artigo 9º , inciso VII, pela Agricultura Familiar, Agroecologia e Desenvolvimento Rural”.

a) De outra parte, a feira agroecológica articula-se com os princípios institucionais da UFFS, previstos no PDI (2012-2016).

b) Nesse sentido, a Instituição possui 04 (quatro) cursos de graduação em agronomia com ênfase em agroecologia e um Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável, o que fortalece o compromisso da UFFS com a agroecologia.

c) Além disso, em sua missão institucional, dentre os três itens elencados, podemos encontrar afinidade com o presente edital em, pelo menos, dois deles:

d) A Universidade Federal da Fronteira Sul tem como missão:

I - Assegurar o acesso à educação superior como fator decisivo para o desenvolvimento da Mesorregião Grande Fronteira Mercosul, a qualificação profissional e a inclusão social;

II - Desenvolver atividades de ensino, pesquisa e extensão buscando a interação e a integração das cidades e estados que compõem a grande fronteira do Mercosul e seu entorno;

III - Promover o desenvolvimento regional integrado condição essencial para a garantia da permanência dos cidadãos graduados na Mesorregião Grande Fronteira Mercosul e a reversão do processo de litoralização hoje em curso.

 

4 DAS VAGAS

4.1 Os feirantes credenciados participarão da feira mediante ordenamento estabelecido pela coordenação do projeto “Feira Agroecológica: Criando Espaço para a Economia Solidária na UFFS”, observando o espaço físico disponível;

4.2 Havendo desistência de feirante e/ou necessidade de substituição, por qualquer motivo, ou em se constatando necessidade de expansão, em função de demanda de consumo, poderão ser chamados outros conforme ordem de classificação.

 

5 DAS ÁREAS DE ABRANGÊNCIA

5.1 Poderão participar unidades familiares e associações e/ou cooperativas situadas no território nacional, mediante o atendimento do item 6 e 7 desta chamada.

 

6 DOS CRITÉRIOS PARA PARTICIPAÇÃO NO CHAMAMENTO PÚBLICO

6.1 Poderão participar do credenciamento, realizado pela Universidade Federal da Fronteira Sul, unidades familiares, associações e/ou cooperativas de produtores agroecológicos, que atenderem os requisitos abaixo:

I - comercializar produtos agroecológicos oriundos da agricultura familiar, preferencialmente regional;

II - ter sua condição de legalidade tributária, sanitária e ambiental em conformidade com a legislação vigente;

III - serão priorizadas as inscrições que busquem a primeira participação na feira, desde que apresentem capacidade de abastecimento durante o período;

6.2 Para o caso de feiras de produtos agrícolas: caracterizar-se, pelo estatuto, como unidade familiar, associação e/ou cooperativa de produtores agroecológicos;

6.3 Ter disponibilidade para organizar no mínimo 1 (uma) e no máximo 4 (quatro) feiras por mês - a periodicidade e tempo de duração de cada feira deverão constar na proposta enviada para a UFFS.

 

7 DAS CONDIÇÕES EXIGIDAS PARA A HABILITAÇÃO DOS INTERESSADOS:

7.1 DA RESPONSABILIDADE

7.1.1 É de inteira responsabilidade do feirante:

I - zelar pelo espaço da feira, mantendo-o limpo e organizado após as feiras;

II - arcar com as próprias despesas com passagens, traslados, hospedagens e alimentação durante todo o projeto;

III - responsabilizar-se pela estrutura da feira, como barracas e estandes;

IV - comparecer às feiras livres designadas no termo de Permissão de uso;

V - apresentar-se, durante o período de comercialização, munido dos documentos necessários à sua identificação e à de seu comércio, exigência que se aplica também em relação aos prepostos e auxiliares, respeitando as legislações trabalhistas;

VI - responder, perante a UFFS, pelos atos praticados por seus prepostos e auxiliares quanto à inobservância das obrigações decorrentes de sua matrícula;

VII - permanecer em seu módulo de vendas durante todo o período de comercialização;

VIII - comercializar somente produtos classificados em seu grupo de comércio conforme informado no ato da inscrição em consonância do ANEXO III;

IX - manter a disposição da fiscalização os dados referentes aos fornecedores de todos os produtos;

X - instalar balança em local de fácil visualização, que permita ao comprador verificar a exatidão do peso da mercadoria adquirida, conservando-a devidamente aferida e de acordo com a Legislação pertinente;

XI - manter permanentemente limpa a área ocupada pelo módulo de venda, bem como o seu entorno, desde sua montagem até sua desmontagem, acondicionando em recipientes apropriados o lixo produzido, os quais permanecerão nos locais designados para posterior recolhimento pelo serviço de limpeza pública;

XII - usar embalagens adequadas para acondicionar os gêneros alimentícios, ficando vedado o emprego de jornais, impressos, papéis reciclados ou quaisquer outros materiais que contenham substâncias químicas prejudiciais à saúde conforme Legislação que regulamenta a matéria;

XIII - manter rigorosa higiene pessoal e do vestuário padrão, dos equipamentos e utensílios, respeitando as legislações pertinentes;

7.2 Comprometer-se a realizar feiras nos dias e horários acordados com a UFFS e com a coordenação do projeto de extensão "FEIRA AGRO ECOLÓGICA: CRIANDO ESPAÇO PARA ECONOMIA SOLIDÁRIA NA UFFS", durante o período de 03 (três) meses, contados a partir da assinatura do termo de permissão de uso não onerosa de espaço público da UFFS pela associação(ões) selecionada(s);

7.3 Todo material de divulgação a ser elaborado deverá constar a logomarca da UFFS e o nome da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura como apoio.

7.4 São compromissos da UFFS:

7.4.1 Disponibilizar o espaço para as unidades familiares e associações e/ou cooperativas contempladas, montarem seus estandes, bem como o fornecimento de rede elétrica e de água no local;

7.4.2 Fazer a Publicação dos termos de acordos que vierem a se firmados com as unidades familiares e associações e/ou cooperativas;

7.4.3 Fiscalizar o fiel cumprimento dos acordos firmados;

 

8 DAS INSCRIÇÕES

8.1 Os interessados deverão preencher e encaminhar Ficha de Inscrição, conforme modelo (ANEXO 1), impresso, sem emendas ou rasuras, que prejudiquem sua leitura e sua autenticidade, devidamente datado e assinado pelo representante da unidade familiar, associação e/ou cooperativa, com identificação legível do(s) signatário(s).

8.2 DAS CARACTERÍSTICAS DAS PROPOSTAS:

8.2.1 As propostas devem estar acompanhadas dos seguintes documentos:

I - cópia do contrato social da associação (só para associação);

II - cópia do Comprovante de Residência (conta de água ou luz) do representante da Unidade familiar e da associação e/ou cooperativa;

III - cópia de cartão de CNPJ (empreendedor individual);

IV - cópia da Declaração de Aptidão ao PRONAF (agricultor familiar) DAP (somente para vagas de gêneros alimentícios em seu estado natural);

V - cópia de Certificação Orgânica emitido por órgão competente (caso seja produtor orgânico);

VI - cópia de certificado de Curso de Boas Práticas de manipulação de alimentos (somente para vagas de outros gêneros alimentícios);

VII - licença/alvará sanitário, ou o protocolo do requerimento junto a VISA, para a manipulação e comércio de alimentos (Para vagas de outros gêneros alimentícios);

VIII - certidão Negativa de Débitos Municipais, junto à Secretaria da Fazenda.

IX - memorial descritivo das ações das unidades familiares e associações e/ou cooperativas nos últimos 3 anos.

8.3 A Ficha de Inscrição e os documentos (item 8.2) deverão ser entregues em envelope lacrado, localizada na Rodovia SC 484 Km 02, Fronteira Sul, CEP 89815-899 - Prédio da Biblioteca - Sala nº 213 da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura, de segunda a sexta-feira até a data limite, conforme cronograma, no horário das 9h às 12h e das 13:30 às 17:00h, ou, encaminhado pelo correio à Pró-Reitoria de Extensão e Cultura, no endereço: Av. Fernando Machado, 108 E Centro, Chapecó, SC - Brasil, Caixa Postal 181 - CEP 89802-112

8.4 Em hipótese alguma será admitida a apresentação da documentação de inscrição fora do prazo estabelecido no item 10, bem como não será admitido a entrega parcial de documentos.

 

9 DA SELEÇÃO DAS PROPOSTAS

9.1 A Ficha de Inscrição e a documentação exigida apresentada serão analisadas pelo coordenador do projeto de extensão, que concluirá pelo deferimento ou indeferimento dos requerimentos dos interessados em participar do projeto, conforme critérios de pontuação constante do ANEXO IV;

9.2 Em caso de empate, terá prioridade o representante da unidade familiar e/ou associado, que atendendo os critérios, ainda não tenha participação em outras feiras. Em persistindo o empate, o proponente que tenha maior idade;

9.3 A apresentação de inscrições de forma inadequada ou incompleta ou quaisquer outras incorreções que não atendam às exigências deste edital, implica na desclassificação do interessado;

9.4 Das decisões da coordenação do projeto, não caberá recurso.

 

10 DO CRONOGRAMA

Etapa

Período

Abertura das inscrições

06/11/2017 a 06/12/2017

Homologação das inscrições

08/12/2017

Divulgação e Resultado Provisório

11/12/2017

Publicação do Resultado Final

14/01/2018

Reunião dos feirantes credenciados com a coordenação do projeto

07/02/2018

10.1 O termo de Permissão de uso poderá ser assinado até 07 de fevereiro de 2017 mediante prévia análise das condições internas e externas.

 

11 DO PRAZO DE VIGÊNCIA

11.1 O prazo de vigência do Termo da Permissão de uso será de 03 (três) meses, com início a partir da sua assinatura e havendo interesse entre as partes, poderá ser prorrogado, por igual período, por termo aditivo pertinente, no fulgor da legislação vigente, podendo ser rescindindo a qualquer tempo, de comum acordo entre as partes, ou no interesse da UFFS.

 

12 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

12.1 Os interessados deverão conhecer o edital, certificar-se de que preenchem os requisitos exigidos, e analisarem a viabilidade de participarem do projeto;

12.2 Quaisquer solicitações de informações adicionais ou pedidos de esclarecimentos que se façam necessários deverão ser feitos com a divisão de acompanhamento de contratos e convênios de Extensão e Cultura, através do e-mail dace.proec@uffs.edu.br ou pelo telefone (49) 2049-3134.

12.3 É obrigação única e exclusiva dos interessados, o acompanhamento dos comunicados e boletins de esclarecimentos emitidos pela Universidade Federal da Fronteira Sul. Não serão aceitas reclamações posteriores sob a alegação de não recebimento de informações.

12.4 O coordenador do projeto ou a pessoa designada pelo mesmo poderá, durante a análise da Ficha de Inscrição e da documentação, convocar o(s) interessado(s) para dirimir quaisquer dúvidas que possam surgir.

12.5 O descumprimento de qualquer uma das obrigações assumidas neste edital, acarretará a qualquer tempo, revogação da permissão de uso.

12.6 A UFFS reserva-se os direitos de propriedade intelectual das publicações que resultarem da parceria firmada.

 

13 DA REVOGAÇÃO OU ANULAÇÃO

13.1 A qualquer tempo, a presente Chamada Pública poderá ser revogada por interesse público, ou anulada, no todo ou em parte, por vício insanável, sem que isso implique direito a indenização ou reclamação de qualquer natureza.

13.2 Casos omissos serão resolvidos pela Pró-Reitoria de Extensão e Cultura, da UFFS.

 

14 DO FORO

14.1 Fica eleito o foro da Justiça Federal - Subseção Judiciária de Chapecó (SC) para dirimir as questões decorrentes da permissão de uso não onerosa das instalações da UFFS, por força do artigo 109 da Constituição Federal, com renúncia de qualquer outro, sem prejuízo de prévia tentativa de solução administrativa.

Chapecó-SC, 06 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Resultado Provisório da Seleção de Estagiários para Estágios Não Obrigatório

RESULTADO PROVISÓRIO DA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PARA ESTÁGIOS NÃO OBRIGATÓRIOS

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais e, em cumprimento ao Edital Nº 979/GR/UFFS/2017, torna público o Resultado Provisório do Processo Seletivo para Contratação de estagiário do Curso de Graduação em Ciências Econômicas e Interdisciplinar em Educação no Campo/Licenciatura do Campus Laranjeiras do Sul da UFFS, para atuação na Assessoria Acadêmica (ASSAC) setor vinculado à Coordenação Acadêmica do campus.

 

RESULTADO PROVISÓRIO

Classificação

Inscrição

Nome

Curso

1

257

Matheus Andrade Ataide

Ciências Econômicas

2

256

Thaina Dhaila N. G. da Silva

Ciências Econômicas

3

251

Luana Vanessa Brutscher

Ciências Econômicas

4

255

Leonardo Hauschildt Machado

Ciências Econômicas

5

250

Patricia Luiza Elerhardt

Ciências Econômicas

6

249

Jonathan Barbosa dos Santos

Ciências Econômicas

7

254

Lucieli Pazini

Ciências Econômicas

8

259

Patricia Kailer de Cristo

Ciências Econômicas

9

253

Ivan Ramos

Ciências Econômicas

10

252

Alan Rodrigo Schiles

Int. Educ. do Campo

11

260

Giovanni Longen Bes

Ciências Econômicas

12

262

Adriana Oliveira Santos

Ciências Econômicas

 

Os candidatos terão o prazo de um dia útil para protocolar recurso (por escrito)no Serviço de Expedição e Protocolo (SEP) do campus Laranjeiras do Sul conforme data e horário previstos no edital de abertura.

 

As notas parciais estão disponíveis para visualização na Assessoria Acadêmica, no dia 07 e 08 de novembro, das 14 às 17 horas.

Chapecó-SC, 07 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Documento Histórico

EDITAL Nº 1004/GR/UFFS/2017

Retifica o Edital Nº 881GRUFFS2017 - Processo Seletivo do Programa de Pós-Graduação Desenvolvimento de Políticas Públicas - PPGDPP

RETIFICA O EDITAL Nº 881/GR/UFFS/2017 - PROCESSO SELETIVO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE POLÍTICAS PÚBLICAS - PPGDPP

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, torna pública a retificação do subitem 2.1, do Edital nº 881/GR/UFFS/2017 que trata do Processo Seletivo de candidatos a vagas para o Curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento de Políticas Públicas (PPGDPP), com ingresso em 2018.1, conforme segue:

 

Onde se lê:

2.1 Serão ofertadas 15 vagas no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Políticas Públicas, Curso de Mestrado, para ingresso no primeiro semestre de 2017.

 

Leia-se:

2.1 Serão ofertadas 15 vagas no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Políticas Públicas, Curso de Mestrado, para ingresso no primeiro semestre de 2018.

Chapecó-SC, 07 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Homologação das Inscrições do Edital Nº 830GRUFFS2017

HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES DO EDITAL Nº 830/GR/UFFS/2017

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais e em conformidade com o Edital Nº 830/GR/UFFS/2017 e o Edital Nº 940/GR/UFFS/2017 torna público a homologação das inscrições do Processo Seletivo Exclusivo do Programa de Acesso e Permanência dos Povos Indígenas (PIN) da UFFS.

 

1 INSCRIÇÕES HOMOLOGADAS POR LOCAL DE PROVA:

SIGLA

LEGENDA

CL

Cerro Largo

CH

Chapecó

ER

Erechim

LS

Laranjeiras do Sul

PF

Passo Fundo

RE

Realeza

 

1.1 Campus Cerro Largo

I - Local da prova: Unidade Seminário Rua Major Antônio Cardoso, Nº 590, Centro, CEP 9790000, Cerro Largo-RS Sala 02.

II - Candidatos:

Nome completo do candidato

CPF

Local de prova

Campus vaga

Curso (1a opção)

Curso (2a opção)

Homologado?

Condições especiais?

Abicael Moreira

3106957198

CL

CL

Agronomia

Letras

SIM

NÃO

Adão Kunkag Mineiro

3084510977

CL

CL

Engenharia Ambiental

Química

SIM

NÃO

Débora Raquel Ribeiro Claudino

8128548701

CL

CL

Administração

Agronomia

SIM

NÃO

Elber Moura Cristão Amaral Kover

1133392744

CL

CL

Letras

Ciências Biológicas

SIM

NÃO

Émerson Amaral Sales

1125710077

CL

CL

Química

Ciências Biológicas

SIM

NÃO

Gabriela Indianara Amaral Ribeiro

5129186549

CL

CL

Engenharia Ambiental

Ciências Biológicas

SIM

NÃO

Gislaine Amaral

7125707583

CL

CL

Agronomia

Química

SIM

NÃO

Guilherme Cristão Júnior

7128551228

CL

CL

Administração

Agronomia

SIM

NÃO

Irineia Amaral Bento

1128455563

CL

CL

Agronomia

Letras

SIM

NÃO

João Paulo Manassés Kei Claudino Ribeiro

3125705636

CL

CL

Administração

Física

SIM

NÃO

Letícia Sales Ribeiro

1125707321

CL

CL

Engenharia Ambiental

Agronomia

SIM

NÃO

Marili Kagfej Mineiro

1122176033

CL

CL

Ciências Biológicas

Letras

SIM

NÃO

Marilise Farias

1130840224

CL

CL

Administração

Agronomia

SIM

NÃO

Mônica Muller Ribeiro

5125710045

CL

CL

Letras

Administração

SIM

NÃO

Noemi Sales da Rosa

3122347044

CL

CL

Letras

Ciências Biológicas

SIM

NÃO

Priscila Sales

2122952043

CL

CL

Ciências Biológicas

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Raquel Cristão

9093718774

CL

CL

Letras

Ciências Biológicas

SIM

NÃO

Silvane Sekoj Cristão

6093719034

CL

CL

Física

Letras

SIM

NÃO

Simone Muller Amaral Ribeiro

3132712451

CL

CL

Ciências Biológicas

Letras

SIM

NÃO

Uilson Vagner Larssen

9121040373

CL

CL

Agronomia

Administração

SIM

NÃO

Vanessa Amaral Sales Ribeiro

1130461617

CL

CL

Letras

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Zelene Gabriel Cristão

4118106592

CL

CL

Letras

Administração

SIM

NÃO

1.2 Campus Chapecó

I - Local da prova: Rodovia SC 484 Km 02 Bairro Fronteira Sul (saída para Guatambú-SC), CEP: 89815 899 Chapecó-SC, Salas do bloco A.

II - Candidatos:

Nome completo do candidato

CPF

Local de prova

Campus vaga

Curso (1a opção)

Curso (2a opção)

Homologado?

Condições especiais?

Ademir Garcia

03948312095

CH

CH

Pedagogia

Ciências da Computação

SIM

NÃO

Adilson Floriano

05466726982

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

História

SIM

NÃO

Adilson Isaias

03476184056

CH

CH

Matemática

História

SIM

NÃO

Adriano Belim

04252729076

CH

CH

Pedagogia

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Aguinaldo Farias

05275581092

CH

CH

Agronomia

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Alan Junior da Cruz Cardoso

04950016008

CH

CH

Engenharia Ambiental

Agronomia

SIM

NÃO

Alcir Eufrásio

01515027066

CH

CH

Filosofia

Geografia

SIM

NÃO

Alessandra da Luz

12366818947

CH

CH

Pedagogia

Administração

SIM

NÃO

Alexandra Vãnfej Paliano

00688698948

CH

CH

Pedagogia

Pedagogia

SIM

NÃO

Alice Izara de Paula Rodrigues

04303944033

CH

CH

Administração

Pedagogia

SIM

NÃO

Altamis dos Santos

00815852096

CH

CH

Pedagogia

Pedagogia

SIM

NÃO

Ana Caroline Golfe Santos

12017392928

CH

CH

Pedagogia

Administração

SIM

NÃO

Ana Claúdia Nunkã Fortes de Miranda

01683119096

CH

CH

Agronomia

Pedagogia

SIM

NÃO

Anaí Ferreira dos Santos

03450883011

CH

CH

Pedagogia

Letras: Português/Espanhol

SIM

NÃO

Anderson Fernandes

03451116057

CH

CH

Ciências da Computação

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Andre Loureiro Belini

03736543085

CH

CH

Pedagogia

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Andréa Isaías da Silva

02467579069

CH

CH

Ciências Sociais

Filosofia

SIM

NÃO

Andrei Luiz Kãgfer Lopes

05177559041

CH

CH

Administração

Matemática

SIM

NÃO

Andréia Belim

03667350040

CH

CH

Pedagogia

Pedagogia

SIM

NÃO

Arão Eufrásio

03379821047

CH

CH

História

Filosofia

SIM

NÃO

Bernardo Rodrigues

01035615959

CH

CH

Matemática

Letras: Português/Espanhol

SIM

NÃO

Brendo Lima

04733203047

CH

CH

Agronomia

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Bruno Nascimento Ferreira

60090126009

CH

CH

Ciências da Computação

Administração

SIM

NÃO

Bruno Tomaz

05032107069

CH

CH

História

Agronomia

SIM

NÃO

Carlos Farias

93070330053

CH

CH

Administração

Agronomia

SIM

NÃO

Carmelinda de Lima da Silva

11589437926

CH

CH

Administração

Pedagogia

SIM

NÃO

Cássia Carolina Rimuká Inácio Claudino

01988950031

CH

RE

Nutrição

Medicina Veterinária

SIM

NÃO

Celestiel Kri da Silva

00909744920

CH

CH

Administração

Ciências da Computação

SIM

NÃO

Claucimara Fereira

03630209009

CH

CH

Matemática

Agronomia

SIM

NÃO

Claudemir Moreira Vaz

83202633015

CH

CH

Agronomia

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Cleidir Soares

01853302074

CH

CH

Ciências Sociais

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Cristielen de Paula Cavassini

03349881017

CH

CH

Ciências da Computação

Pedagogia

SIM

NÃO

Daiane Nunes da Silva

05439774041

CH

CH

Administração

Administração

SIM

NÃO

Dalvã Barbosa da Silva

08141947966

CH

CH

Agronomia

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Daniela Vargas Loureiro

04683659077

CH

CH

Pedagogia

Administração

SIM

NÃO

Dara Loureiro

04941178009

CH

CH

Ciências da Computação

Matemática

SIM

NÃO

Débora da Silva

03877472060

CH

CH

Pedagogia

História

SIM

NÃO

Denilson Rodriguês Vergueiro

04489096003

CH

CH

Administração

Agronomia

SIM

NÃO

Derlei Morais

03792369079

CH

CH

História

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Diego Salvador

03846887056

CH

CH

História

Administração

SIM

NÃO

Diomir Beno da Silva

04377202090

CH

CH

Engenharia Ambiental

Agronomia

SIM

NÃO

Dionatan Carvalho

03544748045

CH

CH

Ciências da Computação

Agronomia

SIM

NÃO

Edenilson Aires Paulo

07019924921

CH

CH

História

Pedagogia

SIM

NÃO

Edenilson Gigolete

02602876011

CH

CH

Administração

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Edineia Mariano

02288813075

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

História

SIM

NÃO

Edson Fógprag Gria

04053315093

CH

CH

Agronomia

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Eliane Jacinto

05010426013

CH

CH

Matemática

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Eliane Pedroso

05239600937

CH

CH

Geografia

Letras: Português/Espanhol

SIM

NÃO

Eliete Loureiro

04052693078

CH

CH

Pedagogia

Administração

SIM

NÃO

Elisama Cipriano

04941278054

CH

CH

Ciências da Computação

Agronomia

SIM

NÃO

Eliseu Sales

02645886060

CH

CH

Matemática

Letras: Português/Espanhol

SIM

NÃO

Elizandro da Silva

02767448024

CH

CH

Matemática

Pedagogia

SIM

NÃO

Eliézer Mariano de Morais

11581398964

CH

CH

Engenharia Ambiental

Administração

SIM

NÃO

Elizete Kafej da Silva

02127189086

CH

CH

Administração

Pedagogia

SIM

NÃO

Eliziane Jacinto

03340842057

CH

CH

História

Pedagogia

SIM

NÃO

Emanuel Kanesá Manoel Antonio

04425087003

CH

CH

Engenharia Ambiental

Ciências da Computação

SIM

NÃO

Emerson Kover Si Jacinto

02484352050

CH

CH

Matemática

Geografia

SIM

NÃO

Enéias Siqueira

03905925010

CH

CH

Ciências da Computação

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Erondina Kaminprag Fernandes

12076424954

CH

CH

Administração

Administração

SIM

NÃO

Eveline Ven Fej Jacinto

04934047085

CH

CH

Ciências da Computação

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Ezequias Ferreira Casemiro

03762891044

CH

CH

Geografia

 

SIM

NÃO

Ezequiel da Silva

02330316003

CH

CH

Matemática

Pedagogia

SIM

NÃO

Ezequiel Loureiro Ribeiro

02683041063

CH

CH

História

Filosofia

SIM

NÃO

Ezequiel Mig Reis

01131963938

CH

CH

Administração

Letras: Português/Espanhol

SIM

NÃO

Franciele Carvalho dos Santos

09926716989

CH

CH

Administração

História

SIM

NÃO

Francieli Garcia Belim

04592451040

CH

CH

Matemática

Agronomia

SIM

NÃO

Francieli Nascimento

02227889098

CH

CH

Pedagogia

Letras: Português/Espanhol

SIM

NÃO

Francieli Pinto Ferreira

04901107093

CH

CH

Pedagogia

Ciências da Computação

SIM

NÃO

Gadiel Junior Fortes

04511787000

CH

CH

Ciências da Computação

Administração

SIM

NÃO

Geciele Carvalho

03973686076

CH

CH

Pedagogia

Administração

SIM

NÃO

Gelcinei Jagmu Vaz dos Santos

04652676026

CH

CH

Administração

Ciências da Computação

SIM

NÃO

Gideoni Isaias Ciqueira

03905957051

CH

CH

Engenharia Ambiental

Agronomia

SIM

NÃO

Giovani Veloso

03724819064

CH

CH

História

Filosofia

SIM

NÃO

Gizieli Loureiro Tomaz

04596448078

CH

CH

História

Letras: Português/Espanhol

SIM

NÃO

Graciéli dos Santos

03726211047

CH

CH

Agronomia

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Graziela Zaias Mineiro

01233933965

CH

CH

Agronomia

Administração

SIM

NÃO

Gustavo Antonio Sales

04637563046

CH

RE

Nutrição

Ciências Biológicas

SIM

NÃO

Helen Marina Tomaz

03892915016

CH

CH

Geografia

Letras: Português/Espanhol

SIM

NÃO

Iara Campolin

07521822935

CH

CH

Engenharia Ambiental

Letras: Português/Espanhol

SIM

NÃO

Iara Francisco

96593412015

CH

CH

Ciências Sociais

Pedagogia

SIM

NÃO

Idiane Pedroso

05110191069

CH

CH

Filosofia

Geografia

SIM

NÃO

Igor Lopes

04591664090

CH

CH

Agronomia

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Irinéia Loureiro Belini

04733154089

CH

CH

Pedagogia

Letras: Português/Espanhol

SIM

NÃO

Isaac Nascimento da Silva

03690314070

CH

CH

Matemática

Matemática

SIM

NÃO

Isabela da Silva de Oliveira

86624890010

CH

CH

Matemática

Administração

SIM

NÃO

Isacar Fojá Nascimento

01211949907

CH

CH

Administração

Letras: Português/Espanhol

SIM

NÃO

Ivan Carlos da Silva

11168385911

CH

CH

Filosofia

Ciência da Computação

SIM

NÃO

Ivaneza Floriano

04507577063

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Geografia

SIM

NÃO

Ivete Nascimento

01114904058

CH

CH

Geografia

História

SIM

NÃO

Jaine Lima

05092365021

CH

CH

Pedagogia

Administração

SIM

NÃO

Jairan Mineiro

03363855010

CH

CH

Geografia

Ciência da Computação

SIM

NÃO

Jairo de Paula

01403115052

CH

CH

Agronomia

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Janice Domingos

05009175908

CH

CH

Pedagogia

Administração

SIM

NÃO

Janice Rodrigues

01942829027

CH

CH

História

Matemática

SIM

NÃO

Jaqueline Goj Tej Pedroso da Silva

03926232005

CH

CH

Pedagogia

História

SIM

NÃO

Jean Carlos da Costa Antunes

04077872081

CH

CH

Agronomia

Filosofia

SIM

NÃO

Jean Perri Ka Tui Lopes

03006518055

CH

CH

Administração

Agronomia

SIM

NÃO

Jeferson de Paula

04657315030

CH

CH

Agronomia

Administração

SIM

NÃO

Jeferson Loureiro

03596946085

CH

CH

Matemática

Filosofia

SIM

NÃO

Jessé Fykóg Cassemiro da Silva

10921784902

CH

CH

Geografia

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Jessica Felix

12313387925

CH

CH

Agronomia

Eng. Ambiental

SIM

NÃO

Jessica Mendes dos Santos

09937045908

CH

CH

Ciências da Computação

Administração

SIM

NÃO

João Loureiro

08500808942

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Matemática

SIM

NÃO

João Paulo Braga

04484035014

CH

CH

Matemática

Geografia

SIM

NÃO

Jocelí Moreira

00172770009

CH

CH

Engenharia Ambiental

Filosofia

SIM

NÃO

Joel Camilio

02119252092

CH

CH

Ciências da Computação

Ciência da Computação

SIM

NÃO

Jomael Carlos Gonçalves dos Santos

09038394900

CH

CH

Pedagogia

Agronomia

SIM

NÃO

Jonas da Silva

07974749946

CH

CH

Engenharia Ambiental

Agronomia

SIM

NÃO

Jonas Farias

02838947095

CH

CH

História

Pedagogia

SIM

NÃO

Jonathan Toto Jacinto

02484351089

CH

CH

Administração

Administração

SIM

NÃO

Josiane de Oliveira

02543711082

CH

RE

Medicina Veterinária

Nutrição

SIM

NÃO

Juciléia Danuza Kagso Inacio Jacobsen

02890056988

CH

CH

Matemática

Letras: Português/Espanhol

SIM

NÃO

Juliana Silveira

87739879053

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Pedagogia

SIM

NÃO

Juliane de Paula

03526772010

CH

CH

Pedagogia

Administração

SIM

NÃO

Julio dos Santos

02583088009

CH

CH

Matemática

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Jussara da Silva

00100860052

CH

CH

História

Geografia

SIM

NÃO

Juvenil Loureiro

06574877911

CH

CH

Matemática

Geografia

SIM

NÃO

Juviliana Jacinto

03596178088

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Matemática

SIM

NÃO

Kainã Kókaj da Silva

01233929933

CH

CH

História

Geografia

SIM

NÃO

Katielly Gaten Loureiro Lopes

04152410060

CH

CH

Agronomia

Pedagogia

SIM

NÃO

Kaue Rodrigues

09125763911

CH

CH

História

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Kessi Mara Mariano

04513694084

CH

CH

Administração

Ciência da Computação

SIM

NÃO

Leandro Lopes

04045800093

CH

LS

Agronomia

Ciências Econômicas

SIM

NÃO

Letícia Perã Fidélis da Silva

04291858043

CH

CH

Agronomia

Ciência da Computação

SIM

NÃO

Lindomar Katanh Pedroso da Silva

03761235089

CH

CH

Administração

Ciência da Computação

SIM

NÃO

Liuzana Inácio da Silva

09802783927

CH

CH

Engenharia Ambiental

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Lorecir Ferreira

99201119020

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Pedagogia

SIM

NÃO

Lorimar Goj Rá Pedroso da Silva

03733848071

CH

CH

Administração

Agronomia

SIM

NÃO

Luan Cagrê

01211959961

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Matemática

SIM

NÃO

Luana Farias

03917976030

CH

CH

Administração

Pedagogia

SIM

NÃO

Lucas Feliciano Soares

01234033917

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Filosofia

SIM

NÃO

Lucas Fidélis Loureiro

03867352046

CH

CH

História

Filosofia

SIM

NÃO

Lucimara Rodrigues Fortes

03696017000

CH

CH

Geografia

Pedagogia

SIM

NÃO

Luis Eduardo Casemiro da Silva

12948956994

CH

CH

Filosofia

Ciência da Computação

SIM

NÃO

Maikieli Lopes

04696996042

CH

CH

Agronomia

Administração

SIM

NÃO

Marcelene Vicente

07834953907

CH

CH

Ciências Sociais

Letras: Português/Espanhol

SIM

NÃO

Marcelo Henrique

09550949923

CH

CH

Administração

Agronomia

SIM

NÃO

Marcia Campos Novos Rodrigues

05684775969

CH

CH

Geografia

Pedagogia

SIM

NÃO

Marcia Jacinto Claudino

04010954019

CH

CH

Administração

Pedagogia

SIM

NÃO

Marciana Eufrázio

03903523007

CH

CH

Pedagogia

Administração

SIM

NÃO

Marciana Salvador

04660982009

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Ciência da Computação

SIM

NÃO

Marcos Antonio Loureiro Agostini

04049860058

CH

CH

Geografia

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Marcos Raoni Inacio

03671701080

CH

CH

Ciências da Computação

Administração

SIM

NÃO

Marili Fátima Farias

03041762064

CH

CH

Matemática

Administração

SIM

NÃO

Maríndia Zaias Mineiro

01233932993

CH

CH

Filosofia

Ciência da Computação

SIM

NÃO

Maristela Barbosa

04873631084

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Pedagogia

SIM

NÃO

Marizete Antunes

01097421929

CH

CH

Geografia

Pedagogia

SIM

NÃO

Marizete Jakaj Garcia

03033454038

CH

CH

História

Geografia

SIM

NÃO

Marli de Oliveira Tomas

00887387012

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Mateus Carvalho

04692356081

CH

CH

Administração

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Mauri Vergueiro

03405520002

CH

CH

Ciências da Computação

Ciência da Computação

SIM

NÃO

Mayara de Oliveira

01234009960

CH

CH

Pedagogia

Agronomia

SIM

NÃO

Micael Casemiro Alves

03435029099

CH

ER

História

Agronomia

SIM

NÃO

Milca Jacinto

03656502005

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Miriam Pedroso Cassemiro

81017547015

CH

CH

Filosofia

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Moacir da Silva

04151824090

CH

CH

Geografia

História

SIM

NÃO

Moises Rodrigues

01075079942

CH

CH

Pedagogia

Administração

SIM

NÃO

Nádia de Paula

05021645064

CH

CH

Administração

Agronomia

SIM

NÃO

Nando Carvalho

04748896027

CH

ER

Arquitetura e Urbanismo

Agronomia

SIM

NÃO

Neimi Reganh Nascimento

11292798935

CH

CH

Pedagogia

Geografia

SIM

NÃO

Neuza Maria Ferreira dos Santos

7141659984

CH

CH

Pedagogia

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Nilton Loureiro

03750433062

CH

CH

Geografia

Administração

SIM

NÃO

Nilva da Silva

04681755050

CH

CH

Pedagogia

Matemática

SIM

NÃO

Odisséias Farias

02391367058

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Pedagogia

SIM

NÃO

Patricia Lopes

03199399010

CH

CH

Engenharia Ambiental

Administração

SIM

NÃO

Paulinho Farias

00536494002

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

História

SIM

NÃO

Rachel Jucielle Fortes

02331796076

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Rafaela Loureiro

04201610071

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Pedagogia

SIM

NÃO

Régis Farias

04343183043

CH

CH

Administração

Ciência da Computação

SIM

NÃO

Renan Nunes de Carvalho

04529744027

CH

CH

Ciências Sociais

Ciência da Computação

SIM

NÃO

Ricardo Junior Ortêncio

09789516975

CH

CH

Administração

História

SIM

NÃO

Roberto Bagio Inacio Caludino

02469141060

CH

CH

Engenharia Ambiental

Agronomia

SIM

NÃO

Romario Antonio de Oliveira

08627426929

CH

CH

Engenharia Ambiental

Agronomia

SIM

NÃO

Ronaldo Campos Novos

03765200000

CH

CH

Ciências da Computação

História

SIM

NÃO

Roni Nunes de Carvalho

03067269047

CH

CH

Ciências da Computação

Administração

SIM

NÃO

Roseli Marcelino

01150478918

CH

CH

Geografia

Pedagogia

SIM

NÃO

Rosiléia Gomes

04221888083

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Administração

SIM

NÃO

Rudiléia Farias

02912387000

CH

CH

Engenharia Ambiental

 

SIM

NÃO

Rudinei Farias

01082303097

CH

CH

Pedagogia

Ciência da Computação

SIM

NÃO

Rudinei Guilherme Lemes

09366642900

CH

CH

Administração

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Selso Jacinto

82193070059

CH

CH

Ciências Sociais

Filosofia

SIM

NÃO

Shirley Jeane Martins

08679841986

CH

CH

Administração

Pedagogia

SIM

SIM Ama men tação

Silvana dos Santos Cardoso

02337554031

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Geografia

SIM

NÃO

Simone Neres

11060961938

CH

CH

Agronomia

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Solange da Silva

03550615035

CH

CH

Ciências Sociais

Matemática

SIM

NÃO

Susana Nascimento Ferreira

04752646064

CH

CH

Engenharia Ambiental

Ciência da Computação

SIM

NÃO

Taiane Mineiro

02952616094

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Pedagogia

SIM

NÃO

Tainara Chaves de Lemes

11829814966

CH

CH

Engenharia Ambiental

Administração

SIM

NÃO

Takira Pafej Claudino Sales

04891633000

CH

CH

História

Administração

SIM

NÃO

Tamara dos Santos

03563390096

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Letras: Português/Espanhol

SIM

NÃO

Tanara Flores Ribeiro

87177790063

CH

CH

Administração

Ciência da Computação

SIM

NÃO

Tânia Regina Fortes Ofrásio

10143514997

CH

CH

Geografia

História

SIM

NÃO

Terezinha Nascimento

00675712041

CH

RE

Nutrição

Ciências Biológicas

SIM

NÃO

Tiago Farias

02878464079

CH

CH

Agronomia

Administração

SIM

NÃO

Tito Mineiro de Oliveira

04667709014

CH

CH

Filosofia

Pedagogia

SIM

NÃO

Ubirajara Paula Crespo

04003258029

CH

CH

Pedagogia

Matemática

SIM

NÃO

Valdemir Gonçalves Batista

01381674941

CH

CH

Matemática

Administração

SIM

NÃO

Vandelrei Junior Jacinto

03254289056

CH

CH

Ciências da Computação

Ciência da Computação

SIM

NÃO

Vanessa Amaro

04464173004

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

Matemática

SIM

NÃO

Volmir Isaias

00422095010

CH

CH

Letras: Português / Espanhol

História

SIM

NÃO

Zaqueu Rodrigues Fortes

04967022030

CH

CH

Administração

Agronomia

SIM

NÃO

Zolinda Lima

00172027012

CH

CH

Ciências Sociais

Ciências Sociais

SIM

NÃO

1.3 Campus Erechim

I - Local da prova: Rodovia ERS 135, Km 72, nº 200, Erechim-RS, Bloco A - Sala 301 e 302.

II - Candidatos:

Nome completo do candidato

CPF

Local de prova

Campus vaga

Curso (1a opção)

Curso (2a opção)

Homologado?

Condições especiais?

Adriana de Oliveira

04133902092

ER

ER

Pedagogia

Filosofia

SIM

NÃO

Adenilson dos Santos

03933413052

ER

ER

Arquitetura e Urbanismo

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Aldinei Marcelino

03305515074

ER

ER

Geografia

Pedagogia

SIM

NÃO

Aline de Mattos

01374059013

ER

ER

Arquitetura

 

SIM

NÃO

Alvari Ferreira

00624972003

ER

ER

Geografia

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Alzira Ribeiro

01001152093

ER

ER

História

Pedagogia

SIM

NÃO

Anacléia Brandino

03875286014

ER

ER

Pedagogia

História

SIM

NÃO

Ananda Paula Farias

02752404018

ER

CH

Matemática

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Angela de Oliveira

03538062005

ER

ER

Arquitetura

Filosofia

SIM

NÃO

Arilso Franco

03350112099

ER

ER

Pedagogia

História

SIM

NÃO

Arilson Rosa

03125522030

ER

ER

Geografia

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Cássia Silveira Braga

04407012013

ER

ER

História

Filosofia

SIM

NÃO

Cleunice de Lima

04953655052

ER

ER

Ciências Sociais

Pedagogia

SIM

NÃO

Cheila Mara de Paula Bellini

02970071061

ER

CH

Administração

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Dieynifer Kasufej Rodrigues Cardoso

03642766064

ER

ER

Pedagogia

Geografia

SIM

NÃO

Ederson Farias

01401420028

ER

ER

Geografia

Pedagogia

SIM

NÃO

Edimar de Oliveira Pires

04059973025

ER

ER

Geografia

História

SIM

NÃO

Eduardo de Paula Farias

04959800054

ER

ER

Arquitetura

Agronomia

SIM

NÃO

Eduardo Tedesco

01789774039

ER

ER

Agronomia

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Eliza Gate Farias

03057505007

ER

ER

Agronomia

Geografia

SIM

NÃO

Elizandra Rosa

03016391082

ER

ER

Pedagogia

História

SIM

NÃO

Eliziane Caetano

02161313088

ER

ER

História

Geografia

SIM

NÃO

Evandro de Oliveira

02662512008

ER

ER

Pedagogia

História

SIM

NÃO

Felipe Lopes

03967914097

ER

CH

Ciências Sociais

Ciências da Computação

SIM

NÃO

Franciele Rosa de Paula

03641440092

ER

ER

Ciências Sociais

Geografia

SIM

NÃO

Francisco Runja Manoel Antonio

97211370904

ER

ER

Ciências Sociais

História

SIM

NÃO

Gisieli Rosa

03307862022

ER

ER

Ciências Sociais

Geografia

SIM

NÃO

Igor Pereira

04569863086

ER

ER

Engenharia Ambiental

História

SIM

NÃO

Ilquias Cardoso Brandino

04439755070

ER

ER

História

Pedagogia

SIM

NÃO

Indianara Cardoso Gójtéj da Cruz

04482821004

ER

ER

Pedagogia

Geografia

SIM

NÃO

Ivanildo Kavag Ka da Cruz

03423461055

ER

ER

Agronomia

Pedagogia

SIM

NÃO

Jacinto Pãfi Ferreira Doble

82011923034

ER

ER

Agronomia

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Jaqueline Forte

05378461073

ER

CH

Geografia

Pedagogia

SIM

NÃO

Joanilson de Matos

04085070045

ER

ER

Engenharia Ambiental

Geografia

SIM

NÃO

Juliana Lopes de Lima

01648719007

ER

ER

Filosofia

Geografia

SIM

NÃO

Julio Cezar Pereira

04639378050

ER

ER

Engenharia Ambiental

Arquitetura

SIM

NÃO

Leonardo Pereira da Silva

04507115019

ER

ER

História

Geografia

SIM

NÃO

Leticia de Oliveira Pires

05097852044

ER

ER

História

Filosofia

SIM

NÃO

Liamara Palhano

02437134018

ER

ER

História

Pedagogia

SIM

NÃO

Liliana Sara Braga

02701554063

ER

ER

Geografia

História

SIM

NÃO

Loreni Farias

06708092921

ER

ER

Pedagogia

História

SIM

NÃO

Luana Kisã Cardoso

03677663024

ER

ER

Pedagogia

História

SIM

NÃO

Luiz Claudio de Paula Bellini

04650493030

ER

CH

Agronomia

Ciência da Computação

SIM

NÃO

Marcia da Silva

01921341084

ER

ER

Geografia

História

SIM

NÃO

Marcia de Paula

01729457045

ER

ER

Ciências Sociais

História

SIM

NÃO

Marcos de Oliveira Machado

04645590065

ER

ER

História

Geografia

SIM

NÃO

Mauricio de Lima

04427094040

ER

ER

Filosofia

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Moises dos Santos Paliano

03728397032

ER

ER

Agronomia

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Nilce Cardoso

92737420091

ER

ER

Pedagogia

Filosofia

SIM

NÃO

Noeli Garenh Cardoso

00177576065

ER

ER

Pedagogia

História

SIM

NÃO

Rafaela de Paula

01807490001

ER

ER

Arquitetura e Urbanismo

Ciências Sociais

SIM

NÃO

Rodrigo de Paula Antunes

04928759010

ER

ER

História

Filosofia

SIM

NÃO

Rogelin de Paula

03257520018

ER

ER

Filosofia

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Scheila de Paula

04374227040

ER

ER

Filosofia

Pedagogia

SIM

NÃO

Sõnia Mara Rosa Palhano

01724036009

ER

ER

História

Pedagogia

SIM

NÃO

Valdemir Pinto Tiago

04865134085

ER

ER

História

Geografia

SIM

NÃO

Vitória Maria Gare Orzechovski Duarte

04295157074

ER

ER

Arquitetura

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Willian Silveira Braga

04683427028

ER

ER

Geografia

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

1.4 Campus Laranjeiras do Sul

I - Local de prova: Rodovia BR 158, Km 405, s/n, Laranjeiras do Sul-PR Auditório do Bloco dos Docentes/administrativo.

II - Candidatos:

Nome completo do candidato

CPF

Local de prova

Campus vaga

Curso (1a opção)

Curso (2a opção)

Homologado?

Condições especiais?

Alexandre Israel Alves de Oliveira

09112638960

LS

LS

Agronomia

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Adriellen Mugtan Fernandes

09776950930

LS

LS

Agronomia

Eng. Alimentos

SIM

NÃO

Alex Miler Maciel

07009602956

LS

CH

Letras: Português/Espanho

Geografia

SIM

NÃO

Anderson Eder Refej Goitoto

10372966993

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Agronomia

SIM

NÃO

Andre Veloso

07621300914

LS

LS

Eng. Alimentos

Agronomia

SIM

NÃO

Carlos Alexandre Maciel

07547742955

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Celi Rodrigues da Silva

09120632975

LS

LS

Eng. Alimentos

Eng. Alimentos

SIM

NÃO

Claudirene Vate de Freitas

12853462978

LS

LS

Eng. Aquicultura

Ciências Econômicas

SIM

NÃO

Cleonice Lourenço

08891875929

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Cleverson Open Goitoto

09031661945

LS

LS

Agronomia

Eng. Aquicultura

SIM

NÃO infor mado

Cristielly Pakój Bandeira

12358571903

LS

LS

RE

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Ciências Biológicas

SIM

NÃO

Dailze Mufej Luiz dos Santos

08724771937

LS

LS

Eng. Alimentos

Não Informado

SIM

NÃO

Daniela Correia da Silva

08774337980

LS

LS

Agronomia

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Dialesson Goj Tanh Bernardo

11452408955

LS

LS

Agronomia

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Edelcio Junior Moreira

08274432932

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Interdisciplinar em Ed. do Campo

SIM

NÃO

Edenilson Fogta Nunes Manduca Félix

06591810960

LS

LS

Ciências Econômicas

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Elias Maciel Borba

08944548978

LS

LS

Agronomia

Agronomia

SIM

NÃO

Eliel da Silva Vieira

11102628921

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Eliezer Kokoj Sales

12040765964

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Elison Diego Luiz dos Santos

07956305900

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Elissa Tainara Krig de Moraes

11104564920

LS

LS

Agronomia

Agronomia

SIM

NÃO

Elivelton Correia da Silva

07539403969

LS

LS

Agronomia

Agronomia

SIM

NÃO

Eliza Maiara Krig de Moraes

11104565900

LS

LS

Agronomia

Agronomia

SIM

NÃO

Gilmar Kregpo Tavares

06591828907

LS

LS

Eng. Alimentos

Eng. Aquicultura

SIM

NÃO

Gilmar Vãnfy Freitas

07860443902

LS

LS

Eng. Alimentos

Eng. Aquicultura

SIM

NÃO

Igor no Sã Inacio

09907672998

LS

LS

Agronomia

Agronomia

SIM

NÃO

Jaqueline Gârin Alves de Oliveira

10484764993

LS

LS

Agronomia

Eng. Aquicultura

SIM

NÃO

Jorge Konhprag Luiz

08794160929

LS

ER

RE

Agronomia

Química

SIM

NÃO

Josemar Tankog Fernandes

10727966944

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Agronomia

SIM

NÃO

Katin Tobias Manoel Antonio

07398402902

LS

CH

Ciências da Computação

Engenharia Ambiental

SIM

NÃO

Kauane Samara Gojtej Felix Bernardo

12079657909

LS

LS

Ciências Econômicas

Agronomia

SIM

NÃO

Leandra Vynkag Freitas

08841794941

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Liethi Faninkaj Fernandes

08024946920

LS

LS

Ciências Econômicas

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Lorinaldo Togren Fernandes

10947048901

LS

LS

Ciências Econômicas

Agronomia

SIM

NÃO

Lucimara Telles

09501664996

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Madalena Kuita

08627019967

LS

LS

Eng. Aquicultura

Eng. Aquicultura

SIM

NÃO

Maicon Douglas Fidelis

05932473967

LS

LS

Ciências Econômicas

Agronomia

SIM

NÃO

Marcelo Pereira

03602162931

LS

LS

Ciências Econômicas

Ciências Econômicas

SIM

NÃO

Margarete Katia Tygre Freitas

10804098905

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Margarete Nivensanh Corimba

06591621997

LS

LS

Ciências Econômicas

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Marindia da Silva Gabriel

09120642938

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Marindia Kaminprág Bernardo

7860297906

LS

LS

Ciências Econômicas

Agronomia

SIM

NÃO

Marinilson Belino

07366173967

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Mauricio Teles dos Santos

08246915983

LS

LS

Engenharia de Alimentos

Ciências Econômicas

SIM

NÃO

Moacir de Oliveira

04449745043

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Interdisciplinar em Ed. do Campo

SIM

NÃO

Nauan Felipe Fotanh Felix Bernardo

12079619900

LS

LS

Ciências Econômicas

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Nelson Luiz dos Santos

02643371909

LS

LS

Agronomia

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Paulo André Alves Katy Inacio

10235580929

LS

LS

Eng. Alimentos

Eng. Aquicultura

SIM

NÃO

Rafael Sigrigprag de Souza

10383426944

LS

LS

Agronomia

Eng. Alimentos

SIM

NÃO

Raquel Barbosa da Silva

09112644935

LS

LS

Agronomia

Agronomia

SIM

NÃO

Romario Maciel

08734750975

LS

CH

Filosofia

Filosofia

SIM

NÃO

Selene Anastacio

12078651923

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Sergio Mateus Goitoto

79043410934

LS

CH

LS

Ciências Sociais

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Sidinei Rodrigues da Silva

08274433904

LS

LS

Ciências Econômicas

Ciências Econômicas

SIM

NÃO

Silvana Venra Fernandes

10356705935

LS

LS

Ciências Econômicas

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Soleane Portela

08299739900

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Tamara Alves Oliveira

12567650903

LS

LS

Agronomia

Agronomia

SIM

NÃO

Thiallandier Renhko Pinheiro

09774994990

LS

LS

Agronomia

Eng. Aquicultura

SIM

NÃO

Varcilio Kukan Katanh Fernandes

13597529941

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

Vilmara Teles

09501666930

LS

LS

Interdisciplinar em Ed. do Campo

Interdisciplinar em Ed. Campo

SIM

NÃO

1.5 Campus Passo Fundo

I - Local de Prova: Rodovia RS 153 Km 3 S/N Bairro Jardim América, Passo Fundo-RS Auditório do campus - Sala 113.

II - Candidatos:

Nome completo do candidato

CPF

Local de prova

Campus vaga

Curso (1a opção)

Curso (2a opção)

Homologado?

Condições especiais?

Elisiane Aparecida Orzechovski

00444347070

PF

ER

Engenharia Ambiental

Pedagogia

SIM

NÃO

Osías Lopes

04390991027

PF

ER

Engenharia Ambiental

Pedagogia

SIM

NÃO

1.6 Campus Realeza

I - Local de Prova: Rua Edmundo Gaievski, Nº 1.000. Acesso: Rodovia PR 182, km 466. CEP 85.770000 Realeza-PR, Sala 102, Auditório, no Bloco A.

II - Candidatos:

Nome completo do candidato

CPF

Local de prova

Campus vaga

Curso (1a opção)

Curso (2a opção)

Homologado?

Condições especiais?

Antonia Takua Kanbiju Alves

01023282933

RE

RE

Letras

Letras

SIM

NÃO

Edinara Amaro

03176336004

RE

RE

Letras

Ciências Biológicas

SIM

NÃO

Ednãã Amaro

04489394012

RE

RE

Nutrição

Ciências Biológicas

SIM

NÃO

Ernesto Minby Centurião

00766132919

RE

RE

Letras

Letras

SIM

NÃO

Felix Tupã Jegua Kuvy Benites

08922229993

RE

RE

Ciências Biológicas

Ciências Biológicas

SIM

NÃO

Miqueias Gedaias Ribeiro

03878271026

RE

RE

Medicina Veterinária

Medicina Veterinária

SIM

NÃO

Tawãna Kokoy Sí Wakrâre Gabriel

11266413910

RE

RE

Medicina Veterinária

Nutrição

SIM

NÃO

Teodoro Tupã Jeguavy Alves

03206902967

RE

RE

Letras

Letras

SIM

NÃO

 

2 INSCRIÇÕES NÃO HOMOLOGADAS

2.1 Os candidatos não atenderam ao item 2.2 do EDITAL Nº 830/GR/UFFS/2017.

I - ANDRE SALVADOR

II - CALITA RODRIGUES

III - CARLOS FARIAS

IV - DAIANE LEOPOLDINO CIPRIANO

V - ELESSANDRO EUFRASIO

VI - ELIEL INÁCIO

VII - ESAQUE CASEMIRO DA SILVA

VIII - LEOMIR FIDÉLIS LOUREIRO

 

3 DO PROCESSO SELETIVO

3.1 A prova será constituída de uma redação com peso de até 50 pontos e de 25 questões objetivas envolvendo Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia e Ciências Naturais, com peso de até 50 pontos, totalizando o máximo de 100 pontos.

3.2 Todas as questões serão elaboradas em língua portuguesa.

3.3 Cada questão de múltipla escolha possuirá 05 (cinco) alternativas de resposta sendo apenas 01 (uma) correta.

3.4 A cada acerto serão atribuídos 02 (dois) pontos ao(à) candidato(a), sendo sua classificação definida pela somatória de todos os pontos.

3.5 Os(As) candidatos(as) acessarão as vagas descritas no item 3 do Edital Nº 830/GR/UFFS/2017 de acordo com sua classificação.

3.6 No caso de empate de um ou mais candidatos(as) na classificação geral, o critério de desempate será a idade dos(as) candidatos(as), tendo preferência na classificação o candidato(a) com maior idade. Em caso de permanência do empate realizar-se-á sorteio público.

3.7 A prova para o presente Processo Seletivo Exclusivo será elaborada por comissão instituída para este fim.

3.8 A redação tem caráter classificatório e eliminatório e visa avaliar a capacidade de sistematização, de síntese e de argumentação.

3.9 A avaliação da redação será feita da seguinte forma:

a) Em casos de fuga ao tema, o(a) candidato(a) receberá nota 0 (zero) na avaliação;

b) Na redação serão avaliados a apresentação (5,00 pontos), a estrutura textual (5,00 pontos), o desenvolvimento do tema (30,00 pontos) e o domínio da modalidade escrita da Língua Portuguesa (10,00 pontos);

c) A avaliação do domínio da modalidade escrita de Língua Portuguesa considerará aspectos tais como: acentuação, ortografia, morfossintaxe e propriedade vocabular.

3.10 O(A) candidato(a) deverá atingir a pontuação mínima de 30% na redação e 30% na prova objetiva e acertar ao menos 01 (uma) questão em cada área do conhecimento para ser classificado(a).

3.11 A nota final do(a) candidato(a) será o resultado da soma entre a pontuação obtida por ele na prova discursiva e prova objetiva.

3.12 A prova ocorrerá no dia 19/11/2017, das 13h às 18h, em salas exclusivamente destinadas para a realização das provas, em locais a serem informados no edital de Homologação das Inscrições.

3.12.1 O(A) candidato(a) deverá comparecer no local da prova com 30 (trinta) minutos de antecedência.

3.12.2 Não será permitida a entrada na sala após o horário de início e tampouco a realização da prova sem comprovação de identificação, através de apresentação de documento oficial de identificação com foto.

3.12.3 O(A) candidato(a) somente poderá realizar a prova no Campus declarado no formulário de inscrição.

3.13 A classificação geral provisória será divulgada no site da UFFS (www.uffs.edu.br) no dia 01/12/2017.

3.14 Os(As) candidatos(as) poderão interpor recurso somente para a prova objetiva, em face da nota obtida, questionando uma ou mais questões, na Secretaria Acadêmica dos Campi da UFFS, na data especificada no item 7 - Cronograma, do Edital Nº 830/GR/UFFS/2017.

3.15 Os recursos serão julgados pela Comissão responsável pela elaboração da prova. À decisão da Comissão não caberão novos recursos.

3.16 Após a análise dos recursos, o resultado definitivo será publicado no site da UFFS no dia 05/12/2017.

3.17 A Classificação Geral resultante do presente Processo Seletivo Exclusivo destina-se apenas ao preenchimento das vagas suplementares descritas no item 3 do Edital Nº 830/GR/UFFS/2017, não havendo lista de espera para vagas futuras.

3.18 O(A) candidato(a) que não comparecer para realização da prova será automaticamente desclassificado(a).

Chapecó-SC, 08 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Documento Histórico

EDITAL Nº 1006/GR/UFFS/2017

Resultado Final da Seleção de Estagiários para - Estágios Não Obrigatórios

RESULTADO FINAL DA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PARA - ESTÁGIOS NÃO OBRIGATÓRIOS

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL - UFFS, no uso de suas atribuições legais e, em cumprimento ao Edital Nº 979/GR/UFFS/2017, torna público o Resultado Final do Processo Seletivo para Contratação de estagiário do Curso de Graduação em Ciências Econômicas e Interdisciplinar em Educação no Campo/Licenciatura do Campus Laranjeiras do Sul da UFFS, para atuação na Assessoria Acadêmica (ASSAC) setor vinculado à Coordenação Acadêmica do campus.

 

1 RESULTADO FINAL

Classificação

Inscrição

Nome

Curso

1

257

Matheus Andrade Ataide

Ciências Econômicas

2

256

Thaina Dhaila N G da Silva

Ciências Econômicas

3

251

Luana Vanessa Brutscher

Ciências Econômicas

4

255

Leonardo Hauschildt Machado

Ciências Econômicas

5

250

Patricia Luiza Elerhardt

Ciências Econômicas

6

249

Jonathan Barbosa dos Santos

Ciências Econômicas

7

254

Lucieli Pazini

Ciências Econômicas

8

259

Patricia Kailer de Cristo

Ciências Econômicas

9

253

Ivan Ramos

Ciências Econômicas

10

252

Alan Rodrigo Schiles

Int Educ do Campo

11

260

Giovanni Longen Bes

Ciências Econômicas

12

262

Adriana Oliveira Santos

Ciências Econômicas

 

Conforme o EDITAL Nº 979/GR/UFFS/2017, a validade da seleção será de até 12 meses, a contar da data da publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado por igual período.

 

Os candidatos serão chamados através de edital específico que será divulgado no site www.uffs.edu.br e nos murais do Campus Laranjeiras do Sul, seguindo a ordem de classificação, de acordo com a necessidade do setor de atuação ao qual foram classificados.

Chapecó-SC, 09 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Documento Histórico

EDITAL Nº 1007/GR/UFFS/2017

Convocação de Estagiário para Estágio Não-Obrigatório

CONVOCAÇÃO DE ESTAGIÁRIO PARA ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais convoca o estagiário abaixo relacionado, classificado conforme Edital Nº 979/GR/UFFS/2017, a comparecer na data, local e horários indicados neste edital, para assinatura de Termo de Compromisso de Estágio e entrega da documentação002E

 

1 DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA PARA ASSINATURA DO TERMO DE COMPROMISSO

1.1 Os documentos obrigatórios para a assinatura do termo de compromisso são:

I - Uma foto 3x4 recente;

II - Identidade (RG) (original com cópia);

III - CPF (original com cópia);

IV - Certificado de reservista, se for o caso (original com cópia);

V - Atestado de escolaridade, com indicação do ano ou período que está cursando;

VI - Título de eleitor, com comprovante de quitação eleitoral expedido pela internet e com data atualizada na semana (original com cópia);

VII - Certidão de nascimento ou casamento (que comprove o estado civil) (original com cópia);

VIII - Comprovante de conta-corrente (com cópia de extrato ou cartão comprovando os dados da conta, inclusive com dígitos verificadores);

IX - Exame médico admissional (que comprove a aptidão para a realização das atividades de estágio);

X - Declaração de não possuir bolsas da UFFS ou de outros órgãos oficiais que exijam o cumprimento de carga horária (ANEXO I deste edital);

XI - Carteira de trabalho (original com cópia);

XII - Documento de comprovação do número do PIS (original com cópia);

XIII - Cadastro de estagiário preenchido (ANEXO II deste edital)

 

2 CONVOCADO

2.1 O candidato selecionado para as vagas dos Cursos de Graduação em Ciências Econômicas e em Interdisciplinar em Educação no Campo/Licenciatura do Campus Laranjeiras do Sul da UFFS, para atuação na Coordenação Acadêmica, deve se apresentar na Assessoria de Gestão de Pessoas do Campus Laranjeiras do Sul, Bloco de Sala dos Professores/Administrativo, sala 234, nas datas e horários indicadas abaixo:

 

3 COORDENAÇÃO ACADÊMICA

Candidato

Classificação

Apresentação

Matheus Andrade Ataide

10/11/2017 das 8h30min às 11h30min e das 13h30min às 16h30min

 

4 DISPOSIÇÕES FINAIS

4.1 Caso o candidato não compareça com toda a documentação exigida no local, data e horários estipulados neste edital será considerado desistente.

Chapecó-SC, 09 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Documento Histórico

EDITAL Nº 1008/GR/UFFS/2017

Resultado Provisório dos Auxílios Socioeconômicos de Novembro de 2017 do Campus Chapecó

RESULTADO PROVISÓRIO DOS AUXÍLIOS SOCIOECONÔMICOS DE NOVEMBRO DE 2017 DO CAMPUS CHAPECÓ

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais e, em cumprimento ao Edital Nº 023/GR/UFFS/2017, torna público o Resultado Provisório referente à concessão, atualização e desligamento de Auxílios Socioeconômicos do mês de novembro de 2017, Campus Chapecó.

 

1 Relação de Alunos:

Matrícula

Nome

Alimentação 1

Alimentação 2

Moradia

Transporte 1

Transporte 2

Estudantil

1521721039

Carlos Eduardo Cardoso

105,00

-

-

-

85,00

135,00

1511301046

Claudineia Vieira Raimundi

105,00

-

-

-

85,00

135,00

1511600058

Edineia Leliani Priscila Fank Andrade

50,00

-

75,00

20,00

-

55,00

1511731030

Josiane Regina Plucinski

15,00

-

50,00

5,00

-

20,00

1721601051

Stephane Caroline Camargo Waechter

105,00

-

200,00

45,00

-

135,00

1521100001

Thalia Zanesco

50,00

-

75,00

-

-

55,00

1721101040

Vanessa Nardi

50,00

-

75,00

20,00

-

55,00

1221101037

Wagner Frana

15,00

-

-

-

15,00

20,00

1621601026

Wesley de Paula Felisbino

DE6

-

DE6

DE6

-

DE6

* Estudante com Plano de Acompanhamento aprovado e em desenvolvimento.

 

2 Relação de motivos de Indeferimento:

I - IN1: Não atende aos critérios relativos ao público-alvo (inciso I do item 5.2).

II - IN2: Restrição quanto à modalidade de auxílio solicitado (inciso II do item 5.2).

III - IN3: Possui sansão disciplinar (inciso III do item 5.2).

IV - IN4: Possui outra graduação (inciso IV do item 5.2).

V - IN5: Possui pendência com a PROAE, SAE, PROGRAD ou PROGESP (inciso V do item 5.2).

VI - IN6: Não está matriculado em número de créditos exigidos (inciso VI do item 5.2).

VII - IN7: Não teve aprovação no número de créditos mínimos exigidos (inciso VII do item 5.2).

VIII - IN8: Frequência inferior a 75% no conjunto de matérias cursadas (inciso VIII do item 5.2).

IX - IN9: Inscrição anterior ao início do semestre letivo (item 9.7).

X - IN10: Não atende ao critério referente à entrega de documentos para inscrição (item 4.1).

XI - IN11: Já é beneficiário de auxílio socioeconômico.

XII - IN12: IVS superior (inciso III do item 3.5)

 

3 Relação de motivos de Desligamento:

I - DE1: Não manter matrícula na quantidade de créditos exigidos (item 8.1.1).

II - DE2: Não manter frequência mínima semestral em 75% (inciso I do item 8.1.2).

III - DE3: Não ter aprovação no número de créditos exigidos pelo curso (inciso II do item 8.1.2).

IV - DE4: Deixar de cumprir o plano de acompanhamento (item 8.1.3).

V - DE5: Deixar de manter cadastro socioeconômico atualizado (item 8.1.4).

VI - DE6: Solicitação do estudante (item 8.1.5).

VII - DE7: Trancamento de matrícula, desistência, transferência, entre outros (item 8.1.6).

VIII - DE8: Superar a situação de vulnerabilidade socioeconômica (item 8.1.7).

IX - DE9: Irregularidades, inveracidades, omissão de informações, entre outros (item 8.1.8).

X - DE10: Não ressarcir valores recebidos indevidamente (item 8.1.9).

XI - DE11: Concluir curso de graduação reconhecido pelo MEC (item 8.1.10).

XII - DE12: Possuir pendência nos dados bancários (item 8.1.11).

XIII - DE13: Não entregar documentação relativa à inscrição realizada por e-mail (item 8.1.12).

XIV - DE14: Restrição quanto à modalidade de auxílio solicitado (inciso II do item 5.2).

XV - DE15: Não teve aprovação no número de créditos mínimos exigidos (inciso VII do item 5.2).

XVI - DE16: Possui outra graduação (inciso IV do item 5.2).

XVII - DE17: Estudante atendido pelo PBP (item 3.7.1)

 

Ficam revogadas as disposições em contrário.

 

Este edital entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.

Chapecó-SC, 09 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Documento Histórico

EDITAL Nº 1009/GR/UFFS/2017

Resultado Provisório dos Auxílios Socioeconômicos de Novembro de 2017 do Campus Cerro Largo

RESULTADO PROVISÓRIO DOS AUXÍLIOS SOCIOECONÔMICOS DE NOVEMBRO DE 2017 DO CAMPUS CERRO LARGO

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais e, em cumprimento ao Edital Nº 023/GR/UFFS/2017, torna público o Resultado Provisório referente à concessão, atualização e desligamento de Auxílios Socioeconômicos do mês de novembro de 2017, Campus Cerro Largo.

 

1 Relação de Alunos:

Matrícula

Nome

Alimentação 1

Alimentação 2

Moradia

Transporte 1

Transporte 2

Estudantil

1414300008

Andrei Cortes Cardoso

105,00

-

-

-

-

135,00

1614100012

Gabrieli Teuschel de Carvalho

105,00

-

-

-

85,00

135,00

 

2 Relação de motivos de Indeferimento:

I - IN1: Não atende aos critérios relativos ao público-alvo (inciso I do item 5.2).

II - IN2: Restrição quanto à modalidade de auxílio solicitado (inciso II do item 5.2).

III - IN3: Possui sansão disciplinar ou impedimento (inciso III do item 5.2).

IV - IN4: Possui outra graduação (inciso IV do item 5.2).

V - IN5: Possui pendência com a PROAE, SAE, PROGRAD ou PROGESP (inciso V do item 5.2).

VI - IN6: Não está matriculado em número de créditos exigidos (inciso VI do item 5.2).

VII - IN7: Não teve aprovação no número de créditos mínimos exigidos (inciso VII do item 5.2).

VIII - IN8: Frequência inferior a 75% no conjunto de matérias cursadas (inciso VIII do item 5.2).

IX - IN9: Inscrição anterior ao início do semestre letivo (item 9.7).

X - IN10: Beneficiário em Mobilidade que descumpriu Plano de Estudos (inciso IX do item 5.2).

XI - IN11: Não apresentou os dados bancários.

 

3 Relação de motivos de Desligamento:

I - DE1: Não manter matrícula na quantidade de créditos exigidos (item 8.1.1).

II - DE2: Não manter frequência mínima semestral em 75% (inciso I do item 8.1.2).

III - DE3: Não ter aprovação no número de créditos exigidos pelo curso (inciso II do item 8.1.2).

IV - DE4: Deixar de cumprir o plano de acompanhamento (item 8.1.3).

V - DE5: Deixar de manter cadastro socioeconômico atualizado (item 8.1.4).

VI - DE6: Solicitação do estudante (item 8.1.5).

VII - DE7: Trancamento de matrícula, desistência, transferência, entre outros (item 8.1.6).

VIII - DE8: Superar a situação de vulnerabilidade socioeconômica (item 8.1.7).

IX - DE9: Irregularidades, inveracidades, omissão de informações, entre outros (item 8.1.8).

X - DE10: Não ressarcir valores recebidos indevidamente (item 8.1.9).

XI - DE11: Concluir curso de graduação reconhecido pelo MEC (item 8.1.10).

XII - DE12: Possuir pendência nos dados bancários (item 8.1.11).

XIII - DE13: Não entregar documentação relativa à inscrição realizada por e-mail (item 8.1.12).

XIV - DE14: Interromper participação em programa de mobilidade acadêmica (item 8.1.13).

XV - DE15: Estudante atendido pelo PBP/MEC (item 3.7.1).

XVI - DE16: Não atender aos critérios relacionados ao público-alvo (inciso I do item 5.2).

 

Ficam revogadas as disposições em contrário.

 

Este edital entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.

Chapecó-SC, 09 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Documento Histórico

EDITAL Nº 1010/GR/UFFS/2017

Resultado Provisório dos Auxílios Socioeconômicos de Novembro de 2017 do Campus Erechim

RESULTADO PROVISÓRIO DOS AUXÍLIOS SOCIOECONÔMICOS DE NOVEMBRO DE 2017 DO CAMPUS ERECHIM

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais e, em cumprimento ao Edital Nº 023/GR/UFFS/2017, torna público o Resultado Provisório referente à concessão, atualização e desligamento de Auxílios Socioeconômicos do mês de novembro de 2017, Campus Erechim.

 

1 Relação de Alunos:

Matrícula

Nome

Alimentação 1

Alimentação 2

Moradia

Transporte 1

Transporte 2

Estudantil

1225302017

Aline Paula Scussel

DE4

-

DE4

DE4

-

DE4

* Estudante com Plano de Acompanhamento em elaboração.

 

2 Relação de motivos de Indeferimento:

I - IN1: Não atende aos critérios relativos ao público-alvo (inciso I do item 5.2).

II - IN2: Restrição quanto à modalidade de auxílio solicitado (inciso II do item 5.2).

III - IN3: Possui sansão disciplinar ou impedimento (inciso III do item 5.2).

IV - IN4: Possui outra graduação (inciso IV do item 5.2).

V - IN5: Possui pendência com a PROAE, SAE, PROGRAD ou PROGESP (inciso V do item 5.2).

VI - IN6: Não está matriculado em número de créditos exigidos (inciso VI do item 5.2).

VII - IN7: Não teve aprovação no número de créditos mínimos exigidos (inciso VII do item 5.2).

VIII - IN8: Frequência inferior a 75% no conjunto de matérias cursadas (inciso VIII do item 5.2).

IX - IN9: Inscrição anterior ao início do semestre letivo (item 9.7).

X - IN10: Beneficiário em Mobilidade que descumpriu Plano de Estudos (inciso IX do item 5.2).

 

3 Relação de motivos de Desligamento:

I - DE1: Não manter matrícula na quantidade de créditos exigidos (item 8.1.1).

II - DE2: Não manter frequência mínima semestral em 75% (inciso I do item 8.1.2).

III - DE3: Não ter aprovação no número de créditos exigidos pelo curso (inciso II do item 8.1.2).

IV - DE4: Deixar de cumprir o plano de acompanhamento (item 8.1.3).

V - DE5: Deixar de manter cadastro socioeconômico atualizado (item 8.1.4).

VI - DE6: Solicitação do estudante (item 8.1.5).

VII - DE7: Trancamento de matrícula, desistência, transferência, entre outros (item 8.1.6).

VIII - DE8: Superar a situação de vulnerabilidade socioeconômica (item 8.1.7).

IX - DE9: Irregularidades, inveracidades, omissão de informações, entre outros (item 8.1.8).

X - DE10: Não ressarcir valores recebidos indevidamente (item 8.1.9).

XI - DE11: Concluir curso de graduação reconhecido pelo MEC (item 8.1.10).

XII - DE12: Possuir pendência nos dados bancários (item 8.1.11).

XIII - DE13: Não entregar documentação relativa à inscrição realizada por e-mail (item 8.1.12).

XIV - DE14: Interromper participação em programa de mobilidade acadêmica (item 8.1.13).

XV - DE15: Não atende aos critérios relativos ao público-alvo (inciso I do item 5.2).

XVI - D16: Estudante atendido pelo PBP (item 3.7.1)

 

Ficam revogadas as disposições em contrário.

 

Este edital entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.

Chapecó-SC, 09 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Documento Histórico

EDITAL Nº 1011/GR/UFFS/2017

Seleção Simplificada de Participantes para o Projeto Terra Solidária 2017-2019 Multiplicando Ações e Sujeitos Sociais

SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE PARTICIPANTES PARA O PROJETO:

TERRA SOLIDÁRIA - 2017-2019: MULTIPLICANDO AÇÕES E SUJEITOS SOCIAIS

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, a pedido da COORDENAÇÃO INSTITUCIONAL DO PROJETO "TERRA SOLIDÁRIA 2017-2019: MULTIPLICANDO AÇÕES E SUJEITOS SOCIAIS", torna público Edital para Seleção Simplificada de participantes, que residam no estado de Santa Catarina, para participarem do projeto supramencionado.

 

1 OBJETIVOS

1.1 Objetivo de desenvolvimento

I - Fortalecimento do Projeto Político-Organizativo das organizações que compõe o Fórum de Entidades da Agricultura Familiar de Santa Catarina (FETRAF-SC/CUT, CRESOL CENTRAL, CRESOL SICOPER, UNICAFES, APACO, COOPERHAF, UFFS), articulando formação, mobilização e organização na disputa dos projetos de Estado, das políticas públicas de desenvolvimento, considerando a luta de classes e o projeto de sociedade que queremos.

1.2 Objetivo Geral do Projeto

I - Desenvolver a formação de lideranças, articulada às lutas da Agricultura Familiar, multiplicando ações, atores sociais no campo sindical da FETRAF/SC-CUT, cooperativista do sistema CRESOL CENTRAL, CRESOL SICOPER, COOPERHAF, das cooperativas filiadas a UNICAFES, da APACO.

1.3 Objetivos específicos do Projeto

1.3.1 Qualificar lideranças comprometidas com a luta da Agricultura Familiar;

1.3.2 Qualificar sujeitos com a responsabilidade de multiplicar ações de formação;

1.3.3 Fomentar organização de base, visando o fortalecimento da Agricultura Familiar e suas organizações;

1.3.4 Promover a organização de grupos de base: mulheres, jovens, produção, formação;

1.3.5 Fomentar o nosso projeto alternativo de desenvolvimento sustentável e solidário junto as comunidades e os agricultores familiares;

1.3.6 Oportunizar um processo formativo de lideranças para a disputa frente ao sistema, político, econômico, social, cultural, ideológico, em que vivemos.

1.3.7 Problematizar os modos de organização, articulação e tecnologias, no que tange o que já temos, quanto aos novos processos que compreende as lutas da agricultura familiar;

1.3.8 Proporcionar um diálogo problematizador sobre gênero, etnia/raça, geração, orientação sexual e pessoas com deficiência;

 

2 DAS VAGAS

2.1 Estão abertas para seleção 180 vagas para seis turmas, nas seguintes regiões: Oeste, Alto Vale do Itajaí e Sul do estado de Santa Catarina. Os municípios sede serão estabelecidos de acordo com a logística de cada turma.

  

3 ATIVIDADES GERAIS A SEREM REALIZADAS PELOS PARTICIPANTES DO PROJETO - CURSISTAS

3.1 Participar dos encontros presenciais do curso de formação, bem como organizar processo de multiplicação com lideranças no município de origem.

3.2 Participação de no mínimo seis (06) módulos/encontros presenciais, com um tempo de trinta e duas (32) horas, no mínimo, em cada módulo, com dois encontros de dezesseis (16) horas, totalizando no mínimo cento e noventa e duas (192) horas de formação centralizada, no período de 2017 a 2019. Realização de atividades não presenciais com o tempo de oito (08) horas por módulo. Cabe salientar que o referido cronograma pode sofrer pequenas alterações, considerando condições adversas que possam surgir ao longo do desenvolvimento do projeto.

 

4 DURAÇÃO DO PROJETO

4.1 Vinte e quatro meses (24) meses, com início previsto para o mês de dezembro de 2017.

 

5 DO FINANCIAMENTO

5.1 As despesas para todos os participantes do projeto nos seguintes quesitos: transporte, alimentação e hospedagem será viabilizada através do autofinanciamento, ou seja, as entidades integrantes do Fórum das Entidades da Agricultura Familiar de Santa Catarina são responsáveis pelo financiamento dos custos dos seus representantes no processo formativo.

 

6 DOS REQUISITOS OBRIGATÓRIOS PARA A INSCRIÇÃO DOS CANDIDATOS/AS

I - Estar vinculado a entidades e/ou organizações populares que atuam com a agricultura familiar;

II - Ter disponibilidade de carga horária necessária para participar das ações do projeto, quando das atividades presenciais de no mínimo trinta e duas (32) horas por módulo. Assim como para desenvolver as atividades de multiplicação.

III - Apresentar a documentação exigida no ato da inscrição.

 

7 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA INSCRIÇÃO

7.1 Dos documentos necessários:

I - Formulário de inscrição devidamente preenchido, conforme Anexo I;

II - Cópia de documento de identidade que contenha RG e CPF;

III - Carta de intenções preenchida, conforme Anexo II;

IV - Termo de compromisso devidamente preenchido e assinado, conforme Anexo III;

V - Declaração de participação em entidades coletivas;

7.2 Tais documentos deverão ser elaborados, digitalizados e enviados por e-mail para terrasolidaria2017@gmail. O candidato/a receberá e-mail de confirmação da inscrição. Caso o e-mail de confirmação da inscrição não tenha sido recebido em 24 horas após o envio do material, solicitamos que os candidatos entrem em contato com a coordenação do projeto por meio do telefone: (49) 20493137 das 8h às 12h.

 

8 DA INSCRIÇÃO

8.1 A inscrição deverá ser realizada de forma única e exclusiva por meio eletrônico. Os documentos deverão ser enviados ao e-mail: terrasolidaria2017@gmail.

8.2 No e-mail a ser encaminhado, no item assunto, deve estar constando: inscrição para o projeto "Terra Solidária 2017-2019: MULTIPLICANDO AÇÕES E SUJEITOS SOCIAIS", seguido do nome do candidato. Ex: Inscrição para o projeto Terra Solidária_Maria Eduarda / ou / Inscrição: Projetos Terra Solidária-Maria Eduarda.

8.3 O envio da documentação incompleta, poderá acarretar na desclassificação do/a candidato/a.

 

9 DO PROCESSO SELETIVO

9.1 O processo seletivo consistirá em análise da documentação e leitura da carta de intensão, prevendo:

I - Entrega correta da documentação solicitada (peso 2,0);

II - Participação do/a candidato/a em entidades coletivas: organizações, movimentos sociais e sindicais populares, cooperativas, redes de economia solidária, entre outros (peso 4,0);

III - Participação do/a candidato/a em atividades organizadas por entidades coletivas da agricultura familiar: palestras, cursos e/ou oficinas; conferências; assembleia, seminário, plenária, intercâmbio, entre outros (peso 2,0);

IV - Participação do/a candidato/a em comissões organizadoras de atividades coletivas: conferências, amostras culturais, seminários, oficinas, projetos de formação, entre outros (peso 2,0);

9.2 Os itens acima mencionados como parte estruturante do processo seletivo precisam fazer parte da experiência do/a candidato/a, relatada e comprovada na carta de intensões. Para cada um dos itens, o/a candidato/a precisará apresentar declaração ou certificação como forma de comprovação de suas participações. Sem as comprovações necessárias o/a candidato/a estará sujeito/a perda de pontuação.

9.3 Estarão selecionados para participação no projeto os/as candidato/as que obterem as 180 primeiras pontuações.

9.4 Em caso de empate serão observados os seguintes itens:

I - Critério 1º Escala de atuação da entidade coletiva a que pertence o/a candidato/a, com prioridade à seguinte ordem: Nacional, Regional, Estadual (Santa Catarina), Municipal; e, persistindo o empate.

II - Critério 2º Maior idade;

9.5 Os/as candidatos/as poderão entrar com recurso contestando o resultado publicado, cabendo enviar e-mail (o mesmo da inscrição) em data marcada, segundo o cronograma disposto neste edital.

9.6 Casos omissos serão avaliados pela coordenação do projeto.

 

10 DO CRONOGRAMA

ETAPA

PERÍODO

10.1

Período de Inscrição

09/11/2017 a 13/12/2017, até as 23h59

10.2

Homologação das inscrições

14/12/2017

10.3

Período para recurso da homologação

15/12/2017

10.4

Resultado Parcial

20/12/2017

10.5

Período para recurso

21/12/2017

10.6

Resultado Final

22/12/2017

 

11 DA DESISTÊNCIA DE PARTICIPAÇÃO NO PROJETO

11.1 O/a candidato/a aprovado/a e matriculado/a oficialmente no projeto poderá solicitar seu desligamento mediante preenchimento de formulário específico fornecido pela coordenação do projeto.

11.2 Poderá ser desligado pela coordenação do projeto a liderança, compreendida como formador/a nos seguintes casos:

I - Não cumprimento das responsabilidades propostas no projeto e da manutenção destas no transcorrer dos trabalhos planejados;

II - A identificação de qualquer irregularidade verificada durante o período de vigência das atividades programadas;

III - Em que ocorra qualquer inveracidade e/ou omissão de informações, independente da época em que for constada;

 

12 DO CRONOGRAMA DE ATIVIDADES

MÓDULO

PERÍODO

Papel do Estado e as Políticas Públicas

12/2017 a 03/2018

Papel da Agricultura Familiar no Desenvolvimento

05 e 06/2018

Gênero e Geração

08 e 09/2018

Sustentabilidade

11 e 12/2018

Inovação, Gestão e Sustentação das organizações da Agricultura Familiar

03 e 04/2019

Concepções do Cooperativismo Popular e Solidário

05 e 06/2019

Atividade de encerramento

09/2019

 

13 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

13.1 O cumprimento dos prazos e das exigências definidas neste edital é de inteira responsabilidade da liderança interessada e a não observância destes procedimentos implicará na sua desclassificação do processo.

13.2 Os casos omissos serão analisados pela coordenação do projeto.

Chapecó-SC, 10 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Processo Seletivo de Transferência Interna e Retorno de Aluno-Abandono da UFFS Transferência Externa e Retorno de Graduado

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA INTERNA E RETORNO DE ALUNO-ABANDONO DA UFFS, TRANSFERÊNCIA EXTERNA E RETORNO DE GRADUADO

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL - UFFS, no uso de suas atribuições legais, torna públicas as condições de habilitação às vagas oferecidas pela UFFS, para a admissão em seus cursos de graduação, mediante processo seletivo de Transferência Interna e Retorno de Aluno-abandono da UFFS, Transferência Externa e Retorno de Graduado, com validade para o ingresso no primeiro período letivo de 2018, para os Campi de Chapecó, Laranjeiras do Sul, Realeza, Cerro Largo e Erechim.

 

DAS VAGAS E MODALIDADES DE INGRESSO

1.1 O número de vagas, bem como os critérios de classificação e desempate constantes no presente Edital, estão definidos nos termos do Regulamento da Graduação da UFFS, aprovado pela Resolução 4/2014 - CONSUNI/CGRAD, de 26 de junho de 2014, e conforme Atos Deliberativos expedidos pelos Colegiados de Curso, os quais constam nos ANEXOS deste Edital.

1.2 As vagas estão distribuídas por curso, turno e modalidade de ingresso e são relacionadas no item 1.5 deste Edital.

1.3 As modalidades de ingresso, de acordo com o Art. 32 do Regulamento de Graduação da UFFS, são as seguintes:

1.3.1 Considera-se Transferência Interna a troca de turno, de curso ou de campus no âmbito da UFFS, sendo vedada a transferência interna no semestre de ingresso ou de retorno na UFFS.

1.3.2 Entende-se por Aluno-abandono da UFFS aquele que já esteve regularmente matriculado e rompeu seu vínculo com a instituição, por haver desistido ou abandonado o curso.

1.3.3 Considera-se Transferência Externa a concessão de vaga a estudante regularmente matriculado(a) em outra Instituição de Ensino Superior - IES, nacional ou estrangeira, para prosseguimento de seus estudos na UFFS.

1.3.4 Considera-se Retorno de Graduado a concessão de vaga na UFFS, para graduado(a) da UFFS ou de outra IES que pretenda fazer novo curso.

1.4 De acordo com Regulamento de Graduação, estudante jubilado(a) ou cuja matrícula tenha sido excluída na UFFS por processo disciplinar, não poderá concorrer às vagas ofertadas neste edital.

1.5 Quadro de vagas por campus, curso, turno e modalidade de ingresso.

1.5.1 Campus Chapecó

Curso/Turno

Total de vagas

Transf. Interna e Retorno Aluno-abandono

Transf. Externa

Retorno Graduado

Administração Bacharelado/Matutino

13

5

5

3

Ciência da Computação Bacharelado/Vespertino

9

2

5

2

Engenharia Ambiental Bacharelado/Integral

19

7

7

6

Ciências Sociais Licenciatura/Noturno

26

10

8

8

Filosofia Licenciatura/Noturno

22

8

7

7

Geografia Licenciatura/Noturno

12

4

4

4

Letras: Português e Espanhol Licenciatura/Noturno

11

4

4

3

Matemática Licenciatura/Noturno

10

4

3

3

Pedagogia Licenciatura/Matutino

10

4

4

2

Pedagogia Licenciatura/Noturno

6

2

3

1

1.5.2 Campus Laranjeiras do Sul

Curso/Turno

Total de vagas

Transf. Interna e Retorno Aluno-abandono

Transf. Externa

Retorno Graduado

Agronomia Bacharelado/Integral

9

3

4

2

Ciências Econômicas Bacharelado/Integral

9

3

5

1

Engenharia de Alimentos Bacharelado/Integral

34

13

11

10

Engenharia de Aquicultura Bacharelado/Integral

41

16

13

12

Interdisciplinar em Educação no Campo Licenciatura/Noturno

39

15

12

12

1.5.3 Campus Realeza

Curso/Turno

Total de vagas

Transf. Interna e Retorno Aluno-abandono

Transf. Externa

Retorno Graduado

Ciências Biológicas Licenciatura/Noturno

4

1

2

1

Física Licenciatura/Noturno

6

2

2

2

Letras: Português e Espanhol Licenciatura/Noturno

3

1

1

1

Nutrição Bacharelado/Integral

4

1

2

1

Química Licenciatura/Noturno

11

4

3

4

1.5.4 Campus Cerro Largo

Curso/Turno

Total de vagas

Transf. Interna e Retorno Aluno-abandono

Transf. Externa

Retorno Graduado

Administração Bacharelado/Integral

3

1

2

0

Agronomia Bacharelado/Integral

2

0

2

0

Ciências Biológicas Licenciatura/Integral

21

8

7

6

Engenharia Ambiental Bacharelado/Integral

18

7

8

3

Física Licenciatura/Noturno

16

6

5

5

Letras: Português e Espanhol Licenciatura/Noturno

5

2

2

1

Química Licenciatura/Noturno

9

3

3

3

1.5.5 Campus Erechim

Curso/Turno

Total de vagas

Transf. Interna e Retorno Aluno-abandono

Transf. Externa

Retorno Graduado

Agronomia Bacharelado/Integral

3

1

1

1

Arquitetura e Urbanismo Bacharelado/Integral

4

1

2

1

Engenharia Ambiental Bacharelado/Integral

5

2

2

1

Ciências Sociais Licenciatura/Noturno

30

10

10

10

Filosofia Licenciatura/Noturno

40

10

10

20

Geografia Licenciatura/Noturno

33

12

9

12

História Licenciatura/Noturno

18

7

5

6

Pedagogia Licenciatura/Noturno

1

-

1

-

 

2 DOS PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÃO

2.1 As inscrições estão condicionadas à existência de vaga no curso, turno e modalidade de ingresso pretendidos (de acordo com o item 1.5 e subsequentes deste Edital).

2.2 O(a) candidato(a) deverá apresentar, no ato da inscrição, originais e cópias ou cópias autenticadas da documentação relacionada a seguir:

2.2.1 Requerimento de inscrição preenchido (a ser obtido no local de inscrição);

2.2.2 Os documentos obrigatórios listados abaixo, de acordo com a modalidade de ingresso:

I - Transferência Interna e Retorno de Aluno-abandono da UFFS:

a) Registro Geral (RG);

b) Histórico Escolar de Graduação, a ser obtido no local de inscrição.

II - Transferência Externa:

a) Registro Geral (RG) para brasileiro, ou passaporte para estrangeiro;

b) Cadastro de Pessoa Física (CPF);

c) Histórico Escolar de Graduação emitido pela IES de origem;

d) Comprovante de matrícula ou de seu trancamento da IES de origem;

e) Comprovante de reconhecimento ou autorização do curso pelo Ministério da Educação (MEC), ou órgão equivalente no país de origem, no caso de IES estrangeira;

f) Comprovante da situação no ENADE (constante no Histórico Escolar de Graduação ou em declaração complementar emitida pela IES de origem), para estudante de IES brasileira.

III - Retorno de Graduado:

a) Registro Geral (RG) para brasileiro, ou passaporte para estrangeiro;

b) Cadastro de Pessoa Física (CPF);

c) Histórico Escolar de Graduação emitido pela IES de origem;

d) Diploma de Curso de Graduação (frente e verso) registrado ou Certificado de Conclusão de Curso.

2.2.3 O(A) candidato(a) poderá realizar a inscrição com documento oficial de identificação com foto em substituição ao Registro Geral (RG). Caso o(a) candidato(a) seja selecionado(a) para matrícula deverá apresentar, obrigatoriamente, o Registro Geral (RG).

2.2.4 Será atendido o pedido de inscrição de candidato(a) provável formando(a) da UFFS. Caso selecionado(a), sua matrícula fica condicionada à conclusão do curso em que está matriculado(a).

2.2.5 Os colegiados de curso podem exigir, para fins de deferimento, classificação e desempate dos(as) candidatos(as), a apresentação de documentos complementares e/ou que comprovem o atendimento aos critérios adicionais, os quais são apontados nos ANEXOS deste Edital. A não apresentação da documentação adicional pode implicar no indeferimento do pedido.

2.3 Somente serão aceitas inscrições para transferência externa de candidatos(as) provenientes de cursos reconhecidos ou autorizados pelo MEC ou órgão equivalente no país de origem.

2.4 O Histórico Escolar de Graduação deverá estar assinado e carimbado pela IES de origem, contendo número de horas-relógio de cada disciplina cursada, as notas ou menções e a carga horária total obtidas no curso de procedência.

2.4.1 Caso seja averiguado que a carga horária das disciplinas está expressa em horas-aula, deverá constar a informação de sua duração na IES de origem. Neste caso a carga horária será convertida em horas-relógio para fins de classificação e desempate, se necessário.

2.5 Para candidato(a) à transferência externa, o Histórico Escolar de Graduação deverá estar atualizado (emitido há menos de 60 dias da data da inscrição no processo seletivo), contendo o total de carga horária obtida no curso de procedência e a comprovação de vínculo acadêmico (situação de matrícula).

2.6 Caso os dados citados nos itens 2.4 e 2.5 não constem no Histórico Escolar de Graduação, poderão constar em declaração complementar expedida pela IES de origem.

2.7 Todos os documentos expedidos em idioma estrangeiro deverão estar autenticados pela autoridade consular brasileira do país que os expediu e acompanhados por tradução pública juramentada para o idioma português.

2.7.1 Estão dispensados da apresentação de tradução os documentos expedidos em idioma francês, espanhol e inglês, de acordo com o disposto no parágrafo 5º do art. 7º da Resolução 3/2016 - CNE/CES.

2.7.2 Para os documentos expedidos pelos países signatários da convenção sobre a Eliminação da Exigência da Legalização de Documentos Públicos Estrangeiros (celebrada em Haia, em 5 de outubro de 1961), será dispensada legalização diplomática ou consular de documentos públicos, com exigência de aposição, nos documentos, da apostila de autenticação conforme modelo definido pela respectiva convenção.

2.8 No caso de retorno de graduado, o diploma expedido por IES estrangeira deverá estar revalidado por uma IES pública brasileira.

2.9 A inscrição efetivada por terceiro(a) deverá estar acompanhada de procuração, bem como original e cópia de documento oficial de identificação com foto do(a) procurador(a).

2.10 Para estudante de IES brasileira será aceito documento com assinatura digital, código verificador e endereço eletrônico para conferência de autenticidade, a qual será realizada por servidor(a) da UFFS no momento da inscrição.

2.11 O(a) interessado(a) somente poderá inscrever-se para um único curso, turno, campus e modalidade de ingresso ofertados no Processo Seletivo de Transferência Interna e Retorno de Aluno-abandono da UFFS, Transferência Externa e Retorno de Graduado para ingresso em 2017/2. Caso seja identificado(a) candidato(a) com duas inscrições, será considerada a inscrição com data mais recente.

2.12 O(a) candidato(a) poderá dirigir-se ao campus mais próximo para realizar a inscrição. Ao final do processo de inscrição, a documentação será encaminhada ao devido campus para análise.

2.13 O(a) candidato(a) selecionado(a) deverá dirigir-se ao campus pretendido para efetuar a matrícula, presencialmente, observando os prazos estipulados no item 4 - Cronograma.

 

3 DA ANÁLISE DOS PEDIDOS

3.1 A classificação e a seleção dos(as) candidatos(as), dentro do limite de vagas de cada curso, turno e inciso definido neste Edital, será analisada nos termos do Regulamento de Graduação da UFFS, e quando for o caso, conforme critérios de classificação estabelecidos pelos colegiados de curso constantes nos ANEXOS deste Edital.

3.2 Somente serão analisados os pedidos que contenham a documentação completa e que atendam as condições estabelecidas no presente Edital.

3.2.1 Será indeferida a inscrição realizada quando averiguada falta de documentação, divergência de dados ou informações na documentação apresentada ou que coloquem em dúvida a autenticidade da mesma. Estas observações aplicam-se tanto à documentação obrigatória quanto a complementar.

3.3 O preenchimento das vagas disponíveis para Transferência Interna e Retorno de Aluno-abandono da UFFS, Transferência Externa e Retorno de Graduado ocorrerá na seguinte prevalência, conforme Art. 34 do Regulamento de Graduação da UFFS.

I - Transferência Interna e Retorno de Aluno-abandono da UFFS:

a) mudança de turno do mesmo curso;

b) transferência interna para estudante que ingressou na UFFS pelo processo seletivo regular;

c) retorno de Aluno-abandono para o mesmo curso do ingresso anterior;

d) retorno de Aluno-abandono para outro curso;

e) transferência interna para estudante que ingressou na UFFS por transferência externa;

f) transferência interna para estudante que ingressou na UFFS por retorno de graduado.

II - Transferência Externa:

a) transferência externa de estudante oriundo do mesmo curso;

b) transferência externa de estudante oriundo de outro curso, mas da mesma área de conhecimento;

c) transferência externa de estudante oriundo de outro curso.

III - Retorno de Graduado:

a) retorno de graduado na UFFS em curso da mesma área de conhecimento do curso pretendido;

b) retorno de graduado em outra instituição de ensino superior na mesma área de conhecimento do curso pretendido;

c) retorno de graduado na UFFS em curso de outra área de conhecimento do curso pretendido;

d) retorno de graduado em outra instituição de ensino superior em outra área do conhecimento do curso pretendido.

3.4 Conforme disposto no Regulamento de Graduação da UFFS, para ocupação das vagas disponíveis, obedecida a prevalência indicada para os incisos I, II e III, caberá ao colegiado de curso definir os demais critérios de classificação e desempate para o preenchimento das vagas.

3.4.1 No caso do colegiado de curso não definir as regras adicionais, as vagas deverão ser preenchidas com base no Índice de Aproveitamento Acumulado - IAA ou equivalente, do curso de origem do(a) candidato(a).

3.5 Após a análise dos pedidos, restando vagas não ocupadas em uma das modalidades de ingresso, as mesmas serão realocadas para ocupação por candidatos(as) selecionados(as) nos termos das outras modalidades de ingresso, nas quais existe candidato(a) aprovado(a) que não obteve classificação dentro no número de vagas ofertado inicialmente.

3.6 Serão selecionados(as) para matrícula os(as) candidatos(as) classificados(as) dentro do número de vagas, de acordo com a modalidade de ingresso.

3.7 O resultado será publicado por meio de edital no endereço eletrônico <www.uffs.edu.br>.

3.8 A relação de documentos e os procedimentos para realização da matrícula serão divulgados em edital próprio a ser publicado na data especificada no item 4 - Cronograma.

 

4 CRONOGRAMA

Datas

Procedimentos

10/11/2017

Publicação do edital de abertura de inscrições

13 a 24/11/2017

Período para inscrição no processo seletivo

29/11 a 13/12/2017

Período para análise dos pedidos pelos colegiados de curso.

05/02/2018

Publicação do edital de resultados e 1ª chamada para matrícula

07 a 09/02/2018

Período para matrícula em 1ª chamada

 

5 LOCAIS E HORÁRIOS

5.1 Campus Chapecó:

LOCAL

HORÁRIO

CONTATOS

Rodovia SC 484, Km 02, s/n, bairro Fronteira Sul, (saída para Guatambu), Chapecó-SC, na Secretaria Acadêmica (Bloco A - sala 106)

De segunda a sexta-feira (exceto 15 de novembro), no horário das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h

(49) 2049-6419

5.2 Campus Laranjeiras do Sul:

LOCAL

HORÁRIO

CONTATOS

Rodovia BR 158, Km 405, Laranjeiras do Sul-PR, na Secretaria Acadêmica (Bloco A - sala 103)

De segunda a sexta-feira (exceto 15 de novembro), no horário das 8h30 às 11h30, 13h30 às 16h30 e das 18h30 às 21h

(42) 3635-0039 ou 0040

5.3 Campus Realeza:

LOCAL

HORÁRIO

CONTATOS

Avenida Edmundo Gaievski, nº 1000, acesso pela Rodovia PR 182, Realeza-PR, na Secretaria Acadêmica, (Bloco A - sala 103)

De segunda a sexta-feira (exceto 15 de novembro), no horário das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h

(46) 3543-8330 ou 8313

5.4 Campus Cerro Largo:

LOCAL

HORÁRIO

CONTATOS

Avenida Jacob Reinaldo Haupenthal, nº 1580, (próximo ao Parque Municipal de Exposições), Cerro Largo-RS, na Secretaria Acadêmica (Bloco A - sala 203)

De segunda a sexta-feira (exceto 15 de novembro), no horário das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30

(55) 3359-3959

5.5 Campus Erechim:

LOCAL

HORÁRIO

CONTATOS

Rodovia ERS 135, Km 72, nº 200, Erechim-RS, na Secretaria Acadêmica (Bloco A - sala 102)

De segunda a sexta-feira (exceto 15 de novembro), no horário das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30

(54)3321-7031 ou 7068

5.6 Campus Passo Fundo:

LOCAL

HORÁRIO

CONTATOS

Rodovia RST 153, Km 3, s/n, Bairro Jardim América (anexo ao Seminário Nossa Senhora Aparecida), Passo Fundo-RS, na Secretaria Acadêmica (sala 114)

De segunda a sexta-feira (exceto 15 de novembro), no horário das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30

(54) 3335-8517

 

6 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

6.1 A inscrição do(a) candidato(a) neste processo seletivo implica em ciência e tácita aceitação das condições estabelecidas no presente Edital, das quais não poderá alegar desconhecimento.

6.2 As inscrições são exclusivamente presenciais, não sendo aceitos documentos rasurados, com assinatura(s) não identificada(s) ou enviados por e-mail ou fax.

6.3 O presente Edital e o Edital de Resultados serão divulgados na Secretaria Acadêmica e no endereço eletrônico < www.uffs.edu.br >.

6.4 De acordo com a Lei nº 12.089/09, a mesma pessoa não poderá assumir vaga simultaneamente em duas IES públicas.

6.5 O(a) candidato(a) selecionado(a) que não comparecer, ou não constituir procurador(a) para efetuar a matrícula, no prazo estabelecido, perderá o direito à vaga.

6.6 Será cancelada a matrícula, a qualquer época, caso for comprovado que o(a) candidato(a) não atendeu às disposições do presente Edital, ou utilizou de quaisquer meios ilícitos, assegurado contraditório e ampla defesa.

6.7 Casos omissos serão resolvidos pela Pró-Reitoria de Graduação, ouvidos os Coordenadores de Curso.

Chapecó-SC, 10 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Documento Histórico

EDITAL Nº 1013/GR/UFFS/2017

Processo Seletivo de Transferência Externa para o Curso de Medicina Bacharelado Integral

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA PARA O CURSO DE MEDICINA/BACHARELADO/INTEGRAL

 

CAMPI CHAPECÓ E PASSO FUNDO

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, torna públicas as condições de habilitação às vagas oferecidas pela UFFS, para a admissão em seus cursos de graduação, mediante processo seletivo de Transferência Externa, com validade para o ingresso no primeiro período letivo de 2018, para o curso de Medicina/Bacharelado/Integral, ofertados nos Campi Chapecó e Passo Fundo.

 

1 DAS VAGAS E MODALIDADE DE INGRESSO

1.1 O número de vagas, bem como os critérios de classificação e desempate constantes no presente Edital, estão definidos nos termos do Regulamento da Graduação da UFFS, aprovado pela Resolução 4/2014 - CONSUNI/CGRAD, de 26 de junho de 2014, e conforme Atos Deliberativos expedidos pelos Colegiados do Curso, os quais constam anexos a este Edital.

1.1.1 Os(as) candidatos(as) que efetuarem inscrição para o Campus Chapecó deverão observar o Ato Deliberativo constante no ANEXO III.

1.1.2 Os(as) candidatos(as) que efetuarem inscrição para o Campus Passo Fundo deverão observar o Ato Deliberativo constante no ANEXO IV.

1.2 As vagas serão distribuídas na modalidade de Transferência Externa.

1.2.1 Considera-se Transferência Externa a concessão de vaga a estudante regularmente matriculado(a) em outra Instituição de Ensino Superior - IES, nacional ou estrangeira, para prosseguimento de seus estudos na UFFS.

1.3 De acordo com Regulamento de Graduação, estudante jubilado(a) ou cuja matrícula tenha sido excluída na UFFS por processo disciplinar não poderá concorrer às vagas ofertadas neste edital.

1.4 Quadro de vagas

Campus

Curso/Turno

Transferência Externa

Chapecó

Medicina Bacharelado/Integral

1

Passo Fundo

Medicina Bacharelado/Integral

1

1.4.1 O quadro de vagas poderá ser alterado em decorrência de eventual desistência solicitada por aluno(a) regularmente matriculado(a) no curso.

 

2 DOS PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÃO

2.1 As inscrições estão condicionadas à existência de vaga no curso e campus pretendido (de acordo com o item 1.4 deste Edital).

2.2 O(A) candidato(a) à Transferência Externa deverá apresentar, no ato da inscrição, originais e cópias ou cópias autenticadas da documentação relacionada a seguir:

2.2.1 Requerimento de inscrição preenchido (a ser obtido no local de inscrição);

2.2.2 Os documentos obrigatórios listados abaixo:

a) Registro Geral (RG) para brasileiro, ou passaporte para estrangeiro;

b) Cadastro de Pessoa Física (CPF);

c) Histórico Escolar de Graduação emitido pela IES de origem;

d) Comprovante de matrícula ou de seu trancamento na IES de origem;

e) Comprovante de reconhecimento ou autorização do curso pelo Ministério da Educação (MEC), ou órgão equivalente no país de origem, no caso de IES estrangeira;

f) Comprovante da situação no ENADE (constante no Histórico Escolar de Graduação ou em declaração complementar emitida pela IES de origem), para estudante de IES brasileira;

g) Comprovante da situação de participação na ANASEM (constante no Histórico Escolar de Graduação ou em declaração complementar emitida pela IES de origem).

2.2.3 O(A) candidato(a) poderá realizar a inscrição com documento oficial de identificação com foto em substituição ao Registro Geral (RG). Caso o(a) candidato(a) seja selecionado(a) para matrícula deverá apresentar, obrigatoriamente, o Registro Geral (RG).

2.3 Somente serão aceitas inscrições de candidatos(as) provenientes de cursos reconhecidos ou autorizados pelo MEC ou órgão equivalente no país de origem.

2.4 O Histórico Escolar de Graduação deverá estar assinado e carimbado pela IES de origem, contendo número de horas-relógio de cada disciplina cursada, as notas ou menções e a carga horária total obtidas no curso de procedência.

2.4.1 Caso seja averiguado que a carga horária das disciplinas está expressa em horas-aula, deverá constar a informação de sua duração na IES de origem. Neste caso a carga horária será convertida em horas-relógio para fins de classificação e desempate, se necessário.

2.5 Para candidato(a) à transferência externa, o Histórico Escolar de Graduação deverá estar atualizado (emitido há menos de 60 dias da data da inscrição no processo seletivo), contendo o total de carga horária obtida no curso de procedência e a comprovação do vínculo acadêmico (situação de matrícula).

2.6 Caso os dados citados nos itens 2.4 e 2.5 não constem no Histórico Escolar de Graduação, poderão constar em declaração complementar expedida pela IES de origem.

2.7 Todos os documentos expedidos em idioma estrangeiro deverão estar autenticados pela autoridade consular brasileira do país que os expediu e acompanhados por tradução pública juramentada para o idioma português.

2.7.1 Estão dispensados da apresentação de tradução os documentos expedidos em idioma francês, espanhol e inglês, de acordo com o disposto no parágrafo 5º do art. 7º da Resolução 3/2016 - CNE/CES.

2.7.2 Para os documentos expedidos pelos países signatários da convenção sobre a Eliminação da Exigência da Legalização de Documentos Públicos Estrangeiros (celebrada em Haia, em 5 de outubro de 1961), será dispensada legalização diplomática ou consular de documentos públicos, com exigência de aposição, nos documentos, da apostila de autenticação conforme modelo definido pela respectiva convenção.

2.8 A inscrição efetivada por terceiros(as) deverá estar acompanhada de procuração, bem como original e cópia de documento oficial de identificação com foto do(a) procurador(a).

2.9 Para estudante de IES brasileira será aceito documento com assinatura digital, código verificador e endereço eletrônico para conferência de autenticidade, a qual será realizada por servidor(a) da UFFS no momento da inscrição.

2.10 O(a) interessado(a) somente poderá inscrever-se para um único curso, turno, campus e modalidade de ingresso ofertados no Processo Seletivo de Transferência Interna e Retorno de Aluno-abandono da UFFS, Transferência Externa e Retorno de Graduado para ingresso em 2017/2. Caso seja identificado(a) candidato(a) com duas inscrições, será considerada a inscrição com data mais recente.

2.11 O(A) candidato(a) poderá dirigir-se ao campus mais próximo para realizar a inscrição. Ao final do processo de inscrição, a documentação será encaminhada ao devido campus para análise.

2.12 O(A) candidato(a) selecionado(a) deverá dirigir-se ao campus pretendido para efetuar a matrícula, presencialmente, observando os prazos estipulados no item 5 - Cronograma.

 

3 DA ANÁLISE DOS PEDIDOS

3.1 A classificação e a seleção dos(as) candidatos(as), dentro do limite de vagas definido neste Edital será analisada nos termos do Regulamento de Graduação da UFFS, e quando for o caso, conforme critérios de classificação estabelecidos pelos Colegiados de Curso constante nos ANEXOS III e IV deste Edital.

3.2 Somente serão analisados os pedidos que contenham a documentação completa e que atendam as condições estabelecidas no presente Edital.

3.2.1 Será indeferida a inscrição realizada quando averiguada falta de documentação, divergência de dados ou informações na documentação apresentada ou que coloquem em dúvida a autenticidade da mesma.

3.3 O preenchimento das vagas disponíveis se dará conforme Art. 34 do Regulamento de Graduação da UFFS e Atos Deliberativos constantes nos ANEXOS III e IV.

3.4 Conforme preconiza o Regulamento de Graduação da UFFS, para ocupação das vagas disponíveis, obedecida a prevalência indicada para o inciso II caberá ao colegiado de curso definir os demais critérios de classificação e desempate para o preenchimento das vagas.

3.5 Após a análise dos pedidos, restando vagas não ocupadas em uma das modalidades de ingresso, as mesmas serão realocadas para ocupação por candidato(a) selecionado(a) na outra modalidade de ingresso, que não obteve classificação dentro no número de vagas ofertado inicialmente.

3.6 Serão selecionados para matrícula os(as) candidatos(as) classificados(as) dentro do número de vagas.

3.7 O resultado será publicado por meio de edital no endereço eletrônico <www.uffs.edu.br>.

3.8 A relação de documentos e os procedimentos para realização da matrícula serão divulgados em edital próprio a ser publicado na data especificada no item 5 - Cronograma.

 

4 DA PROVA

4.1 A prova objetiva de conhecimentos específicos, aplicada para a modalidade de ingresso de Transferência Externa, terá caráter classificatório e eliminatório. A prova será realizada no dia 02 de dezembro de 2017, nos seguintes locais e horários:

4.1.1 Campus Chapecó: Rodovia SC 484, Km 02, s/n, bairro Fronteira Sul, (saída para Guatambu), Chapecó-SC, no Auditório (bloco A - sala 102) no horário das 13h30 às 17h30.

4.1.2 Campus Passo Fundo: Rodovia RST 153, Km 3, s/n, Bairro Jardim América (anexo ao Seminário Nossa Senhora Aparecida), Passo Fundo/RS, no Auditório, sala 113, no horário das 14 às 17h.

4.1.3 A bibliografia básica indicada para a prova objetiva de conhecimentos específicos, para cada curso, está disposta no ANEXO I (para o Campus Chapecó) e ANEXO II (para o Campus Passo Fundo) deste edital.

4.2 A prova será elaborada por Comissão, designada especificamente para esse fim, formada por docentes do curso de Medicina e terá 60 questões objetivas de múltipla escolha.

4.3 Os percentuais mínimos para classificação estão definidos nos respectivos Atos Deliberativos, anexos III e IV deste edital.

4.4 O(a) candidato(a) deverá se apresentar no local da prova com antecedência mínima 30 minutos, munido de documento oficial de identificação com foto (preferencialmente Registro Geral - RG) e caneta esferográfica de tinta azul ou preta.

4.5 Durante a realização da prova, não será permitida a comunicação entre os(as) candidatos(as), a consulta a qualquer material e o uso de quaisquer equipamentos eletrônicos sob pena de eliminação do processo seletivo.

4.6 Serão automaticamente desclassificados(as) os(as) candidatos(as) que não comparecerem ao local de realização da prova objetiva de conhecimentos específicos no dia e horário estipulados neste Edital, de acordo com o Campus de opção, ou que não obtiverem o aproveitamento mínimo exigido no respectivo Ato Deliberativo constante nos anexos deste Edital.

4.7 Os(As) candidatos(as) poderão interpor recurso contra a nota obtida na prova objetiva de conhecimentos específicos durante o período constante no item 5 - Cronograma.

4.7.1 O recurso deverá ser protocolado, presencialmente, na Secretaria Acadêmica do campus de oferta do curso e conter:

a) Requerimento assinado pelo(a) interessado(a), contendo justificativa do pedido;

b) Documentos anexos que comprovem a pertinência da solicitação de recursos, se necessário.

4.7.2 Após análise, o resultado do recurso será informado ao (à) interessado(a) pela respectiva Comissão e o resultado divulgado via edital de resultado definitivo.

 

5 CRONOGRAMA

Datas

Procedimentos

10/11/2017

Publicação do edital de abertura de inscrições

13 a 24/11/2017

Período para inscrição no processo seletivo

Até 27/11/2017

Período para análise dos pedidos pelos colegiados de curso

28/11/2017

Homologação das inscrições para prova de transferência externa

02/12/2017

Data da prova objetiva de conhecimentos específicos para candidatos(as) a transferência externa (campus Chapecó e Passo Fundo)

04/12/2017

Divulgação dos gabaritos oficiais das provas objetivas

06/12/2017

Publicação do edital de resultado provisório

07 a 11/12/2017

Período para recursos contra prova objetiva

Até 15/12/2017

Publicação do edital de resultado final e 1ª chamada para matrícula

07 a 09/02/2018

Período para matrícula em 1ª chamada

 

6 LOCAIS E HORÁRIOS PARA INSCRIÇÃO

6.1 Campus Chapecó:

LOCAL

HORÁRIO

CONTATOS

Rodovia SC 484, Km 02, s/n, bairro Fronteira Sul, (saída para Guatambu), Chapecó-SC, na Secretaria Acadêmica (Bloco A - sala 106)

De segunda a sexta-feira (exceto 15 de novembro), no horário das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h

(49) 2049-6419

6.2 Campus Laranjeiras do Sul:

LOCAL

HORÁRIO

CONTATOS

Rodovia BR 158, Km 405, Laranjeiras do Sul-PR, na Secretaria Acadêmica (Bloco A - sala 103)

De segunda a sexta-feira (exceto 15 de novembro), no horário das 8h30 às 11h30, 13h30 às 16h30 e das 18h30 às 21h

(42) 3635-0039 ou 0040

6.3 Campus Realeza:

LOCAL

HORÁRIO

CONTATOS

Avenida Edmundo Gaievski, nº 1000, acesso pela Rodovia PR 182, Realeza-PR, na Secretaria Acadêmica, (Bloco A - sala 103)

De segunda a sexta-feira (exceto 15 de novembro), no horário das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h

(46) 3543-8330 ou 8313

6.4 Campus Cerro Largo:

LOCAL

HORÁRIO

CONTATOS

Avenida Jacob Reinaldo Haupenthal, nº 1580, (próximo ao Parque Municipal de Exposições), Cerro Largo-RS, na Secretaria Acadêmica (Bloco A - sala 203)

De segunda a sexta-feira (exceto 15 de novembro), no horário das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30

(55) 3359-3959

6.5 Campus Erechim:

LOCAL

HORÁRIO

CONTATOS

Rodovia ERS 135, Km 72, nº 200, Erechim-RS, na Secretaria Acadêmica (Bloco A - sala 102)

De segunda a sexta-feira (exceto 15 de novembro), no horário das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30

(54)3321-7031 ou 7068

6.6 Campus Passo Fundo:

LOCAL

HORÁRIO

CONTATOS

Rodovia RST 153, Km 3, s/n, Bairro Jardim América (anexo ao Seminário Nossa Senhora Aparecida), Passo Fundo-RS, na Secretaria Acadêmica (sala 114)

De segunda a sexta-feira (exceto 15 de novembro), no horário das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30

(54) 3335-8517

 

7 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

7.1 A inscrição do(a) candidato(a) neste processo seletivo implica em ciência e tácita aceitação das condições estabelecidas no presente Edital, das quais não poderá alegar desconhecimento.

7.2 As inscrições são exclusivamente presenciais, não sendo aceitos documentos rasurados, com assinatura(s) não identificada(s) ou enviados por e-mail ou fax.

7.3 O presente Edital e o Edital de Resultados dos pedidos serão divulgados na Secretaria Acadêmica e no endereço eletrônico <www.uffs.edu.br>.

7.4 De acordo com a Lei nº 12.089/09, a mesma pessoa não poderá assumir vaga simultaneamente em duas IES públicas.

7.5 O(A) candidato(a) selecionado(a) que não comparecer, ou não constituir procurador(a) para efetuar a matrícula, no prazo estabelecido, perderá o direito à vaga.

7.6 Será cancelada a matrícula, a qualquer época, caso for comprovado que o(a) candidato(a) não atendeu às disposições do presente Edital, ou utilizou de quaisquer meios ilícitos, assegurado contraditório e ampla defesa.

7.7 Casos omissos serão resolvidos pela Pró-Reitoria de Graduação, ouvidos(as) os(as) Coordenadores(as) de Curso.

Chapecó-SC, 10 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Documento Histórico

EDITAL Nº 1014/GR/UFFS/2017

Torna Sem Efeito o Edital Nº 1005GRUFFS2017

TORNA SEM EFEITO O EDITAL Nº 1005/GR/UFFS/2017

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, torna sem efeito o Edital Nº 1005/GR/UFFS/2017, de 07 de novembro de 2017, que retifica o edital nº 881/GR/UFFS/2017 - Processo Seletivo do Programa de Pós- Graduação Desenvolvimento de Políticas Públicas - PPGDPP.

Chapecó-SC, 10 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Documento Histórico

EDITAL Nº 1015/GR/UFFS/2017

Edital Provisório de Desligamento dos Auxílios Socioeconômicos por Pendências Bancárias Referentes à Outubro de 2017

EDITAL PROVISÓRIO DE DESLIGAMENTO DOS AUXÍLIOS SOCIOECONÔMICOS POR PENDÊNCIAS BANCÁRIAS REFERENTES À OUTUBRO DE 2017

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais e, com base no item 8.2 do Edital nº 023/GR/UFFS/2017, torna público o Edital Provisório de Desligamento dos Auxílios Socioeconômicos do mês de outubro de 2017, referente às pendências bancárias.

 

1 Relação de Alunos:

Matrícula

Nome

Campus

Situação

1614601029

Adriana Sebastiany Zimmer

Cerro Largo

DE12

1614601013

Paola Litter Lenz

Cerro Largo

DE12

1711501047

Gabriel Marcos Arins

Chapecó

DE12

1721411055

Gabriella Medlo Barrrozo

Chapecó

DE12

1721101015

Leonardo Sidney da Silva

Chapecó

DE12

1725510006

Andréia Cristina Balensiefer

Erechim

DE12

1415524010

Indianara dos Santos Maia

Erechim

DE12

1725510003

Julia Grasiele Garlet

Erechim

DE12

 

2 Relação de motivos de Desligamento:

I - DE12: Possuir pendência nos dados bancários (item 8.1.11 do edital nº 023/GR/UFFS/2017).

 

Conforme disposto no item 6.2, §1º , do edital nº 023/GR/UFFS/2017 a não regularização de pendências nos dados bancários até o dia 20 acarreta no desligamento do aluno, além de não gerar direito a pagamentos retroativos.

 

Os alunos listados neste edital tem até o dia 20 deste mês para informarem ao SAE a regularização de sua conta, caso contrário serão desligados dos Auxílios Socioeconômicos.

 

Em caso de reincidência da situação de pendência bancária o acadêmico será desligado automaticamente.

 

Ficam revogadas as disposições em contrário.

 

Este edital entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.

Chapecó-SC, 10 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Documento Histórico

EDITAL Nº 1016/GR/UFFS/2017

Resultado Provisório dos Auxílios Socioeconômicos de Novembro de 2017 do Campus Laranjeiras do Sul

RESULTADO PROVISÓRIO DOS AUXÍLIOS SOCIOECONÔMICOS DE NOVEMBRO DE 2017 DO CAMPUS LARANJEIRAS DO SUL

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais e, em cumprimento ao Edital Nº 023/GR/UFFS/2017, torna público o Resultado Provisório referente à concessão, atualização e desligamento de Auxílios Socioeconômicos do mês de novembro de 2017, Campus Laranjeiras do Sul.

 

1 Relação de Alunos:

Matrícula

Nome

Alimentação 1

Alimentação 2

Moradia

Transporte 1

Transporte 2

Estudantil

1722541003

Fabiola Lopes de Lima

DE7

-

DE7

DE7

-

DE7

* Estudante com Plano de Acompanhamento em elaboração.

 

2 Relação de motivos de Indeferimento:

I - IN1: Não atende aos critérios relativos ao público-alvo (inciso I do item 5.2).

II - IN2: Restrição quanto à modalidade de auxílio solicitado (inciso II do item 5.2).

III - IN3: Possui sansão disciplinar ou impedimento (inciso III do item 5.2).

IV - IN4: Possui outra graduação (inciso IV do item 5.2).

V - IN5: Possui pendência com a PROAE, SAE, PROGRAD ou PROGESP (inciso V do item 5.2).

VI - IN6: Não está matriculado em número de créditos exigidos (inciso VI do item 5.2).

VII - IN7: Não teve aprovação no número de créditos mínimos exigidos (inciso VII do item 5.2).

VIII - IN8: Frequência inferior a 75% no conjunto de matérias cursadas (inciso VIII do item 5.2).

IX - IN9: Inscrição anterior ao início do semestre letivo (item 9.7).

X - IN10: Beneficiário em Mobilidade que descumpriu Plano de Estudos (inciso IX do item 5.2).

 

3 Relação de motivos de Desligamento:

I - DE1: Não manter matrícula na quantidade de créditos exigidos (item 8.1.1).

II - DE2: Não manter frequência mínima semestral em 75% (inciso I do item 8.1.2).

III - DE3: Não ter aprovação no número de créditos exigidos pelo curso (inciso II do item 8.1.2).

IV - DE4: Deixar de cumprir o plano de acompanhamento (item 8.1.3).

V - DE5: Deixar de manter cadastro socioeconômico atualizado (item 8.1.4).

VI - DE6: Solicitação do estudante (item 8.1.5).

VII - DE7: Trancamento de matrícula, desistência, transferência, entre outros (item 8.1.6).

VIII - DE8: Superar a situação de vulnerabilidade socioeconômica (item 8.1.7).

IX - DE9: Irregularidades, inveracidades, omissão de informações, entre outros (item 8.1.8).

X - DE10: Não ressarcir valores recebidos indevidamente (item 8.1.9).

XI - DE11: Concluir curso de graduação reconhecido pelo MEC (item 8.1.10).

XII - DE12: Possuir pendência nos dados bancários (item 8.1.11).

XIII - DE13: Não entregar documentação relativa à inscrição realizada por e-mail (item 8.1.12).

XIV - DE14: Interromper participação em programa de mobilidade acadêmica (item 8.1.13).

 

Ficam revogadas as disposições em contrário.

 

Este edital entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.

Chapecó-SC, 10 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Documento Histórico

EDITAL Nº 1017/GR/UFFS/2017

Sexta Chamada do Processo Seletivo Especial para o Curso Interdisciplinar em Educação do Campo Ciências da Natureza - Campus Erechim para Ingresso 2017 2

SEXTA CHAMADA DO PROCESSO SELETIVO ESPECIAL PARA O CURSO INTERDISCIPLINAR EM EDUCAÇÃO DO CAMPO: CIÊNCIAS DA NATUREZA - CAMPUS ERECHIM, PARA INGRESSO NO SEGUNDO SEMESTRE LETIVO DE 2017

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, considerando as disposições do Edital 761/GR/UFFS/2017, de 11 de agosto de 2017 convoca os(as) candidatos(as) relacionados(as) no item 2 para o preenchimento das vagas ofertadas no Processo Seletivo Especial para o Curso de Interdisciplinar em Educação do Campo: Ciências da Natureza - Campus Erechim, para ingresso no segundo semestre letivo de 2017.

 

1 MATRÍCULA

1.1 O(A) candidato(a) convocado(a) por meio deste Edital, ou seus(suas) procuradores(as) devidamente constituídos(as), deverão comparecer para efetivar a matrícula no local e horários apontados no item 3 deste Edital, no dia 13 de novembro de 2017, apresentando a relação de documentos constantes no ANEXO I do Edital Nº . 761/GR/UFFS/2017 (disponível no link https://www.uffs.edu.br/institucional/pro-reitorias/graduacao/ingresso/processos-seletivos-especiais/processo-seletivo-especial-para-o-curso-interdisciplinar-em-educacao-do-campo-ciencias-da-natureza), inclusive aqueles necessários à comprovação dos critérios de reserva de vaga e ações afirmativas, de acordo com a modalidade de inscrição do(a) candidato(a).

 

2 RELAÇÃO DE CONVOCADO(A):

Nº 

Protocolo inscrição

Nome do(a) candidato(a)

Modalidade de inscrição

Nota final

Classificação geral

1

2270

Norberto da Cruz

L6

48

39º 

 

3 LOCAL E HORÁRIO PARA MATRÍCULA

3.1 Campus Erechim

I - Rodovia ERS 135, Km 72, nº 200, Erechim/RS, na Secretaria Acadêmica - Bloco A - Sala. Fones: (54) 3321-7031 ou 7068.

 

4 DISPOSIÇÕES FINAIS

4.1 É de responsabilidade exclusiva do(a) candidato(a) a observância dos procedimentos e prazos estabelecidos nos Editais que regem este processo seletivo, bem como a apresentação da documentação para a matrícula, conforme modalidade de inscrição.

4.2 O(A) candidato(a) convocado(a) para matrícula, nos termos dos editais que regem o processo seletivo, que não comparecer, ou não constituir procurador(a) para efetivar a matrícula no prazo estabelecido, perderá o direito à sua vaga.

4.3 Será eliminado(a), a qualquer época, mesmo depois de matriculado(a), o(a) candidato(a) que, comprovadamente, para realizar o Processo Seletivo regido pelo Edital Nº 761/GR/UFFS/2017, tiver usado documentos e/ou informações falsas ou outros meios ilícitos, assegurando-lhe o contraditório e a ampla defesa, sem prejuízo das sanções penais eventualmente cabíveis.

4.4 Os horários constantes deste Edital referem-se ao horário oficial de Brasília.

4.5 Os casos omissos serão resolvidos pela UFFS, Comissão de Coordenação e Execução do Processo Seletivo Especial.

Chapecó-SC, 10 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Documento Histórico

EDITAL Nº 1018/GR/UFFS/2017

Retifica o Edital Nº 881GRUFFS2017 - Processo Seletivo do Programa de Pós-Graduação Desenvolvimento de Políticas Públicas - PPGDPP

RETIFICA O EDITAL Nº 881/GR/UFFS/2017 - PROCESSO SELETIVO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE POLÍTICAS PÚBLICAS - PPGDPP

 

O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, torna pública a retificação do subitem 5.1, do Edital nº 881/GR/UFFS/2017 que trata do Processo Seletivo de candidatos a vagas para o Curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento de Políticas Públicas (PPGDPP), com ingresso em 2018.1, conforme segue:

 

Onde se lê:

5.1

ETAPAS

DATA e HORÁRIO

Inscrições

18 de setembro a 20 de outubro de 2017

Divulgação da relação de inscrições homologadas

A partir de 30 de outubro de 2017

Prova escrita (primeira etapa do processo seletivo)

4 de novembro de 2017

Divulgação dos resultados da primeira etapa

A partir de 20 de novembro de 2017

Arguição sobre o pré-projeto e sobre curriculum vitae (segunda etapa do processo seletivo)

27 e 28 de novembro de 2016

Divulgação do resultado final do processo seletivo

A partir de 4 de dezembro de 2017

Homologação do resultado final do processo seletivo

A partir de 11 de dezembro de 2017

Matrícula

A ser definido

 

Leia-se:

5.1

ETAPAS

DATA e HORÁRIO

Inscrições

18 de setembro a 20 de outubro de 2017

Divulgação da relação de inscrições homologadas

A partir de 30 de outubro de 2017

Prova escrita (primeira etapa do processo seletivo)

4 de novembro de 2017

Divulgação dos resultados da primeira etapa

A partir de 20 de novembro de 2017

Arguição sobre o pré-projeto e sobre curriculum vitae (segunda etapa do processo seletivo)

27 e 28 de novembro de 2017

Divulgação do resultado final do processo seletivo

A partir de 4 de dezembro de 2017

Homologação do resultado final do processo seletivo

A partir de 11 de dezembro de 2017

Matrícula

A ser definido

Chapecó-SC, 10 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

Documento Histórico

EDITAL Nº 1019/GR/UFFS/2017

ALTERA COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO PERMANENTE DE PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS DISCIPLINARES CPPAD
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, considerando a o § 1º do Art. 7º e o § 5º do Art. 9º, ambos daRESOLUÇÃO Nº 17/CONSUNI CA/UFFS/2014, resolve:
Art. 1º DESLIGAR, a pedido, o servidor CRISTIANO SILVA DE CARVALHO, SIAPE nº 1764164,CampusPasso Fundo, da Comissão Permanente de Procedimentos Administrativos Disciplinares - CPPAD.
Art. 2º DESIGNAR a servidora CAMILA BOSETTI, SIAPE nº 1152227, em substituição ao servidor Cristiano Silva de Carvalho, SIAPE nº 1764164.
Art. 3º DESLIGAR, a pedido, a servidora LISSANDRA GLUSCZAK, SIAPE nº 1661509,CampusPasso Fundo, da Comissão Permanente de Procedimentos Administrativos Disciplinares - CPPAD.
Art. 4º DESIGNAR o servidor ADELMIR FIABANI, SIAPE nº 1626386, em substituição à servidora Lissandra Glusczak, SIAPE nº 1661509.
Art. 5º DESLIGAR, a pedido, o servidor MARCOS ROBERTO DOS REIS, SIAPE nº 1801341,CampusChapecó, da Comissão Permanente de Procedimentos Administrativos Disciplinares - CPPAD.
Art. 6º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 

Chapecó-SC, 06 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

ALTERA PORTARIA Nº 733/GR/UFFS/2017
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, resolve:
Art. 1º ALTERAR o Art. 2º da PORTARIA Nº 0733/GR/UFFS/2017 , que passa a vigorar com a seguinte redação:
Art. 2º Designar os seguintes servidores para compor a CPPAD:
Nome
Siape
Campus/Unidade
Cargo
Charles Albino Schultz
1530551
Gabinete do Reitor
Docente
Sérgio Begnini
2828431
Gabinete do Reitor
Técnico
Herton Castiglioni Lopes
1770685
Cerro Largo
Docente
Ildemar Mayer
1560767
Cerro Largo
Docente
Luana Inês Damke
1807713
Cerro Largo
Técnico
Rodrigo Prante Dill
1836887
Cerro Largo
Docente
Anibal Lopes Guedes
1836907
Erechim
Docente
Daniel Moises Olejnicki de Deus
1770874
Erechim
Técnico
Andresa Freitas
1425699
Laranjeiras do Sul
Docente
Egon Elias Pasquatto
1915139
Laranjeiras do Sul
Técnico
Nadia Teresinha da Mota Franco
1837417
Laranjeiras do Sul
Docente
Sandro Neckel da Silva
1906728
Laranjeiras do Sul
Técnico
Camila Bosetti
1152227
Passo Fundo
Técnico
Adelmir Fiabani
1626386
Passo Fundo
Docente
Lucimar Maria Fossatti de Carvalho
1809676
Passo Fundo
Docente
Cristiana Paula Seehaber
1983205
PROAD
Técnico
Juarez Machado Junior
2100583
PROAD
Técnico
João Victor Balestrin Sartor
1961006
PROAE
Técnico
Vanessa Ferreira do Lago
1778334
PROAE
Técnico
Eliane de Fátima Massaroli Metzler Gomes
1856077
PROEC
Técnico
Elvis Roberto Giacomim
1768722
PROGESP
Técnico
Mariângela de Fátima Alves Tassi Sartoretto
1793638
PROGESP
Técnico
Ana Paula dos Santos
2264394
PROPEPG
Técnico
Marisete Rodrigeri
2126640
PROPEPG
Técnico
Alexandro Abdon El Guedr
2124732
Realeza
Técnico
Eduardo de Almeida
1737460
Realeza
Docente
Sérgio Roberto Massagli
1835617
Realeza
Docente
Wagner Tenfen
1804292
Realeza
Docente
Aline Isabel Michels
1886891
SELAB
Técnico
Adilson Zacarias da Silva
1764619
SEO
Técnico
Jones Jeferson Muneron
1816277
SETI
Técnico
Duana Catarina Gerhardt Gnoatto
1948069
PROPLAN
Técnico
Luiz Victor Pittella Siqueira
1764543
PROPLAN
Técnico
Ana Claudia Lara Prado
1904334
Chapeco
Técnico
Leoni Terezinha Zenevicz
1939285
Chapeco
Docente
Neide Cardoso de Moura
1777504
Chapeco
Docente
Nilce Fátima Scheffer
2065903
Chapeco
Docente
Paulo Hahn
2052495
Chapeco
Docente
Samuel Mariano Gislon da Silva
1348421
Chapeco
Docente
Valéria Silvana Faganello Madureira
1952818
Chapeco
Docente
Debora Cristina Costa
1879756
PROGRAD
Técnico
João Alfredo Braida
2135517
PROGRAD
Docente
 

Chapecó-SC, 06 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

CONCEDE LICENÇA PARA CAPACITAÇÃO
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais e em cumprimento aos preceitos legais contidos no Art. 87 da LEI Nº 8.112/1990 , no Art. 10 do DECRETO Nº 5.707/2006 , na RESOLUÇÃO Nº 5/CONSUNI CA/UFFS/2014 e na RESOLUÇÃO Nº 11/CONSUNI CAPGP/UFFS/2015 , resolve:
 
Art. 1º  CONCEDER Licença para Capacitação ao(à) servidor, ocupante do cargo de Assistente em Administração, a seguir relacionado:
Servidor
SIAPE
Processo
Período da Licença
Dias
Silvia da Conceição
1879832
23205.003662/2016-14
23/11/2017 a 22/12/2017
30
 
Art. 2º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 

Chapecó-SC, 06 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

DESIGNA SUBSTITUTO DO PRÓ-REITOR DE GRADUAÇÃO
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, resolve:
 
Art. 1º  DESIGNAR como substituto do servidor JOÃO ALFREDO BRAIDA, SIAPE nº 2135517, ocupante do cargo de Pró-Reitor de Graduação, código CD-2, integrante do Quadro Distributivo de Cargos e Funções Gratificadas desta Universidade, a servidora ANDRESSA SEBBEN, SIAPE nº 1770127, para que assuma as respectivas funções nos afastamentos ou impedimentos legais e regulamentares do titular.
 
Art. 2º  Fica revogada a PORTARIA Nº 549/GR/UFFS/2015 , de08 de maio de 2015, publicada noDOU Subsequente.
 
Art. 3º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Diário Oficial da União.
 

Chapecó-SC, 06 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

ALTERA COMPOSIÇÃO DO NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE (NDE) DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM LETRAS: PORTUGUÊS E ESPANHOL (LICENCIATURA) DO CAMPUS CHAPECÓ (EMEC 5000404)
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, resolve:
 
Art. 1º  REVOGAR a PORTARIA Nº 466/GR/UFFS/2015 , de 17 de abril de 2015, que designou os membros do Núcleo Docente Estruturante - NDE, do Curso de Graduação em Letras: Português e Espanhol - Licenciatura - Campus Chapecó, nos termos da RESOLUÇÃO Nº 1/CONSUNI CGRAD/UFFS/2011 , gestão abril de 2015 a abril de 2018.
 
Art. 2º  REVOGAR a PORTARIA Nº 424/GR/UFFS/2016 , de 11de abril de 2016, que alterou a composição do Núcleo Docente Estruturante - NDE, do Curso de Graduação em Letras: Português e Espanhol - Licenciatura - Campus Chapecó, designada pela PORTARIA Nº 466/GR/UFFS/2015 , nos termos da RESOLUÇÃO Nº 1/CONSUNI CGRAD/UFFS/2011 , gestão 2015/2018.
 
Art. 2º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 

Chapecó-SC, 07 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

CONCEDE LICENÇA PARA CAPACITAÇÃO
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais e em cumprimento aos preceitos legais contidos no Art. 87 da LEI Nº 8.112/1990 , no Art. 10 do DECRETO Nº 5.707/2006 , na RESOLUÇÃO Nº 5/CONSUNI CA/UFFS/2014 e na RESOLUÇÃO Nº 11/CONSUNI CAPGP/UFFS/2015 , resolve:
 
Art. 1º  CONCEDER Licença para Capacitação ao(à) servidor, ocupante do cargo de Técnico em Agropecuária, a seguir relacionado:
Servidor
SIAPE
Processo
Período da Licença
Dias
Edson da Silva
1956778
23205.003756/2017-66
23/11/2017 a 22/12/2017
30
 
Art. 2º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 

Chapecó-SC, 07 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

DISPENSA CHEFE DA DIVISÃO DE BIBLIOTECAS
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, resolve:
 
Art. 1º  DISPENSAR,a pedido, DIEGO DOS SANTOS BORBA, Bibliotecário-Documentalista, SIAPE nº 1767516, da função de Chefe da Divisão de Bibliotecas, do Departamento de Planejamento e Suporte Administrativo, código FG-2, integrante do Quadro Distributivo de Cargos e Funções Gratificadas desta Universidade, função para a qual havia sido designado pela PORTARIA Nº 129/GR/UFFS/2016 , de 27 de janeiro de 2016,publicada no DOU subsequente.
 
Art. 2º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Diário Oficial da União.
 

Chapecó-SC, 07 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

ALTERA PORTARIA Nº 373/GR/UFFS/2016
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais e, em cumprimento à PORTARIA Nº MEC 976, DE 27 DE JULHO DE 2010 (atualizada pela PORTARIA Nº MEC 343, DE 24 DE ABRIL DE 2013 ), resolve:
 
Art. 1º  ALTERAR, o Art. 1º da PORTARIA Nº 373/GR/UFFS/2017 , de 04 de abril de 2016, que passa a vigorar com a seguinte redação:
Art. 1º Designar os seguintes servidores e estudantes bolsistas para comporem o Comitê Local de Acompanhamento (CLAA), do Programa de Educação Tutorial (PET), gestão 2016/2018:
I - Representantes da Pró-Reitoria de Graduação:
a) José Oto Konzen (Siape 1488209) - Titular (Presidente);
b) Debora Cristina Costa (Siape 1879756) - Suplente.
II - Representantes da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação:
a) Elenice Gomes (Siape 1454689) - Titular;
b) Ana Paula dos Santos (Siape 2264394) - Suplente.
III - Representantes da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura:
a) Solange Todero Von Onçay (Siape 1833473) - Titular;
b) Márcio Pedroso Barbosa (Siape 1962183) - Suplente.
IV - Representantes dos Tutores:
a) Thiago Ingrassia Pereira (Siape 1297619) - Titular;
b) Fabiana Elias (Siape 1452942) - Suplente.
V - Representantes dos Coordenadores de Cursos:
a) Susana Regina de Mello Schlemper (Siape 1720851) - Titular;
b) Carla Maria Garlet de Pelegrin (Siape 2059920) - Suplente.
VI - Representantes dos Discentes:
a) Daniele Bremm (Matrícula 1640200003) - Titular;
b) Marcos Paulo Bertolini da Silva (Matrícula 1512503060) - Suplente.
 
Art. 2º  Fica revogada a PORTARIA Nº 355/GR/UFFS/2017 , de 14 de março de 2017, publicada no Boletim Oficial da UFFS.
 
Art. 3º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 
RETIFICAÇÃO
 
Na PORTARIA Nº 1310/GR/UFFS/2017 , de 08 de novembro de 2017, publicada no Boletim Oficial da UFFS,
 
Onde se lê:
Art. 1º da PORTARIA Nº 373/GR/UFFS/2017 , de 04 de abril de 2016”,
 
Leia-se:
Art. 1º da PORTARIA Nº 373/GR/UFFS/2016 , de 04 de abril de 2016”.
 
Chapecó-SC, 24 de novembro de 2017.
 
JAIME GIOLO
Reitor

Chapecó-SC, 08 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

CONCEDE LICENÇA PARA CAPACITAÇÃO
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais e em cumprimento aos preceitos legais contidos no Art. 87 da LEI Nº 8.112/1990 , no Art. 10 do DECRETO Nº 5.707/2006 , na RESOLUÇÃO Nº 5/CONSUNI CA/UFFS/2014 e na RESOLUÇÃO Nº 11/CONSUNI CAPGP/UFFS/2015 , resolve:
 
Art. 1º  CONCEDER Licença para Capacitação ao(à) servidor, ocupante do cargo de Assistente em Administração, a seguir relacionado:
Servidor
SIAPE
Processo
Período da Licença
Dias
Loivo Antonio Lemes
1779901
23205.003874/2017-74
04/12/2017 a 01/02/2018
60
 
Art. 2º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 

Chapecó-SC, 08 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

DESCONSTITUI COMISSÃO PERMANENTE DE ACESSO E ACOMPANHAMENTO À EDUCAÇÃO SUPERIOR DA UFFS PARA NACIONAIS HAITIANOS (PROHAITI)
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, resolve:
 
Art. 1º  REVOGAR a PORTARIA Nº 169/GR/UFFS/2017 , de 14 de fevereiro de 2017, que alterou composição da Comissão Permanente de Acesso e Acompanhamento à Educação Superior da UFFS para nacionais Haitianos - PROHAITI e designou os membros da Comissão Permanente de Acesso e Acompanhamento à Educação Superior da UFFS para nacionais Haitianos - PROHAITI.
 
Art. 2º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 

Chapecó-SC, 08 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

CONCEDE LICENÇA PARA CAPACITAÇÃO
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais e em cumprimento aos preceitos legais contidos no Art. 87 da LEI Nº 8.112/1990 , no Art. 10 do DECRETO Nº 5.707/2006 , na RESOLUÇÃO Nº 5/CONSUNI CA/UFFS/2014 e na RESOLUÇÃO Nº 11/CONSUNI CAPGP/UFFS/2015 , resolve:
 
Art. 1º  CONCEDER Licença para Capacitação ao(à) servidor, ocupante do cargo de Professor do Magistério Superior, a seguir relacionado:
Servidor
SIAPE
Processo
Período da Licença
Dias
Marcelo Recktenvald
1800982
23205.003998/2017-50
04/12/2017 a 01/02/2018
60
 
Art. 2º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 

Chapecó-SC, 08 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

DESIGNA SUBSTITUTOS DOS SERVIDORES INVESTIDOS EM FUNCAO GRATIFICADA
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais resolve:
 
Art. 1º  DESIGNAR os substitutos dos servidores investidos em função gratificada, da Universidade Federal da Fronteira Sul, conforme tabela a seguir, para que assumam as respectivas funções nos afastamentos ou impedimentos legais e regulamentares dos titulares:
Cód. Cargo/Função
Titular
Siape
Data Inicial
Substituto
Siape
Data Final
Motivo
FG-3 - CHEFE DA SECRETARIA GERAL DE CURSOS
Marize Helena da Rosa Vendler
1829715
16/10/2017
Fabio Canapini
1764056
30/01/2018
Licença Gestante
FG-3 - CHEFE DA SECRETARIA ACADEMICA
Silvia da Conceicao
1879832
18/10/2017
Eloir Faria de Paula
2382596
18/10/2017
Licença para Tratamento de Saúde do Servidor
FG-3 - CHEFE DA ASSESSORIA ACADEMICA
Andressa Benvenutti Radaelli
1767321
30/10/2017
Caroliny Mendes dos Santos
2129413
01/11/2017
Férias
FG-3 - CHEFE DA ASSESSORIA DE INFRAESTRUTURA E GESTÃO AMBIENTAL
Juliana Ana Chiarello
1764330
30/10/2017
Daniel Josias Ferreira
2142135
12/11/2017
Férias
FG-1 - COORDENADOR ADJUNTO DE LABORATÓRIOS
Angela Camila Grando Deffaci
2073224
06/11/2017
Flavia Bernardo Chagas
1794696
07/11/2017
Férias
FG-3 - CHEFE DA SECRETARIA GERAL DE CURSOS
Fabiola Carla Andretta
1947110
06/11/2017
Sonia Venturin
1911024
10/11/2017
Férias
FG-4 - CHEFE DA ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO
Ronnie Reus Schroeder
1466018
09/11/2017
Neides Marsane John Bolzan
1940138
10/11/2017
Férias
 
Art. 2º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 
RETIFICAÇÃO
 
Na PORTARIA Nº 1314/GR/UFFS/2017 , de 08 de novembro de 2017, publicada no Boletim Oficial da UFFS:
 
Onde se lê:
FG-3 - CHEFE DA SECRETARIA GERAL DE CURSOS
Marize Helena da Rosa Vendler
1829715
16/10/2017
Fabio Canapini
1764056
30/01/2018
Licença Gestante
 
Leia-se:
FG-3 - CHEFE DA SECRETARIA GERAL DE CURSOS
Marize Helena da Rosa Vendler
1829715
16/10/2017
Fabio Canapini
1764056
09/01/2018
Licença Gestante
 
Chapecó-SC, 25 de janeiro de 2018.
 
JAIME GIOLO
Reitor

Chapecó-SC, 08 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

INSTITUI A COMISSÃO DE INVENTÁRIO ANUAL DOS BENS PERMANENTES 2017 NO ÂMBITO DO CAMPUS REALEZA ALTERADA
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, resolve:
 
Art. 1º  INSTITUIR a Comissão de Inventário Anual dos Bens Permanentes - 2017, no âmbito do Campus Realeza-PR da UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS).
Art. 2 º Designar como membros da referida Comissão os seguintes servidores:
I - Ana Paula Moraes Dutra, Siape 1779985;
II - Antônio Carlos Pedroso, Siape 2177384;
III - Bruno da Rocha Nunes, Siape 2154708;
IV - Daniel Scapin, Siape 2388521;
V - Flávio Riuzo So, Siape 1267859;
VI - Giuliano Kluch, Siape 1783945;
VII - Hugo Franciscon, Siape 2386301;
VIII - Lucas Ricardo Hilgert Gens, Siape 1771879 (Presidente);
IX - Mário Guilberto Machado Souza, Siape 1827505;
X - Maxsuel César Bonatto, Siape 2379316.
 
Art. 2º  Designar como membros da referida Comissão os seguintes servidores:
I -  Ana Paula Moraes Dutra, Siape 1779985;
II -  Antônio Carlos Pedroso, Siape 2177384;
III -  Bruno da Rocha Nunes, Siape 2154708;
IV -  Daniel Scapin, Siape 2388521;
V -  Flávio Riuzo So, Siape 1267859;
VI -  Giuliano Kluch, Siape 1783945 (Presidente);
VII -  Hugo Franciscon, Siape 2386301;
VIII -  Lucas Ricardo Hilgert Genz, Siape 1771879;
IX -  Mário Guilberto Machado Souza, Siape 1827505;
X -  Maxsuel César Bonatto, Siape 2379316.
Nova redação dada pela PORTARIA Nº 1330/GR/UFFS/2017
 
Art. 3º  Cada membro da comissão fará jus a 20 (vinte) horas semanais para realização dos trabalhos de inventário.
 
Art. 4º  O prazo para realização dos trabalhos inicia-se em 08 de novembro e encerra-se em 08 de dezembro do corrente ano .
 
Art. 5º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 

Chapecó-SC, 08 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

ALTERA COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO (CPA)
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais e de acordo com o que determina a Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004,
 
RESOLVE:
 
Art. 1º  DESIGNAR os membros da Comissão Própria de Avaliação (CPA) da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), mandato 2017 a 2019:
I -  CAMPUS CERRO LARGO:
REPRESENTAÇÃO
TITULAR
IDENTIFICAÇÃO
SUPLENTE
IDENTIFICAÇÃO
Téc. Administrativo
Adenise Clerici
Siape 2181976
Jonas Simon Dugatto
Siape 2131973
Discente
Susana da Silva
Não há
Bruna Ferreira de Oliveira
Não há
II -  CAMPUS CHAPECÓ:
REPRESENTAÇÃO
TITULAR
IDENTIFICAÇÃO
SUPLENTE
IDENTIFICAÇÃO
Docente
Antônio Marcos Correa Neri
Não há
Milton Kist
Siape 1744003
Téc. Administrativo
Cassiane Anghinoni
Siape 2130218
Rosana Lampugnani
Siape 2072957
Comunidade Regional
Lizeu Mazzioni
CPF ***.716.159-**
Não há
Não há
III -  CAMPUS LARANJEIRAS DO SUL:
REPRESENTAÇÃO
TITULAR
IDENTIFICAÇÃO
SUPLENTE
IDENTIFICAÇÃO
Docente
Ernesto Quast
Siape 1938217
Cladir Teresinha Zanotelli
Siape 1753439
Téc. Administrativo
Matheus Oliveira Kühn
Siape 2381616
Willian Nathanael Cartelli de Paula
Siape 2173352
Discente
Rodrigo Lopes Soares
Não há
Patrick Kenshin Oku
Não há
IV -  CAMPUS PASSO FUNDO:
REPRESENTAÇÃO
TITULAR
IDENTIFICAÇÃO
SUPLENTE
IDENTIFICAÇÃO
Docente
Rafael Kremer
Siape 2091307
Ivana Loraine Lindemann
Siape 1675987
Téc. Administrativo
Fabrício Perin da Rosa
Siape 2792343
Ana Laura Nicoletti Carvalho Petry
Siape 2143172
Discente
Manoela Farias Alves
Não há
Alisson Henrique Hammes
Não há
 
Art. 2º  A CPA é responsável pela coordenação, condução e articulação do processo de Avaliação Institucional da UFFS, bem como pela sistematização e prestação de informações para subsidiar as avaliações do INEP/MEC e as políticas da UFFS.
Parágrafo único. O mandato dos integrantes da CPA é de dois anos, permitida a recondução.
 
Art. 3º  Cada membro servidor terá 1 (uma) hora semanal para a realização das atividades inerentes à CPA e o presidente terá 2 (duas) horas semanais para desenvolver suas atividades.
 
Art. 4º  Cada membro servidor terá 2 (duas) horas semanais para a realização das atividades inerentes à CPA e o presidente terá 4 (quatro) horas semanais para desenvolver suas atividades.
* Nova redação dada pela Portaria nº 1407/GR/UFFS/2017
 
Art. 5º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 

Chapecó-SC, 08 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

CONCEDE LICENÇA PARA CAPACITAÇÃO
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais e em cumprimento aos preceitos legais contidos no Art. 87 da LEI Nº 8.112/1990 , no Art. 10 do DECRETO Nº 5.707/2006 , na RESOLUÇÃO Nº 5/CONSUNI CA/UFFS/2014 e na RESOLUÇÃO Nº 11/CONSUNI CAPGP/UFFS/2015 , resolve:
 
Art. 1º  CONCEDER Licença para Capacitação ao(à) servidor, ocupante do cargo de Professor do Magistério Superior, a seguir relacionado:
Servidor
SIAPE
Processo
Período da Licença
Dias
Rozane Aparecida Toso Bleil
1768251
23205.003755/2017-11
25/11/2017 a 24/12/2017
30
 
Art. 2º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 

Chapecó-SC, 08 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

DESIGNA CHEFE DO DEPARTAMENTO DE PUBLICAÇÕES EDITORIAIS
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, resolve:
 
Art. 1º  DESIGNAR a servidora FABIANE PEDROSO DA SILVA SULSBACH, Assistente em Administração, SIAPE nº 2279882, para a função de Chefe do Departamento de Publicações Editoriais, setor pertencente à estrutura da Editora UFFS, com funcionamento na Diretoria de Comunicação, conforme estabelecido pela RESOLUÇÃO Nº 11/CONSUNI CPPGEC/UFFS/2016 , de 27 de setembro de 2016.
 
Art. 2º  ESTABELECER as seguintes atribuições à Chefe do Departamento de Publicações Editoriais:
I -  coordenar as atividades desenvolvidas pelo Departamento;
II -  responder pela chefia imediata dos servidores lotados no Departamento.
 
Art. 3º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 

Chapecó-SC, 08 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

INSTITUI POLÍTICA DE GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA E INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (PGTIC) DA UFFS
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, resolve:
 
Art. 1º  INSTITUIR a Política de Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação (PGTIC) da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), constituída por um conjunto de objetivos, princípios, responsabilidades e diretrizes, visando a criação de valor para a instituição e comunidade acadêmica mediante a aplicação e o uso de recursos de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).
CAPÍTULO I
DOS OBJETIVOS
 
Art. 2º  A PGTIC da UFFS tem por finalidade assegurar o alinhamento das práticas de governança, de gestão e uso de TIC com as estratégias, planos e políticas da UFFS, tendo como objetivos:
I -  contribuir para o cumprimento da missão e a melhoria dos resultados institucionais, em benefício da sociedade;
II -  prover instrumentos de transparência e controle da governança e da gestão de TI;
III -  estabelecer diretrizes para a gestão de TIC;
IV -  definir os papéis e as responsabilidades dos atores envolvidos na governança e gestão de TIC no âmbito da UFFS; e
V -  diminuir desperdícios e racionalizar recursos buscando o máximo de eficiência nos serviços prestados.
CAPÍTULO II
DOS PRINCÍPIOS
 
Art. 3º  As práticas de governança e a gestão de TIC no âmbito da UFFS orientam-se pelas boas práticas preconizadas por normas e modelos de referência relativas ao tema, em conformidade com disposições legais e normas internas da Instituição e pelos seguintes princípios:
I -  definição formal de autoridade e responsabilidade por decisões e ações relacionadas a TIC;
II -  alinhamento dos planos e ações de TIC às estratégias e às necessidades institucionais;
III -  formalização de diretrizes, processos de trabalho e procedimentos;
IV -  monitoramento e avaliação regular, pela alta administração, do alcance das metas definidas nos planos de TIC;
V -  TIC como ativo estratégico;
VI -  gestão por resultados;
VII -  transparência;
VIII -  conformidade; e
IX -  prestação de contas.
CAPÍTULO III
DO ARRANJO INSTITUCIONAL
 
Art. 4º  O arranjo institucional de TIC da UFFS envolve:
I -  o Comitê de Governança Digital (CGD);
II -  o Comitê de Segurança da Informação (CSIC); e
III -  a Secretaria Especial de Tecnologia e Informação (SETI).
CAPÍTULO IV
DOS PAPÉIS E RESPONSABILIDADES
 
Art. 5º  A governança e a gestão de TIC na UFFS serão tratadas de acordo com os arranjos institucionais visando a atuação integrada e coordenada.
§ 1º  A governança de TIC na UFFS será tratada, no que couber, pelo CGD, observando suas competências.
§ 2º  A gestão de TIC no contexto da UFFS será de responsabilidade da SETI e suas diretorias.
§ 3º  A definição das políticas de segurança das informações será de responsabilidade do CSIC.
§ 4º  A gestão dos ativos de informação serão realizadas em cooperação com as unidades de negócio.
§ 5º  A implantação das políticas de segurança no âmbito da tecnologia da informação será de responsabilidade da SETI.
CAPÍTULO V
DOS PRINCIPAIS CONCEITOS
 
Art. 6º  Para efeitos desta política entende-se:
I -  Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC): ativo estratégico que suporta processos de negócios institucionais, mediante a conjugação de recursos, processos e técnicas utilizados para obter, processar, armazenar, disseminar e fazer uso de informações;
II -  Governança de TIC: consiste no estabelecimento de mecanismos para assegurar que o uso da TIC agregue valor ao negócio das organizações, com riscos aceitáveis. Esses mecanismos incluem a definição de políticas, estruturas organizacionais, processos, controles, entre outros componentes que possibilitam que os recursos investidos em TIC atendam às necessidades não só do negócio da instituição, mas também das diversas partes interessadas que podem ser afetadas pelas decisões relacionadas a TIC;
III -  Gestão de TI: compreende o uso racional de meios (pessoas e recursos de TIC) para alcançar as metas organizacionais, mediante o planejamento, organização, coordenação, monitoramento e controle das atividades operacionais e dos projetos;
IV -  Alta administração: as seguintes autoridades públicas da UFFS:
a) Reitor, Vice-reitor, Pró-reitores; e
b) titulares de cargos de natureza especial, secretários-executivos, secretários ou autoridades equivalentes ocupantes de cargo do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores (DAS), nível seis;
V -  Solução de TIC: conjunto formado por elementos de tecnologia da informação e comunicação e processos de trabalho que se integram para produzir os resultados pretendidos;
VI -  Princípios de TIC: conjunto de declarações estratégicas sobre como a TIC deve ser utilizada na Universidade Federal da Fronteira Sul, compreendendo os valores e premissas fundamentais que devem ser respeitados nas atividades de governança e gestão de TIC;
VII -  Recursos de TIC: ativos organizacionais relacionados a TIC (informação, serviços, infraestrutura e aplicações) que permitem a organização alcançar suas metas;
VIII -  Serviço de TIC: atividades de fornecimento de infraestrutura e aplicações de TIC, bem como suporte técnico para o uso destes, atendendo aos requisitos de qualidade definidos no acordo de nível de serviço, de forma a suportar uma ou mais soluções de TIC;
IX -  Serviço Estratégico de TIC: conjunto de atividades de prestação de serviços, relacionadas aos sistemas estruturantes e finalísticos dos órgãos e entidades, que integram uma Solução de TI e cuja execução envolve informações críticas quanto à confiabilidade, segurança e confidencialidade, e cuja descontinuidade na prestação dos serviços pode impactar as atividades dos órgãos ou entidades;
X -  Acordo de nível de serviço: acordo entre a unidade responsável pelo provimento de um serviço de TIC (unidade provedora) e a unidade gestora solução de TIC (unidade gestora), no qual se estabelecem metas de qualidade e de desempenho para o serviço de TIC, considerando-se as necessidades do negócio, o impacto das soluções, o custo e a capacidade de alocação de recursos para o provimento do serviço de TIC;
XI -  Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação (PDTIC): instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação e Comunicação que visa atender às necessidades tecnológicas e de informação de um órgão ou entidade para um determinado período;
XII -  Plano de Contratações de Tecnologia da Informação e Comunicação (PCTIC): instrumento de planejamento da execução dos gastos necessários para a efetivação dos objetivos da UFFS no período de um ano.
CAPÍTULO VI
DAS DIRETRIZES GERAIS
 
Art. 7º  O planejamento de TIC observará as seguintes diretrizes:
I -  elaboração e manutenção de planos de TIC que contemplem objetivos de curto, médio e longo prazo;
II -  definição de indicadores e fixação de metas para avaliação do alcance dos objetivos estabelecidos;
III -  ampla participação das unidades organizacionais na elaboração dos planos de TIC;
IV -  alinhamento entre as ações de governança e gestão de TIC;
V -  transparência na execução dos planos de TIC.
 
Art. 8º  As práticas de governança e de gestão da TIC, bem como o uso dos recursos de TIC no âmbito da UFFS observarão as seguintes diretrizes:
I -  a governança de TIC deve utilizar instrumentos de avaliação, direção e monitoramento da gestão de TIC;
II -  a alta administração deve direcionar o uso da TIC para dar suporte à preparação, à articulação e à coordenação de políticas e planos de TIC, alinhando as ações às necessidades organizacionais e assegurando o alcance dos objetivos estabelecidos;
III -  a alta administração será responsável por avaliar, direcionar e monitorar a gestão de TIC, através de políticas, planos e outros mecanismos que julgar convenientes;
IV -  a TIC deve ser adequada ao propósito de apoiar a organização mediante o fornecimento de serviços necessários para atender aos requisitos atuais e futuros da UFFS;
V -  as práticas de governança e gestão assim como os planos e ações de TIC devem estar alinhados às estratégias e às necessidades institucionais.
CAPÍTULO VII
DAS DIRETRIZES PARA GESTÃO ESTRATÉGICA DE TI
 
Art. 9º  Para atender aos princípios e cumprir as diretrizes gerais desta política, bem como contribuir para o alcance dos objetivos e das metas institucionais, serão formulados os seguintes planos, que nortearão os programas, projetos, serviços, sistemas e operações de TIC na UFFS:
I -  Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação (PDTIC) será elaborado em harmonia com o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) e Plano Plurianual (PPA) da UFFS, e recomendações gerais de TIC na administração pública federal, incluindo governança digital, comunicações de dados, segurança da informação e outras referências, além de boas práticas de governança de TIC;
II -  Plano de Contratações de Tecnologia da Informação e Comunicação (PCTIC) será elaborado em harmonia com PPA e PDTIC e com o objetivo de aperfeiçoar o planejamento de suas contratações e a qualidade da programação e execução orçamentária.
III -  Catálogo de Serviços de TIC;
IV -  Catálogo de Produtos de TIC;
 
Art. 10  O PDTIC da UFFS deverá conter a lista das principais ações de TIC, alinhadas aos referenciais estratégicos, para o período de planejamento em questão e sua elaboração obedecerá às seguintes disposições:
I -  deverá ser elaborado considerando o disposto no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) e Plano Plurianual (PPA) da UFFS e nas orientações do Governo Federal; e
II -  O PDTIC, uma vez aprovado, deverá ser publicado, monitorado, avaliado e revisado periodicamente.
 
Art. 11  O PCTIC da UFFS deverá conter uma tabela que identifique as contratações que gerarão gastos no exercício fiscal ao qual se refere, contendo as informações necessárias à sua orçamentação e a sua vinculação com as ações previstas no PDTIC da UFFS, como estabelece a PORTARIA Nº 40, DE 14 DE SETEMBRO DE 2016 , da Secretaria de Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.
Parágrafo único. O PCTIC deverá ser aprovado pelo CGD e comporá o planejamento orçamentário da UFFS.
 
Art. 12  O Catálogo de Serviços de TIC da UFFS deverá conter uma lista dos serviços de TIC de responsabilidade da SETI onde conste, entre outras, as seguintes informações:
I -  descrição do serviço;
II -  gestor ou responsável;
III -  informações sobre quem pode utilizar o serviço; e
IV -  informações sobre como acessar o serviço.
Parágrafo único. O Catálogo de Serviços de TIC deverá ser publicado no site oficial da UFFS e constantemente atualizado.
 
Art. 13  O Catálogo de Produtos de TIC da UFFS deverá conter uma lista de materiais e equipamentos de TIC padronizados, selecionados após estudo técnico da SETI com objetivo de homologar equipamentos que melhor atendam às necessidades da UFFS considerando eficiência e economicidade;
Parágrafo único. O Catálogo de Produtos de TIC deverá ser publicado no site oficial da UFFS e constantemente atualizado.
CAPÍTULO VIII
DAS DIRETRIZES PARA O PROVIMENTO DE SOLUÇÕES DE TI
 
Art. 14  Para os fins do disposto nesta Política, o provimento de soluções de TIC compreende as seguintes modalidades:
I -  Desenvolvimento: construção de soluções, com recursos próprios ou de terceiros, para atender as necessidades específicas da UFFS;
II -  Aquisição: adoção de soluções construídas externamente à UFFS, por meio de contratação, recebimento de outros órgãos e entidades ou utilização de software livre; e
III -  Manutenção: alteração de solução existente para correção de erros, melhoria de qualidade, incorporação de novas funcionalidades, mudança nas regras de negócio ou adaptação a novas tecnologias.
Parágrafo único. Qualquer que seja a modalidade adotada, a abordagem de provimento de soluções de TIC classifica-se, segundo a responsabilidade das unidades envolvidas, em:
I -  Centralizada: quando o desenvolvimento, a aquisição ou a manutenção da solução é realizada pela Secretaria Especial de Tecnologia e Informação (SETI); ou
II -  Descentralizada: quando o desenvolvimento, a aquisição ou a manutenção da solução é realizada por outra unidade provedora, sob orientação técnica da SETI e seguindo a arquitetura e os padrões tecnológicos estabelecidos.
 
Art. 15  O provimento de soluções de TIC observará as seguintes diretrizes:
I -  concepção de soluções com foco na otimização dos processos de trabalho da UFFS, na integração de soluções e na reutilização de dados e componentes;
II -  consideração, quando da concepção de soluções de TI a serem desenvolvidas ou adquiridas, de requisitos não funcionais relevantes, em especial dos requisitos de segurança da informação e dos requisitos relativos à disponibilidade, ao desempenho e à usabilidade da solução;
III -  adoção de arquitetura e padrões tecnológicos que satisfaçam aos critérios técnicos aprovados pelo CGD e que se baseiam preferencialmente em padrões de mercado e em diretrizes de interoperabilidade do Governo Federal;
IV -  preservação dos direitos de propriedade intelectual da UFFS sobre códigos, documentos e outros elementos integrantes de soluções que sejam desenvolvidas especificamente para a instituição, com recursos próprios ou de terceiros;
V -  realização, previamente à implantação das soluções de TI, dos testes necessários para assegurar o correto funcionamento e a aderência das soluções às regras de negócio e aos requisitos especificados;
VI -  definição, mensuração e revisão periódica de acordos de níveis de serviço;
VII -  planejamento e gestão do ambiente de TIC e dos processos operacionais que o suportam com foco no cumprimento dos níveis de serviço acordados para as soluções de TIC;
VIII -  atuação proativa com vistas à identificação de lacunas de conhecimento e ao desenvolvimento de competências dos usuários previamente à implantação de novas soluções de TIC, bem como de forma continuada;
IX -  definição formal dos processos de trabalho relacionados às atividades necessárias ao provimento de soluções de TIC em qualquer das modalidades previstas no art. 9º;
X -  adoção da modalidade de provimento que se revelar justificadamente mais adequada à realização das estratégias e ao alcance dos objetivos institucionais, com base em critérios definidos nos planos estratégicos de TIC ou em normas internas;
XI -  adoção preferencial da abordagem centralizada para provimento de soluções de natureza corporativa;
XII -  adoção preferencial de abordagem descentralizada para provimento de soluções de natureza departamental;
XIII -  a abordagem de provimento descentralizada priorizará soluções livres e de código aberto.
CAPÍTULO IX
DAS DIRETRIZES PARA GESTÃO DE SERVIÇOS DE TIC
 
Art. 16  As atividades de gestão de serviços de TIC obedecerão às seguintes diretrizes específicas:
I -  os serviços de TIC devem ser relacionados e formalizados no Catálogo de Serviços de TIC;
II -  os níveis de serviços de TIC devem ser definidos e revisados periodicamente;
III -  o desempenho dos serviços de TIC deverá ser mensurado e reportado periodicamente ao CGD;
IV -  os processos operacionais, a infraestrutura e as aplicações devem ser gerenciados de forma a cumprir os níveis de serviços;
V -  a prestação de serviços de TIC deve ser centralizada na SETI;
VI -  a utilização da informação, da infraestrutura e das aplicações, necessária para a prestação dos serviços de TIC, deve ser racionalizada; e
VII -  os processos, serviços, infraestrutura e aplicações devem estar integrados e interoperáveis.
 
Art. 17  Todo serviço oferecido aos usuários da UFFS será acompanhado de sua norma operacional, que abrange necessariamente:
I -  a forma mais indicada para utilização do serviço;
II -  as restrições de utilização do serviço, ou seja, a quem se destina e quanto do serviço estará disponível ao usuário;
III -  o nível de segurança e responsabilidades do usuário na utilização do serviço; e
IV -  as sanções e penalidades pelo uso inadequado do serviço, caso houver.
Parágrafo único. As normas operacionais, bem como modificações supervenientes, serão divulgadas por meio do e-mail institucional, devendo o usuário do serviço se manifestar oficialmente em caso de discordância em relação às normas operacionais associadas ao serviço.
 
Art. 18  Todos os usuários estão sujeitos à auditoria em sua utilização dos serviços de TIC.
§ 1º  Os procedimentos de auditoria e de monitoramento de uso dos serviços de TIC serão realizados constantemente pelas aplicações preparadas para este fim. A gestão destas aplicações será de responsabilidade da SETI, com o objetivo de observar o cumprimento das normas operacionais associadas.
§ 2º  Havendo evidência de atividade que possa comprometer o desempenho e/ou a segurança dos serviços de TIC ou que infrinja a norma operacional associada, a SETI poderá auditar e monitorar as atividades de usuários, inclusive inspecionando seus arquivos e registros de acesso, bem como proibir o acesso à fonte causadora do problema, devendo ser o fato comunicado imediatamente ao superior imediato do usuário causador do problema.
 
Art. 19  O usuário que desrespeitar a norma operacional poderá sofrer sanções tais como ter o acesso aos serviços suspensos temporária ou permanentemente.
 
Art. 20  Com vistas a manter a continuidade da prestação de serviços de TIC em caso de desastres e sinistros na infraestrutura física e lógica de TIC, a unidade provedora de TIC deve formular e implantar um Plano de Continuidade do Negócio com a participação de todas as unidades interessadas no sucesso do plano.
§ 1º  O Plano de Continuidade do Negócio deverá ser testado e revisado periodicamente, de forma a refletir as mudanças na infraestrutura física e lógica de TIC e as necessidades atuais da UFFS.
§ 2º  O Plano de Continuidade do Negócio deverá considerar os riscos existentes relativos à infraestrutura física e lógica de TIC, bem como a criticidade dos serviços de TIC para a UFFS.
CAPÍTULO X
DAS DIRETRIZES PARA GESTÃO DE AQUISIÇÕES DE TI
 
Art. 21  As aquisições de TIC deverão cumprir as seguintes diretrizes específicas:
I -  realização por justificativas válidas, baseadas numa análise adequada, com tomada de decisão clara e transparente, buscando equilibrar apropriadamente os benefícios, custos e riscos;
II -  os itens a serem adquiridos, com exceção para itens de infraestrutura de redes e aplicações, devem ser compatíveis aos listados no Catálogo de Produtos de TIC para manter a padronização dos materiais de TIC utilizados pela UFFS, buscando a maior eficiência na manutenção e suporte;
III -  integração e alinhamento das aquisições de TIC às estratégias, planos e prioridades institucionais, considerando a alocação orçamentária necessária à realização das iniciativas planejadas e ao custeio dos contratos vigentes de serviços de natureza continuada;
IV -  padronização do processo de aquisições de TIC;
V -  planejamento com vistas à aquisição, sempre que justificável, de soluções completas, contemplando itens como implantação, treinamento, suporte, operação e demais componentes necessários ao alcance dos objetivos definidos;
VI -  estabelecimento, sempre que possível, nos contratos com fornecedores, de previsão de pagamentos em função de resultados verificáveis e baseados em níveis mínimos de serviços; e
VII -  preservação dos direitos de propriedade intelectual da UFFS sobre códigos, documentos e outros elementos integrantes de aplicações que sejam desenvolvidas especificamente para a instituição, com recursos próprios ou de terceiros.
CAPÍTULO XI
DAS DIRETRIZES PARA GESTÃO DE RISCOS DE TIC
 
Art. 22  As atividades de gestão de riscos de TIC devem obedecer às seguintes diretrizes específicas:
I -  fomentar a cultura de gestão de riscos como fator essencial para implantar as estratégias e planos de TIC, tomar decisões e realizar os objetivos relacionados à TIC;
II -  considerar se os riscos de TIC têm impacto sobre outras organizações públicas e demais partes interessadas, com consulta e compartilhamento de informações entre os atores envolvidos;
III -  os riscos de TIC devem ser identificados, analisados, avaliados, tratados e monitorados de forma contínua mediante processos formalizados; e
IV -  a alta administração deverá estabelecer critérios para tratamento dos riscos relacionados à TIC, considerando aspectos legais, financeiros, sociais, operacionais, tecnológicos, negociais e de imagem da UFFS.
CAPÍTULO XII
DAS DISPOSIÇÕES GERAIS
 
Art. 23  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 

Chapecó-SC, 09 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

DESIGNA SUBSTITUTO DO PRESIDENTE DA CÂMARA DE ADMINTRAÇÃO PLANEJAMENTO E GESTÃO DE PESSOAS DO CONSUNI DA UFFS
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, resolve:
 
Art. 1º  DESIGNAR, o servidor MARCELO RECKTENVALD, Professor do Magistério Superior, SIAPE nº 1800982, no exercício do cargo de Pró-Reitor de Gestão de Pessoas, para atuar como substituto do Presidente da Câmara de Administração, Planejamento e Gestão de Pessoas do Conselho Universitário da UFFS.
 
Art. 2º  Fica revogada a PORTARIA Nº 788/GR/UFFS/2016 , de 01 de agosto de 2016, publicada no Boletim Oficial da UFFS.
 
Art. 3º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 

Chapecó-SC, 09 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

ESTABELECE PROCEDIMENTOS ESPECÍFICOS PARA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS SERVIDORES EM AFASTAMENTO DO EFETIVO EXERCÍCIO
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais,
Considerando a natureza das situações previstas como efetivo exercício, conforme art. 102 da LEI Nº 8.112/90 , o que conduz para que as avaliações de desempenho possam se dar de maneira diversa da metodologia convencionada no exercício de atribuições e funções que o servidor está incumbido.
Considerando a PORTARIA Nº 347/GR/UFFS/2010 , que dispõe sobre a avaliação de desempenho dos integrantes da carreira dos cargos Técnico-Administrativos em Educação da UFFS e dá outras providências.
Considerando as Portarias nº 254/GR/UFFS/2010 e nº 797/GR/UFFS/2014, que dispõem sobre a avaliação de desempenho dos integrantes da carreira dos cargos do Magistério Superior da UFFS e dá outras providências.
Considerando a inexistência de legislação específica que regulamente as situações de afastamentos considerados como efetivo exercício, criadas a partir da promulgação da LEI Nº 12.772/2012 .
Considerando o disposto na Nota Técnica nº 118/2015/CGNOR/DENOP/SEGEP/MP, que trata da prorrogação do estágio probatório nas licenças de efetivo exercício.
RESOLVE:
 
Art. 1º  ESTABELECER procedimentos específicos para as Avaliações de Desempenho dos servidores que se encontram ou estiveram em afastamentos considerados como efetivo exercício no serviço público.
 
Art. 2º  As avaliações para fins de estágio probatório de servidor afastado por motivo não previsto no §5 do art. 20 da LEI Nº 8.112/1990 , serão promovidas em conformidade com esta norma.
 
Art. 3º  Em caso de afastamentos considerados como de efetivo exercício, previstos nos incisos V, VI, VIII e X do art. 102 da LEI Nº 8.112/1990 , sem prejuízo da remuneração, por tempo superior a um terço do ciclo avaliativo, o servidor não será avaliado e perceberá o mesmo parecer avaliativo obtido no ciclo imediatamente anterior, até que seja processada sua primeira avaliação após o retorno.
§ 1º  Os ciclos avaliativos respeitam periodicidade anual, a contar da data de exercício do servidor no cargo, ressalvada a avaliação do terceiro período de Estágio Probatório, que ocorre no 30º mês de exercício, a partir da qual se retomam os ciclos anuais.
a) Ao servidor que o ciclo avaliativo for anual, não será realizada avaliação quando o tempo de afastamento previsto no caput for superior a 4 (quatro) meses;
b) Ao servidor que o ciclo avaliativo for semestral, não será realizada avaliação quando o tempo de afastamento previsto no caput for superior a 2 (dois) meses.
§ 2º  Caso o servidor não possua parecer anterior, por tratar-se do primeiro período avaliativo, a avaliação será realizada após o retorno do servidor, considerando um período mínimo de 2/3 (dois terços) de permanência nas atribuições do cargo, no ciclo avaliativo em que se der o retorno.
 
Art. 4º  Para os afastamentos, licenças ou ausências previstos nos incisos II e III do art. 102 da LEI Nº 8.112/90 conforme previsto na Nota Técnica 118/2015/CGNOR/DENOP/SEGEP/MP, o órgão cessionário deverá avaliar a partir das orientações do órgão de origem do servidor.
 
Art. 5º  A avaliação de desempenho dos servidores afastados para participação em programa de pós-graduação stricto sensu ou pós-doutorado, deverá considerar o desempenho do servidor no programa através de documento da instituição, emitido por autoridade com competência para firmá-lo, atestando o desempenho acadêmico e frequência, preferencialmente por histórico escolar.
§ 1º  Compreende-se por autoridade competente a Coordenação do Programa ou Secretaria Acadêmica;
§ 2º  Quando tratar-se de afastamento para fins de pós-doutorado ou encontrar-se o servidor em fase de elaboração de trabalho final de curso, poderá ser apresentada declaração emitida pelo Supervisor ou Orientador, atestando o desempenho acadêmico;
§ 3º  Para obter aprovação na avaliação de desempenho, o servidor deve apresentar rendimento acadêmico e frequência igual ou superior aos mínimos estabelecidos no programa;
§ 4º  A comprovação deverá se dar em regime anual ou semestral, a contar do início do afastamento, e será encaminhado à Comissão Permanente de Pessoal Docente (CPPD), quando o servidor for ocupante de cargo da Carreira do Magistério Superior, conforme dispõe a RESOLUÇÃO CONJUNTA Nº 1/CONSUNI CGRAD-CONSUNI CPPG/UFFS/2015 , e, quando ocupante da Carreira Técnico-Administrativa em Educação, para a DDP, que fará o encaminhamento para a Comissão de Avaliação de Desempenho;
§ 5º  Em caso de desempenho acadêmico e/ou frequência insuficientes, o servidor será reprovado no ciclo avaliativo;
§ 6º  Promovidas as avaliações de desempenho dos servidores afastados, os pareceres serão encaminhados para a DDP;
§ 7º  Para os períodos imediatamente anteriores e posteriores aos afastamentos mencionados no caput, serão procedidas as avaliações de acordo com as regulamentações internas, desde que o servidor permaneça no desempenho das atribuições do cargo por pelo menos 2/3 (dois terços) do ciclo avaliativo em questão, considerando o período compreendido entre:
a) a data da última avaliação e o início do afastamento, para os períodos que antecedam os afastamentos;
b) a data de término do afastamento e o encerramento do ciclo avaliativo em que se der o retorno, para os períodos posteriores aos afastamentos;
§ 8º  Para os casos não compreendidos pelo parágrafo 7º, o servidor não será avaliado e perceberá o mesmo parecer avaliativo obtido no ciclo imediatamente anterior.
 
Art. 6º  Casos omissos serão analisados pela Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGESP/DDP), e no que couber, pelo Reitor.
 
Art. 7º  Fica revogada a PORTARIA Nº 899/GR/UFFS/2016 , de 08 de setembro de 2016, publicada no Boletim Oficial da UFFS.
 
Art. 8º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 
RETIFICAÇÃO
 
Na PORTARIA Nº 1321/GR/UFFS/2017 , de 10 de novembro de 2017, publicada no Boletim Oficial da UFFS:
 
Onde se lê:
“Art. 3º Em caso de afastamentos considerados como de efetivo exercício, previstos nos incisos V, VI, VIII e X do art. 102 da LEI Nº 8.112/1990 , sem prejuízo da remuneração, por tempo superior a um terço do ciclo avaliativo, o servidor não será avaliado e perceberá o mesmo parecer avaliativo obtido no ciclo imediatamente anterior, até que seja processada sua primeira avaliação após o retorno.
§ 1º a) Ao servidor que o ciclo avaliativo for anual, não será realizada avaliação quando o tempo de afastamento previsto no caput for superior a 4 (quatro) meses;
b) Ao servidor que o ciclo avaliativo for semestral, não será realizada avaliação quando o tempo de afastamento previsto no caput for superior a 2 (dois) meses.
§ 2º  Caso o servidor não possua parecer anterior, por tratar-se do primeiro período avaliativo, a avaliação será realizada após o retorno do servidor, considerando um período mínimo de 2/3 (dois terços) de permanência nas atribuições do cargo, no ciclo avaliativo em que se der o retorno”.
 
Leia-se:
“Art. 3º Em caso de afastamentos considerados como de efetivo exercício, previstos nos incisos V, VI, VIII e X do art. 102 da LEI Nº 8.112/1990 , sem prejuízo da remuneração, por tempo superior a dois terços do ciclo avaliativo, o servidor não será avaliado e perceberá o mesmo parecer avaliativo obtido no ciclo imediatamente anterior, até que seja processada sua primeira avaliação após o retorno.
§ 1º a) Ao servidor que o ciclo avaliativo for anual, não será realizada avaliação quando o tempo de afastamento previsto no caput for superior 8 (oito) meses;
b) Ao servidor que o ciclo avaliativo for semestral, não será realizada avaliação quando o tempo de afastamento previsto no caput for superior a 4 (quatro) meses.
§ 2º  Caso o servidor não possua parecer anterior, por tratar-se do primeiro período avaliativo, a avaliação será realizada após o retorno do servidor, considerando um período mínimo de 1/3 (um terço) de permanência nas atribuições do cargo, no ciclo avaliativo em que se der o retorno”.
 
Onde se lê:
Art. 5º [...]
§ 7º  Para os períodos imediatamente anteriores e posteriores aos afastamentos mencionados no caput, serão procedidas as avaliações de acordo com as regulamentações internas, desde que o servidor permaneça no desempenho das atribuições do cargo por pelo menos 2/3 (dois terços) do ciclo avaliativo em questão [...]” .
 
Leia-se:
 
Art. 5º  § Para os períodos imediatamente anteriores e posteriores aos afastamentos mencionados no caput, serão procedidas as avaliações de acordo com as regulamentações internas, desde que o servidor permaneça no desempenho das atribuições do cargo por pelo menos 1/3 (um terço) do ciclo avaliativo em questão [...]”.
 
Chapecó-SC, 29 de novembro de 2017.
 
JAIME GIOLO
Reitor
 

Chapecó-SC, 10 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

ESTABELECE AS NORMAS A SEREM UTILIZADOS PARA A PROMOÇÃO À CLASSE E PROFESSOR TITULAR INTEGRANTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR DA UFFS
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições, e tendo em vista a LEI Nº 12.772, DE 31 DE JANEIRO DE 2012 ; a LEI Nº 12.863, DE 24 DE SETEMBRO DE 2013 e; a Portaria Nº 982, de 03 de outubro de 2013 do Ministério da Educação , resolve:
 
Art. 1º  ESTABELECER as normas a serem utilizados para a Promoção à Classe E, com denominação de Professor Titular, dos integrantes do Magistério Superior da UFFS.
CAPÍTULO I
DA PROMOÇÃO E DO ACESSO
 
Art. 2º  A promoção para a classe E, com denominação de Professor Titular da Carreira do Magistério Superior, dar-se-á observando os seguintes critérios e requisitos:
I -  possuir o título de Doutor;
II -  ter cumprido o interstício mínimo de 24 (vinte e quatro) meses no último nível da classe D, com denominação de Professor Associado;
III -  ser aprovado em processo de Avaliação de Desempenho;
IV -  lograr aprovação em defesa de Memorial, que deverá considerar as atividades de ensino, pesquisa, extensão, gestão acadêmica e produção profissional relevante, ou em defesa de Tese Acadêmica Inédita.
 
Art. 3º  O memorial mencionado no inciso IV do Art. 2º, doravante denominado Memorial Descritivo Consolidado (MDC), consiste em um documento de caráter descritivo, analítico, quantitativo e qualitativo, que destaque fatos marcantes e méritos acadêmicos da trajetória do docente, e será apresentado em defesa pública.
§ 1º  O MDC conterá, no máximo, 150 (cento e cinquenta) páginas, abrangendo toda a vida acadêmica do candidato, demonstrando dedicação ao ensino, à pesquisa e/ou à extensão, e/ou gestão.
§ 2º  O MDC deverá ser estruturado de acordo com a sequência de itens que constam do Art. 5º da PORTARIA Nº 982/ MEC/2013 (Anexo I), devidamente comprovados, contemplando:
I -  obrigatoriamente, as atividades relacionadas ao ensino e orientação na graduação e pós-graduação e as atividades de pesquisa e/ou extensão e/ou gestão.
II -  alternativamente, as demais atividades que constam do artigo 5º.
 
Art. 4º  A Tese que trata o Inciso IV do Art. 2º, consiste em relatório expositor de uma pesquisa inédita que contribua significativamente para o avanço do conhecimento em, pelo menos, uma das áreas de atuação do professor.
Parágrafo único. O documento deve estar estruturado de acordo com os requisitos típicos exigidos por um Programa de Pós-graduação com Curso de Doutorado, abordando pesquisa(s) inédita(s) produzida(s) pelo postulante.
 
Art. 5º  O Memorial ou a Tese devem ser redigidos em língua portuguesa, com revisão gramatical e ortográfica e impressos em formato A4.
CAPÍTULO II
DO REQUERIMENTO, DA TRAMITAÇÃO E DO RESULTADO
 
Art. 6º  O docente deverá protocolar à Diretoria de Desenvolvimento de Pessoal (DDP), requerimento (Anexo II) devidamente instruído com vistas à promoção à classe E, em prazo não superior a 90 (noventa) dias de antecedência do cumprimento do interstício de 24 meses para a classe E.
§ 1º  O docente deverá optar por submeter-se à defesa de Memorial ou Tese.
§ 2º  A entrega, pelo docente, do seu MDC, que deverá conter descrição e documentos comprobatórios de toda sua trajetória acadêmico-profissional ou Tese Acadêmica Inédita, deverá ser feita em via digital (formato PDF), bem como em 4 (quatro) vias impressas.
 
Art. 7º  Após o recebimento do requerimento devidamente instruído, a DDP remeterá toda a documentação para a Direção do campus de lotação do docente.
§ 1º  De posse da documentação, a Direção do campus nomeará a comissão constituída conforme o disposto nesta Portaria, para a qual serão enviados os exemplares impressos.
§ 2º  A Comissão Avaliadora procederá à análise do MDC ou da Tese e terá um prazo máximo de 30 dias úteis para marcar a defesa pública do MDC ou da Tese Inédita.
§ 3º  A Direção do campus divulgará a data, o local e o horário da apresentação e defesa do MDC ou da Tese Inédita com, no mínimo, 48 (quarenta e oito) horas de antecedência.
§ 4º  Logo após a defesa pública do MDC ou da Tese Inédita, a Comissão Avaliadora deverá elaborar Ata constando o resultado final da avaliação (Aprovado ou Reprovado) e encaminhar o processo à Direção do campus .
 
Art. 8º  Quando se tratar de Tese Inédita, após a sua aprovação, o candidato deverá anexar ao processo comprovante de entrega de um exemplar impresso e uma versão digitalizada na Biblioteca Universitária.
 
Art. 9º  Quando se tratar de Memorial Descritivo Consolidado, após a sua aprovação, o candidato deverá anexar ao processo uma via impressa do mesmo.
 
Art. 10  Ao fim dos trabalhos o processo será enviado pela Direção do campus à Comissão Permanente de Pessoal Docente (CPPD), em até 5 (cinco) dias, para registro e encaminhamento à Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGESP), para emissão de portaria de Homologação do Resultado e efetivação da promoção funcional.
 
Art. 11  Para ser considerado Aprovado na defesa do MDC ou da Tese Inédita, o docente deverá lograr aprovação de, pelo menos, três membros da Comissão Avaliadora.
 
Art. 12  Em caso de não aprovação na defesa do MDC ou da Tese Inédita, processo contendo nova versão do MDC ou uma Tese Inédita poderá ser submetido após 2 (dois) anos, sendo nestes casos, utilizado o resultado já obtido na Avaliação de Desempenho anteriormente realizada.
CAPÍTULO III
DA COMISSÃO AVALIADORA
 
Art. 13  A Comissão Avaliadora do MDC ou da Tese Inédita será constituída em cada campus da UFFS, e composta por:
I -  1 (um) membro interno, da grande área de conhecimento do docente ou de áreas afins.
II -  3 (três) membros externos à UFFS, da mesma área ou de áreas afins do avaliado.
III -  1 (um) membro suplente da UFFS e 1(um) membro suplente para os avaliadores externos.
§ 1º  Todo membro integrante da Comissão Avaliadora deve ser professor doutor titular, ou equivalente de uma instituição de ensino superior, podendo ser aposentado.
§ 2º  Na falta de um membro interno que atenda as condições impostas, a Comissão será composta por quatro membros externos.
§ 3º  A presidência da comissão será exercida pelo membro interno ou, na sua ausência, pelo professor há mais tempo no cargo de Titular.
 
Art. 14  É vedada a indicação para integrar a Comissão Avaliadora de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral, ou por consanguinidade e afinidade, até 3º grau, com algum dos candidatos.
Parágrafo único. É igualmente vedada a indicação para integrar a Comissão Avaliadora, pessoa que tenha amizade ou inimizade com algum dos candidatos, bem como ter publicações em conjunto ou relações de subordinação.
CAPITULO V
DO PROCESSO AVALIATIVO
 
Art. 15  A avaliação do MDC será realizada pela Comissão Avaliadora, sendo analisados os itens contemplados no Art. 5º da PORTARIA Nº 982/MEC/2013 (Anexo I), respeitando as especificidades de cada área e a trajetória acadêmica do candidato, observando atividades inovadoras e de impacto que demonstrem dedicação à instituição e à sociedade.
Parágrafo único. A sessão de defesa do MDC deverá ser pública, consistindo de exposição oral de até 30 (trinta) minutos pelo candidato, seguidos de arguição de até 10 (dez) minutos de cada membro da Comissão Avaliadora, com igual tempo para réplica pelo candidato.
 
Art. 16  Alternativamente ao MDC, o candidato poderá propor defesa de Tese Inédita, cuja avaliação seguirá os procedimentos usuais da defesa de tese de doutorado.
§ 1º  A sessão de defesa de Tese deverá ser pública, consistindo de exposição oral de até 40 (quarenta) minutos sobre o conteúdo do trabalho, seguida por arguição de até 20 (vinte) minutos de cada membro da Comissão Avaliadora, cabendo ao candidato igual tempo para responder às questões que lhe forem formuladas.
§ 2º  A aprovação da Tese Acadêmica Inédita não concederá ao docente um novo título de doutor.
 
Art. 17  Na impossibilidade de reunir a Comissão Avaliadora presencialmente, a sessão pública de defesa do MDC ou da Tese poderá ocorrer por meio de videoconferência.
 
Art. 18  Após a sessão pública de defesa do MDC ou da Tese, os membros da Comissão Avaliadora deverão lavrar Ata sobre a aprovação ou não do candidato.
CAPÍTULO VI
DOS RECURSOS
 
Art. 19  Caberá pedido de reconsideração à Comissão Avaliadora, no prazo de 5 (cinco) dias úteis após a divulgação dos resultados, mediante encaminhamento à Direção do campus.
Parágrafo único. A Comissão Avaliadora terá o mesmo prazo para emitir parecer fundamentado, acatando ou rejeitando o pedido.
 
Art. 20  Da decisão da Comissão Avaliadora referente ao pedido de reconsideração, caberá recurso ao Conselho Universitário, em caso de manifesta ilegalidade, no prazo de 5 (cinco) dias úteis.
CAPÍTULO VII
DAS DISPOSIÇÕES GERAIS
 
Art. 21  O efeito financeiro da promoção para a Classe E ocorrerá a partir da data em que o docente cumprir todos os requisitos elencados no Art. 2º desta Resolução.
 
Art. 22  O processo de avaliação de desempenho para acesso à classe de titular será acompanhado pela Comissão Permanente de Pessoal Docente e pela Diretoria de Desenvolvimento de Pessoal da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas.
 
Art. 23  Casos omissos serão resolvidos pelo Pró-Reitor de Gestão de Pessoas, e, no que couber, pelo Reitor, podendo, se for o caso, encaminhar a matéria para apreciação do Conselho Universitário.
 
Art. 24  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 
ANEXO I
 
A AVALIAÇÃO PARA ACESSO À CLASSE E, COM DENOMINAÇÃO DE PROFESSOR TITULAR DA CARREIRA DO MAGISTÉRIO SUPERIOR LEVARÁ EM CONSIDERAÇÃO O DESEMPENHO ACADÊMICO NAS SEGUINTES ATIVIDADES:
 
I -  Atividades de ensino e orientação, nos níveis de graduação e/ou mestrado e/ou doutorado e/ou pós-doutorado, respeitado o disposto no art. 57 da LEI Nº NO 9.394, DE 1996 ;
II -  Atividades de produção intelectual, demonstradas pela publicação de artigos em periódicos e/ou publicação de livros/capítulos de livros e/ou publicação de trabalhos em anais de eventos e/ou de registros de patentes/softwares e assemelhados; e/ou produção artística, demonstrada também publicamente por meios típicos e característicos das áreas de cinema, música, dança, artes plásticas, fotografia e afins.
III -  Atividades de extensão, demonstradas pela participação e organização de eventos e cursos, pelo envolvimento em formulação de políticas públicas, por iniciativas promotoras de inclusão social ou pela divulgação do conhecimento, dentre outras atividades;
IV -  Coordenação de projetos de pesquisa, ensino ou extensão e liderança de grupos de pesquisa;
V -  Coordenação de cursos ou programas de graduação ou pós-graduação;
VI -  Participação em bancas de concursos, de mestrado ou de doutorado;
VII -  Organização e/ou participação em eventos de pesquisa, ensino ou extensão;
VIII -  Apresentação, a convite, de palestras ou cursos em eventos acadêmicos;
IX -  Recebimento de comendas e premiações advindas do exercício de atividades acadêmicas;
X -  Participação em atividades editoriais e/ou de arbitragem de produção intelectual e/ou artística;
XI -  Assessoria, consultoria ou participação em órgãos de fomento à pesquisa, ao ensino ou à extensão;
XII -  Exercício de cargos na administração central e/ou colegiados centrais e/ou de chefia de unidades/setores e/ou de representação; e
XIII -  Atividades de cunho social não previstas na extensão universitária.
 
ANEXO II
 
REQUERIMENTO DE PROMOÇÃO À CLASSE DE PROFESSOR TITULAR DO MAGISTÉRIO SUPERIOR
 
SENHOR PRÓ-REITOR DE GESTÃO DE PESSOAS
(nome social)
(nome civil), matrícula SIAPE nº. , ocupante do cargo efetivo de , nível , data de exercício //, lotado no Campus /Unidade da Universidade Federal da Fronteira Sul, requer, conforme a LEI Nº. 12.772/2012 , a LEI Nº. 12.863/2013 e a PORTARIA Nº DO MEC 982/2013 , a concessão de promoção à classe de professor titular do magistério superior.
Opto por submeter-me a avaliação de:
Memorial Descritivo Consolidado
Tese Acadêmica Inédita
Documentação apresentada:
Avaliação de Desempenho
Período // a //
Período // a //
Declara, sob as penas da Lei, serem verdadeiras as informações e os documentos apresentados.
Aguarda deferimento.,de de.
 
Assinatura do servidor
 
DESPACHO DA DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAL
Os documentos/formulários estão de acordo com o Manual do Servidor da UFFS.
Em //.
 
Assinatura e carimbo
 

Chapecó-SC, 10 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

DESIGNA SUBSTITUTOS DOS SERVIDORES INVESTIDOS EM FUNCAO GRATIFICADA
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, e considerando o artigo 38 da LEI Nº 8.112/90 , na redação dada pela LEI Nº 9.527, DE 10.12.97 , resolve:
 
Art. 1º  DESIGNAR os substitutos dos servidores investidos em função gratificada, da Universidade Federal da Fronteira Sul, conforme tabela a seguir, para que assumam as respectivas funções nos afastamentos ou impedimentos legais e regulamentares dos titulares:
Cód. Cargo/Função
Titular
Siape
Data Inicial
Substituto
Siape
Data Final
Motivo
FG-2 - Chefe da Secretria Executiva
Suianny Francini Luiz Michelon
2053770
23/10/2017
Marisete Rodrigeri
2126640
25/10/2017
Licença por Motivo de Doença em Pessoa da Família
FG-1 - Chefe do Departamento de Aposentadorias, Pensões e Exonerações
Mariângela de Fátima Alves Tassi Sartoretto
1793638
31/10/2017
Felipe Rafael Niemies
2222308
01/11/2017
Licença por Motivo de Doença em Pessoa da Família
FG-1 - Chefe do Departamento de Aposentadorias, Pensões e Exonerações
Mariângela de Fátima Alves Tassi Sartoretto
1793638
06/11/2017
Felipe Rafael Niemies
2222308
07/11/2017
Licença por Motivo de Doença em Pessoa da Família
 
Art. 2º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 

Chapecó-SC, 10 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

DESIGNA SERVIDORES PARA ATUAREM JUNTO AOS SERVIÇOS DE EXPEDIÇÃO E PROTOCOLOS DA UFFS
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, resolve:
 
Art. 1º  DESIGNAR os servidores a seguir relacionados para atuarem junto aos Serviços de Expedição e Protocolos - SEP da Reitoria e dos Campi :
I - Reitoria:
a) Luana Jéssica Gnoatto Tessaro, Chefe do Serviço de Expedição e Protocolo, Siape 2132951.
II -  Campus Chapecó-SC:
a) Eduardo Colle, Assistente em Administração, Siape 2124457;
b) João Felipe Hudyna de Camargo, Assistente em Administração, Siape 2279331.
III -  Campus Cerro Largo/RS:
a) Maria Goreti Finkler, Assistente em Administração, Siape 1892262;
b) Sirlene Raquel Lenz, Assistente em Administração, Siape 1906166.
IV -  Campus Erechim/RS:
a) Cleudes Fatima Bresolin Hubner, Assistente em Administração, Siape 1829411;
b) Tatiane Marmentini de Oliveira, Assistente em Administração, Siape 1792911.
V -  Campus Passo Fundo/RS:
a) Marcos Colussi Texeira, Assistente em Administração, Siape 2140597;
b) Michel da Silva Canabarro, Técnico em Contabilidade, Siape 1772065.
VI -  Campus Laranjeiras do Sul/PR:
a) Kelli Fabiane Langovski Gomes Krajevski , Assistente em Administração, Siape 1880181.
VII -  Campus Realeza/PR:
a) Marcelo Karol Galvão de Meira, Assistente em Administração, Siape 2131666.
 
Art. 2º  São atribuições dos servidores responsáveis pelas atividades de Protocolo, o recebimento, a classificação, o registro, a distribuição, o controle da tramitação, a expedição e a autuação de documentos avulsos para formação de processos, a autuação de processos e documentos junto ao Sistema de Gestão de Processos e Documentos - SGPD, da UFFS.
 
Art. 3º  Fica revogada a PORTARIA Nº 1013/GR/UFFS/2017 , de 09 de Agosto de 2017, publicada no Boletim Oficial da UFFS.
 
Art. 4º  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 

Chapecó-SC, 10 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

INSTITUI A OBRIGATORIEDADE DE UTILIZAÇÃO DE REGISTRO ELETRÔNICO DE PONTO (REP) DOS SERVIDORES TÉCNICO ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO EM EXERCÍCIO NA UFFS
O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (UFFS), no uso de suas atribuições legais, tendo em vista a LEI Nº 8.112, DE 11 DE DEZEMBRO DE 1990 , o DECRETO Nº 1.590, DE 10 DE AGOSTO DE 1995 e o DECRETO Nº 1.867, DE 17 DE ABRIL DE 1996 , e suas ulteriores modificações, RESOLVE:
 
Art. 1º  INSTITUIR a obrigatoriedade de utilização de Registro Eletrônico de Ponto (REP) com identificação biométrica, para fins de registro de assiduidade e pontualidade dos servidores Técnico-administrativos em Educação em exercício na UFFS, incluindo os cedidos, os com lotação provisória e aqueles que prestam colaboração, nos termos da legislação vigente, na UFFS, a partir de 1º de janeiro de 2018.
§ 1º  A identificação biométrica consiste na leitura da imagem das impressões digitais dos servidores, em confronto com os elementos biométricos previamente armazenados no banco de dados.
§ 2º  Excepcionalmente, o registro manual de frequência em folha ponto poderá ser utilizado quando o equipamento de REP estiver temporariamente indisponível, mediante autorização por escrito do Pró-Reitor de Gestão de Pessoas, na Reitoria, e pelo Diretor de Campus , nos Campi .
§ 3º  Os servidores Técnico-administrativos em Educação deverão realizar o cadastro de informações biométricas junto à PROGESP, na Reitoria, e na Assessoria de Gestão de Pessoas, nos Campi , em até 30 (trinta) dias da publicação desta portaria, salvo situação impeditiva, excepcional e fundamentada.
§ 4º  Os servidores Técnico-administrativos em Educação que entrarem em exercício na UFFS, mediante posse em cargo da UFFS, redistribuição, entre outros, deverão realizar o cadastro de informações biométricas junto à PROGESP, na Reitoria, ou na Assessoria de Gestão de Pessoas, nos Campi , em até 3 (três) dias úteis da regularização de sua situação funcional junto ao SIAPE.
§ 5º  Serão cadastradas as imagens digitais de, pelo menos, dois dedos, um de cada mão quando possível.
§ 6º  As imagens digitais serão utilizadas, exclusivamente, para a aferição da frequência dos servidores, sendo vedado seu uso para outros fins.
 
Art. 2º  O sistema de Registro Eletrônico de Ponto tem por finalidades:
I -  racionalizar a rotina de controle de assiduidade e pontualidade, proporcionando transparência no processo de registro;
II -  armazenar dados de forma sistematizada;
III -  permitir acesso rápido às informações pelo servidor, pela chefia imediata, pela área de gestão de pessoas, pelos órgãos de controle e pela sociedade.
 
Art. 3º  Cabe aos Pró-Reitores e Diretores de Campus , em diálogo com o servidor, estabelecer os horários habituais de início e término da jornada de trabalho e os horários intrajornada para alimentação que compõem o horário semanal de trabalho, respeitada a duração máxima da jornada semanal, observados os limites mínimos e máximos inerentes a cada cargo e o interesse institucional.
§ 1º  A composição da carga horária semanal do servidor deverá levar em consideração a supremacia do interesse público sobre o particular.
§ 2º  Todas as unidades organizacionais da UFFS deverão manter quadro, em local visível e de circulação de usuários dos serviços, permanente e atualizado, com o horário nominal dos servidores, constando dias e horários dos seus expedientes, independentemente do regime de trabalho.
§ 3º  Compete à chefia imediata efetuar o controle da jornada de trabalho dos servidores lotados sob sua égide.
 
Art. 4º  É obrigatório o cumprimento de 40 (quarenta) horas semanais de trabalho, ressalvadas as categorias funcionais e ambientes de trabalho cuja legislação disponha em contrário ou o servidor admitido em outro regime de trabalho.
§ 1º  A carga horária semanal deverá ser distribuída em, pelo menos, cinco dias da semana.
§ 2º  O intervalo para refeição não poderá ser inferior a uma hora nem superior a três horas, nos termos do §2º do Art. 5º do DECRETO Nº 1.590/95 .
§ 3º  O registro eletrônico de ponto dos servidores será feito, obrigatoriamente:
I -  no início da jornada de trabalho;
II -  no início do intervalo de alimentação;
III -  no fim do intervalo de alimentação;
IV -  no fim da jornada de trabalho; e
V -  em qualquer momento que o servidor se ausentar da unidade de trabalho, exceto se a ausência se der por motivo de trabalho.
§ 4º  O servidor não poderá trabalhar mais de 6 (seis) horas ininterruptas, na forma da legislação vigente.
§ 5º  No caso de servidor portador de deficiência, ou servidor que possua cônjuge, filho ou dependente com deficiência, quando comprovada a necessidade por junta médica oficial, poderá ser concedido horário especial, independentemente da compensação de horário, na forma da legislação.
§ 6º  Será concedido horário especial ao servidor estudante, quando comprovada a incompatibilidade entre o horário escolar e o da repartição, sem prejuízo do exercício do cargo, nos termos do Art. 98 da LEI Nº 8.112/90 .
 
Art. 5º  A folha ponto mensal com a frequência do servidor Técnico-administrativo em Educação deverá ser emitida pela chefia imediata por meio do sistema eletrônico de registro de frequência e passada ao servidor para conferência dos registros e assinatura.
§ 1º  A homologação de frequência é de inteira responsabilidade da chefia imediata.
§ 2º  É de responsabilidade da chefia imediata a fiel observância dos registros de frequência efetuados pelo servidor Técnico-administrativo em Educação, a qual atestará não só a frequência dos servidores sob sua égide, como o cumprimento da jornada de trabalho.
§ 3º  A guarda dos registros é de responsabilidade da chefia, as quais permanecerão arquivadas no próprio setor pelo período de 5 (cinco) anos, à disposição da Administração da Universidade e dos órgãos de controle.
§ 4º  Orientações específicas acerca da guarda e arquivamento das folhas ponto serão expedidas pela PROGESP, mediante Instrução Normativa.
 
Art. 6º  Até o quinto dia útil do mês subsequente ao trabalho, a chefia imediata deverá encaminhar à Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas o mapa de ocorrência em relação à frequência dos servidores lotados sob sua égide.

Art. 6º Até o quinto dia útil do mês subsequente ao trabalhado, a chefia imediata deverá analisar as ocorrências relativas aos servidores sob sua égide, encerrando as respectivas fichas de frequência.

(Nova redação dada pela Portaria Nº 136/GR/UFFS/2019)

§ 1º  A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas disponibilizará em seu site os códigos com as ocorrências relacionadas, os quais deverão ser utilizados para elaboração do Mapa de Ocorrências.
§ 2º  Ausências por motivo de licença, afastamentos, férias, entre outras, já autorizadas ao servidor, deverão ser preenchidas no Mapa de Ocorrências da respectiva unidade organizacional.
 
Art. 7º  A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas confrontará as ocorrências informadas pela chefia imediata com as contidas nos assentamentos funcionais de cada servidor, lançando-as em seu assentamento funcional.

Art. 7º A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas emitirá, após o quinto dia útil do mês subsequente, relatório contendo as ocorrências registradas para os servidores, confrontando-as com os registros contidos no assentamento funcional de cada servidor.

(Nova redação dada pela Portaria Nº 136/GR/UFFS/2019)

Art. 8º  Necessitando afastar-se do expediente por motivos particulares, o servidor poderá compensar a ausência em outro expediente, até o mês subsequente ao da ocorrência, desde que exista concordância da chefia imediata.
§ 1º  A compensação deverá ser acordada com a chefia imediata e informada no mapa de ocorrências.
§ 2º  A compensação de horas devidas deverá ser acordada com a chefia imediata, devendo respeitar o limite de 2 (duas) horas por jornada.

Art. 8º Necessitando afastar-se do expediente por motivos particulares, o servidor poderá compensar a ausência até o mês subsequente ao da ocorrência, desde que exista concordância da chefia imediata, no interesse da Administração.

§ 1º A ausência deverá ser acordada com a chefia imediata e informada no registro eletrônico de frequência.

§ 2º A compensação de horas devidas deverá ser acordada com a chefia imediata, devendo respeitar o limite de 2 (duas) horas diárias.

(Nova redação dada pela Portaria Nº 136/GR/UFFS/2019)

Art. 9º  Sempre que for necessária a ausência do servidor ou este estiver impedido de comparecer ao serviço, deverá comunicar prontamente o fato, em qualquer caso, à chefia imediata.
Parágrafo único. Em se tratando de problema de saúde do servidor ou de pessoa da família, deverá ser observada a legislação vigente que trata do referido assunto.
 
Art. 10  Cabe ao servidor Técnico-administrativo em Educação a responsabilidade pela guarda dos comprovantes diários de registro de ponto, para fins de conferência com a folha ponto emitida pelo sistema.
 
Art. 11  Estão dispensados do registro eletrônico de frequência os servidores Técnico-administrativos em Educação ocupantes de Cargos de Direção (CD-01, CD-02 e CD-03), os servidores ocupantes do cargo de Professor do Magistério Superior, e os servidores cujas atividades sejam executadas fora do órgão ou entidade em que tenha exercício.
§ 1º  Os servidores que executam serviços externos ao órgão preencherão boletim semanal a ser entregue a chefia imediata, informando data, horário e atividade realizada.
§ 2º  Os servidores em desempenho de atividades para outro órgão ou entidade, preencherão boletim mensal a ser entregue à UFFS, informando assiduidade e ocorrências relativas à frequência.
 
Art. 12  Situações esporádicas de trabalho, realizado fora da sede, deverão ser previamente acordadas com a chefia imediata e registradas em folha ponto a ser anexada à folha mensal de ponto, de que trata o Art. 5º.
 
Art. 13  Servidor ocupante de Cargo de Direção (CD) ou Função Gratificada (FG) submete-se a regime de integral dedicação ao serviço, podendo ser convocado sempre que houver interesse da Administração.
 
Art. 14  Os casos omissos serão analisados pela Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas.
 
Art. 15  Fica revogada a PORTARIA Nº 270/GR/UFFS/2010 , publicada no Boletim Oficial da UFFS, a partir de 1º de janeiro de 2018.
 
Art. 16  Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.
 

Chapecó-SC, 10 de novembro de 2017.

Jaime Giolo

Reitor

CONSCCL

Pauta: 1. Homologação da nova composição do Colegiado do Curso de Química; 2. Redistribuição de servidora; 3. Realização de atividades letivas regulares entre 18 horas e 19 horas.

Cerro Largo-RS, 09 de novembro de 2017.

Ivann Carlos Lago

Presidente do Conselho de Campus Cerro Largo

Documento Histórico

ATA Nº 9/CONSCCL/UFFS/2017

CAP

ATA DA 6ª REUNIÃO DO COMITÊ ASSESSOR DE PESQUISA–CAP/UFFS-2017

ATA DAREUNIÃO DO COMITÊ ASSESSOR DE PESQUISA–CAP/UFFS-2017

Aos oito dias do mês de novembro do ano de dois mil e dezessete, às quinze horas e quarenta e oito minutos, na Sala de Videoconferência da Reitoria, Unidade Bom Pastor, Centro, Chapecó na Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS, foi realizada por videoconferência com os Coordenadores Adjuntos de pesquisa e Pós-Graduação a Reunião do Comitê Assessor de Pesquisa - CAP/UFFS, instância vinculada à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação – PROPEPG. A reunião foi presidida pela Diretora de Pesquisa e presidente do CAP, professora Rosiléa Garcia França. Também estavam presente os servidores técnico-administrativos em educação da DPE/PROPEPG, Dilvan Mauricio Lopes, Ilson dos Santos e Elenice Gomes; do campus Cerro Largo a professora: Débora Leitzke Betemps e o técnico-administrativo: Rafael Treib; do campus Laranjeiras do Sul o professor: Roberto Antônio Finatto; do campus Realeza o professor: André Gallina e a técnica-administrativa: Andressa Radaelli; do campus Erechim o professor: Eduardo Pavan Korf; do campus Chapecó o professor: Paulo Roger Lopes Alves; do campus Passo Fundo o professor: Gustavo Iszanski Acrani. A Diretora de Pesquisa, professora Rosiléa, iniciou a reunião saudando a todos os presentes. No primeiro item da pauta, informes gerais, explicou a proposta da Diretoria de Pesquisa referente ao cronograma das reuniões do CAP para o ano de dois mil e dezoito, o qual permanecerá no mesmo formato deste ano, ou seja, as reuniões ocorrerão na segunda quarta-feira de cada mês à tarde, intercaladas um mês somente com os coordenadores adjuntos de pesquisa e pós-graduação e no mês seguinte com todos os membros do CAP. Todos os presentes concordaram com a proposta. No segundo item da pauta, aprovação da ata da sessão anterior, todos os membros da reunião aprovaram a ata. Na sequencia, passou para o terceiro item de pauta, e a professora Rosiléa explicou que devido ao cancelamento de algumas sessões anteriores do CAP, foi realizada por Ad referendum a aprovação do Grupo de Pesquisa em Filosofia, Literatura e Artes na Educação - Cerro largo (relator: Profº Paulo Hahn - processo: 23205.002611/2017-48).Dessa forma, comentou que o parecer do relatou foi favorável e solicitou aos membros se estavam de acordo com a homologação da aprovação. Todos concordaram. Em seguida, passou para o quarto item da pauta e comentou que a diretoria de pesquisa realizou a elaboração do catálogo digital dos grupos de pesquisa da UFFS, o qual será publicado no site da instituição. Dessa forma, abriu espaço os demais membros da reunião para apresentarem sugestões referentes ao evento de lançamento do catálogo dos grupos de pesquisa, o qual poderia ser realizado no dia trinta de novembro deste ano. O professor André, do campus realeza, sugeriu a realização de um trabalho com o objetivo de identificar as dificuldades de cada grupo de pesquisa, também a questão de grupos de pesquisa que estão desativados. A professora Rosiléa comentou que a Diretoria de Pesquisa, regularmente, envia e-mails aos líderes alertando e solicitando a atualização de dados, a fim de evitar a suspensão da certificação dos grupos de pesquisa, pois é o próprio CNPq quem realiza as certificações. O professor Eduardo, do campus Erechim, lembrou da importância de um edital que ofereça fomento aos grupos de pesquisa. A diretora de pesquisa informou que a UFFS já possui uma previsão orçamentária para o próximo ano, a qual visa contemplar essa demanda. A professora Débora, do campus Cerro largo, comentou que, tendo em vista o final do semestre, o evento de lançamento do catálogo dos grupos de pesquisa não tenha quórum suficiente para um evento dessa importância. Diante disso, os membros da reunião deliberaram que o evento seja realizado no mês de março do próximo ano. A professora Rosiléa retomou a palavra e passou ao quinto item da pauta, novo regulamento da pesquisa, após alguns esclarecimentos ficou acordado que a DPE elaborará uma minuta de memorando constando diversas dúvidas dos pesquisadores. Ainda foi discutido sobre a questão do número máximo de horas que um aluno voluntário pode ter, após alguns debates ficou decidido que por enquanto a carga horária semanal ficará livre. Mas, a Prof. Rosiléa se comprometeu de marcar uma reunião com a PROPEPG, a PROGRAD e a PROEC para que se tome uma decisão conjunta sobre esse assunto. Considerando o tempo da reunião já ter sido encerrado, a professora Rosiléa informou que os itens da pauta não debatidos nessa reunião serão incluídos na pauta da próxima sessão do CAP, agendada para o dia vinte e nove de novembro de dois mil e dezessete. Dessa forma, agradeceu a participação de todos e encerrou a reunião às dezoito horas e eu, Dilvan Mauricio Lopes, SIAPE 2131708, lavrei a presente Ata, que aprovada, será devidamente assinada por mim e pelo presidente da sessão. 

Chapecó-SC, 08 de novembro de 2017.

Rosilea Garcia França

Presidente do Comitê Assessor de Pesquisa

Documento Histórico

ATA Nº 6/CAP/UFFS/2017

COREME UFFS RS

A Comissão de Residência Médica UFFS/RS, com o objetivo de organizar o processo eleitoral para Coordenador (a) e Vice-Coordenador (a) da COREME da UFFS/RS, torna público o presente Edital e Regimento Eleitoral, convocando as referidas eleições para o biênio 2018-2019, conforme Art. 6º e Art. 12º da Resolução 07/2015 CONSUNI/CPPGEG.

CAPÍTULO I

DAS ELEIÇÕES

Art. 1º. O Presente Edital aplica-se à eleição 2017 da Coordenação e Vice-Coordenador da COREME da UFFS/RS, para mandato de 02 (dois) anos.

Art. 2º. A eleição será norteada pelos Art. 6º e Art. 12º da Resolução 07/2015 CONSUNI/CPPGEG.

Art. 3º. O processo eleitoral seguirá o seguinte calendário:

 

 

Atividade

Data

1

As Instituições conveniadas, denominadas de Campo de Prática, enviam à COREME a nominata dos supervisores

27/11/2017

2

Abertura do período de inscrição das chapas para Coordenador (a) e Vice-Coordenador (a)

07 A 27/11/2017

3

Homologação das chapas para Coordenador (a) e Vice-Coordenador (a)

28/11/2017

4

Reunião para eleição do Coordenador (a) e Vice-Coordenador (a)

05/12/2017

 

Art. 4º. A eleição será presidida pelo Coordenador da COREME ou, na impossibilidade deste, pelo Vice Coordenador;

Art. 5º. Caso o Coordenador da COREME e o Vice-Coordenador sejam candidatos à reeleição, 1 (um) membro da COREME, não candidato, será escolhido pelos membros da COREME para presidir a reunião;

Art. 6º. A reunião para este fim será instalada, em primeira chamada, com maioria absoluta e, em segunda chamada, com o número de membros presentes à reunião;

Art. 7º. O sistema de votação será definido pela COREME, podendo ser por meio do voto secreto ou por aclamação;

Art. 8º. O empate, em qualquer situação, requererá o voto de qualidade, a ser emitido pelo membro da COREME que, na sessão, responde pela presidência da reunião;

 

CAPÍTULO II

ELEITORES

Art.9º. São membros votantes para Coordenador e Vice Coordenador da COREME os membros titulares da COREME e, na ausência destes, os membros suplentes.

Art. 10º A COREME é constituída pelos seguintes membros titulares e seus respectivos suplentes:

I - Coordenador e Vice-coordenador;

II - 1 (um) representante da PROPEPG da UFFS e seu respectivo suplente;

III - o Coordenador do Curso de Medicina da UFFS, Campus Passo Fundo, e seu respectivo suplente;

IV - o Coordenador Acadêmico do Campus Passo Fundo e seu respectivo suplente;

V - 1 (um) supervisor, por campo de prática, de cada PRM, e seu respectivo suplente;

VI - 2 (dois) representantes dos médicos residentes, por campo de prática, e seus respectivos suplentes;

VII - 1 (um) representante da direção médica de cada instituição conveniada, e seu respectivo suplente;

VIII - 1 (um) representante administrativo de cada instituição conveniada, e seu respectivo suplente.

§1º Os membros referidos no inciso II serão indicados pelo Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFFS.

§2º Os membros referidos nos incisos II, III e IV exercerão o mandato pelo período correspondente ao exercício do cargo que exercem em sua instituição de origem ou pelo tempo estabelecido no ato de designação.

§3º Os membros referidos no inciso V serão escolhidos por seus pares para um mandato de 2 (dois) anos, sendo permitida a recondução.

§4º Os membros referidos no inciso VI serão escolhidos por seus pares para um mandato de 1 (um) ano, sendo permitida a recondução.

§5º Os membros referidos nos incisos VII e VIII serão indicados, junto com seus respectivos suplentes, pelo Diretor-Presidente da instituição conveniada.

§6º As ausências dos membros titulares e as vacâncias no exercício do cargo serão cobertas pelos respectivos membros suplentes.

 

CAPÍTULO III

DOS REQUISITOS DOS CANDIDATOS

Art. 11º. O Coordenador da COREME/UFFS-RS será médico especialista integrante do corpo docente da UFFS pertencente ao corpo clínico das instituições conveniadas, membro ou não da COREME, com experiência na supervisão de médicos residentes e domínio da legislação sobre Residência Médica.

Art. 12º. O Vice-Coordenador da COREME/UFFS-RS será médico especialista integrante do corpo docente da UFFS ou do corpo clínico das instituições conveniadas, membro ou não da COREME, com experiência na supervisão de médicos residentes e domínio da legislação sobre Residência Médica.

 

CAPÍTULO IV

DO REGISTRO DAS CHAPAS

Art. 13º. Os candidatos devem compor chapas e registrá-las, junto a Secretaria da COREME, que efetuará registro das chapas, no horário de 09h às 11h30 às 13h30 às 16h30, mediante requerimento disponível na secretaria, assinado por um dos candidatos ao cargo de Coordenador e Vice-coordenador, no período de 07 a 27 de novembro de 2017.

Art. 14º. No ato do registro, as chapas se comprometem a acatar este Edital e Regimento e os demais Atos Complementares publicados ou os a serem publicados.

 

CAPÍTULO V

DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

Art. 15º. A Coordenação da COREME e Direção do Campus Passo Fundo publicará todos os Atos Complementares que julgar necessários para o bom andamento do Processo Eleitoral, inclusive, decidindo sobre os casos omissos.

Passo Fundo-RS, 07 de novembro de 2017.

Jairo José Caovilla

Coordenador da COREME UFFS-RS

CONSC RE

A comissão eleitoral, instituída pela Resolução nº 013/2017 – CONSCRE, torna pública a listas das chapas inscritas para disputar as representações Docente, Técnico-administrativo em Educação e Discente que irão compor o Conselho de Campus Realeza no mandato 2018-2019.

1-DAS INSCRIÇÕES DEFERIDAS
1.1 Quadro de inscrições deferidas, nome dos(as) candidatos(as) e segmento.
Chapa 1 Titular: Felipe Beijamini - Docente
Suplente: Adelita M. Linzmeier  - Docente
Chapa 2 Titular: Marcelo Zanetti - Docente
Suplente: Ademir R. Freddo -  Docente
Chapa 3 Titular: Márcia Adriana Dias Kraemer - Docente
Suplente: Gilson L. Voloski - Docente
Chapa 4 Titular: Clovis Piovezan - Docente
Suplente: Fagner Luiz da Costa Freitas  - Docente
Chapa 5 Titular: Fabiana Elias - Docente
Suplente: Luciana Pereira Machado- Docente
Chapa 6 Titular: Eloá Angelica Koehnlein - Docente
Suplente: Eliani Frizon - Docente
Chapa 7 Titular: Iucif Abrão Nascif Junior - Docente
Suplente: Marcos Leandro Ohse - Docente
Chapa 8 Titular: Emerson Martins - Docente
Suplente: Saulo Gomes Thimoteo - Docente

Chapa 1 Titular: Andreia Florencio Eduardo de Deus - Técnico Administrativo
Suplente: Roseana Tenutti Setti - Técnico Administrativo
Chapa 2 Titular: Hudison Loch Haskel - Técnico Administrativo
Suplente: Edson Antonio Santolin - Técnico Administrativo

Chapa 1 Titular: Bruna Maykiara Rodrigues - Discente
Suplente: Amanda Rocha Fujita - Discente
Chapa 2 Titular: Alef Zagato de Araújo
Suplente: Danielli de O. Loeve

2- DA IMPUGNAÇÃO DE CHAPAS

3.1. Os pedidos de impugnação de chapas deverão ser encaminhados à Comissão Eleitoral Geral nos dias 8 e 9 de novembro de 2017, conforme Edital nº
001/2017/CONSC-RE, seguindo o disposto no 3.

Márcia Fernandes Nishiyama
Secretária da Comissão
(Docente - 2023076)

Realeza-PR, 07 de novembro de 2017.

Antonio Marcos Myskiw

Presidente do Conselho de Campus Realeza

CCLECLS

Designa docente para apoiar os acadêmicos do curso Interdisciplinar em Educação no Campo: Ciências Naturais, Matemática e Ciências Agrárias - Licenciatura na elaboração do Plano de Estudos para participação no Programa de Mobilidade Acadêmica e auxiliar nos contatos com as instituições de ensino.

Decide

A Coordenação do Curso Interdisciplinar em Educação no Campo: Ciências Naturais, Matemática e Ciências Agrárias - Licenciatura, da Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS, no uso de suas atribuições legais, considerando a decisão do colegiado em reunião registrada pela Ata 08-2017 de 07/11/2017;


TÍTULO I
DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 1º DESIGNAR o docente Lucas Bergamo Navarro, siape 1247571, para apoiar os acadêmicos do curso Interdisciplinar em Educação no Campo: Ciências Naturais, Matemática e Ciências Agrárias - Licenciatura da Universidade Federal da Fronteira Sul, na elaboração do Plano de Estudos para participação no Programa de Mobilidade Acadêmica e auxiliar nos contatos com as instituições de ensino, tanto nacional quanto internacional.

Art. 2º Esta decisão, entra em vigor na data de sua publicação.

Laranjeiras do Sul-PR, 08 de novembro de 2017.

Vivian Machado de Menezes

Coordenadora do Curso de Graduação em Licenciatura em Educação no Campo do Campus Laranjeiras do Sul

PROPEPG

Constitui o Comitê Permanente de Bolsas, do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental, da Universidade Federal da Fronteira Sul, Campus Erechim-RS.

O PRÓ-REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL – UFFS, no uso de suas atribuições legais, resolve:

 

Art. 1º CONSTITUIR o Comitê Permanente de Bolsas, do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental, da Universidade Federal da Fronteira Sul, Campus Erechim-RS, de acordo com o Regimento do Programa.

 

Art. 2º DESIGNAR os membros para, sob a presidência do primeiro, compor o Comitê:

 

I Helen Treichel, Professora do Magistério Superior, Siape 1887138 (Presidente);

II Clarissa Dalla Rosa, Professora do Magistério Superior, Siape 2060337;

IIIGean Delise Leal Pasquali Vargas, Professora do Magistério Superior, Siape 1804998;

IV Eduardo Pavan Korf, Professor do Magistério Superior, Siape 2187214;

 

Art. 3º São incumbências do Comitê:

 

I Definir os critérios de distribuição das bolsas;

II Examinar as solicitações dos candidatos;

III Selecionar os candidatos às bolsas mediante critérios que priorizem o mérito acadêmico;

IVDeliberar, com base em processo seletivo, sobre as substituições dos bolsistas;

V Avaliar o desempenho acadêmico dos bolsistas, por meio de avaliação semestral, para fins de manutenção ou cancelamento do beneficio.

 

Art. 4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.

Chapecó-SC, 06 de novembro de 2017.

Joviles Vitório Trevisol

Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação

Constitui a Comissão de Bolsas do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu, Mestrado em Saúde, Bem-estar e Produção Animal Sustentável na Fronteira Sul, no Campus Realeza.

O PRÓ-REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL – UFFS, no uso de suas atribuições legais, resolve:

 

Art. 1º CONSTITUIR a Comissão de Bolsas do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu, Mestrado em Saúde, Bem-estar e Produção Animal Sustentável na Fronteira Sul, ofertado no Campus Realeza, na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS).

 

Art. 2º DESIGNAR os membros para, sob a presidência do primeiro, compor a Comissão:

 

I – Maiara Garcia Blagitz Azevedo, Professora do Magistério Superior, Siape 1868534 (Presidente);

II – Marcelo Falci Mota, Professor do Magistério Superior, Siape 1572189 (Titular);

III – Tatiana Champion, Professora do Magistério Superior, Siape 2117136 (Titular).

 

Art. 3º São atribuições da Comissão:

 

I – Elaborar a proposta de Edital de Seleção;

II – Organizar, executar o Processo Seletivo e zelar pelo seu bom andamento;

 

Art. 4º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação no Boletim Oficial da UFFS.

Chapecó-SC, 06 de novembro de 2017.

Joviles Vitório Trevisol

Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação

CONSUNI CPPGEC

ATA DA 7ª SESSÃO ORDINÁRIA DE 2017 DA CÂMARA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO, EXTENSÃO E CULTURA

Aos dez dias do mês de outubro do ano de dois mil e dezessete, às quatorze horas, na sala de videoconferência do Bloco dos Professores do Campus Chapecó da UFFS, em Chapecó-SC, e nos demais campi por videoconferência, foi realizada a 7ª Reunião Ordinária da Câmara de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura (CPPGEC) do Conselho Universitário (CONSUNI), da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), presidida pelo Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFFS, professor Joviles Vitório Trevisol. Fizeram-se presentes à reunião os seguintes conselheiros titulares: Pró-Reitor de Extensão e Cultura: Emerson Neves da Silva; representantes docentes: Demétrio Alves Paz (Campus Cerro Largo), Fernando Grison (Campus Chapecó), Paulo Afonso Hartmann (Campus Erechim), José Francisco Grillo (Campus Laranjeiras do Sul), Antonio Carlos Pedroso (Campus Realeza); representantes técnicos administrativos em educação: Edinéia Paula Sartori Schmitz (Campus Realeza) e Jorge Luiz dos Santos de Souza (Campus Passo Fundo); não compareceu à sessão por motivo justificado o seguinte conselheiro: Igor de França Catalão (Campus Chapecó); não compareceu à sessão por motivo não justificado o seguinte conselheiro: Marcos Weingartner (Campus Laranjeiras do Sul); participou da sessão a seguinte conselheira suplente, no exercício da titularidade: Débora Tavares de Resende e Silva (Campus Chapecó). Conferido o quórum, o presidente declarou aberta a sessão às 14:07. Passou, de imediato, ao expediente. 1.1 Apreciação da Ata da 6ª Reunião Ordinária: foi aprovada por unanimidade, sem ressalvas. 1.2 Comunicados: o Presidente informou que no dia anterior foi realizado o Módulo XXVI do Programa de Formação em Pesquisa e Pós-Graduação sobre o novo Regulamento da Pesquisa, já aprovado pela CPPGEC. O evento teve a participação expressiva de docentes, técnicos e alunos. Comunicou que a PROPEPG concluiu um estudo referente à produção científica dos docentes da UFFS. Na próxima quarta-feira, em reunião administrativa, será entregue uma cópia do documento ao Reitor, que será divulgado aos docentes para conhecimento. O documento refere-se à produção científica, menos à participação em eventos. Amanhã acontecerá a avaliação quadrienal da pós-graduação pela CAPES, junto à Reitoria, com a participação dos coordenadores dos programas de pós-graduação. A UFFS já entrou na fase de consolidação da pós-graduação, além da expansão que vinha ocorrendo e que irá continuar, porém, agora o foco está na qualidade dos programas e cursos. Sem informes dos conselheiros, o Presidente passou à designação de relatoria, apresentando as matérias que entrarão na próxima pauta. O conselheiro Antonio Carlos Pedroso propôs ser o relator do Regimento Interno da CEUA enquanto que o conselheiro Fernando Grison mencionou a possibilidade de relatar a proposta de curso de especialização em Realidade Brasileira. Encerrado o expediente, o Presidente passou à ordem dia e propôs a inclusão do item de pauta processo 23205003765/2017-57, que trata de contratação de fundação de apoio para gerir os recursos do projeto de extensão “Letras e Lutas”. Consultou pela inclusão do item e alteração da ordem do dia, ficando nessa ordem: 2.1.1 Processo nº 23205.003765 2017-57: contratação de fundação de apoio para gerir os recursos do projeto de extensão Letras e Lutas (Relator: Emerson Neves da Silva); 2.1.2 Homologação do envio de APCNs à CAPES; 2.1.3 Proposta de alteração no Regulamento da Pesquisa; 2.1.4 Processo nº 23205.005163/2016-53: Criação/hospedagem de periódicos científicos – Resoluções 5/2014 e 06/2014-CONSUNI/CPPG (Relator: Demétrio Alves Paz); 2.1.5 Processo nº 23205.002225/2017-56: Solicitação de Hospedagem em Periódico (Relator: José Francisco Grillo); 2.1.6 Processo nº 23205.009368/2011-57: Projeto Desenvolvimento Fruticultura Mesorregião Fronteira Sul (prestação de contas) (Relatora: Débora Tavares de Resende e Silva); 2.1.7 Processo nº 23205.002700/2017-94: Proposta de curso de especialização em Orientação Educacional, Campus Cerro Largo (Relatora: Edinéia Paula Schmitz). Os conselheiros aprovaram a pauta e a ordem do dia. Imediatamente, o presidente iniciou o primeiro item da pauta, passando a palavra ao relator, Emerson Neves da Silva, o qual apresentou seu parecer e votou pela aprovação do plano de trabalho, equipe técnica e contratação da fundação para gerir os recursos do projeto de extensão Letras e Lutas. O Presidente consultou os conselheiros, que aprovaram por unanimidade o parecer e o voto do relator. Referente ao segundo item de pauta, informou que a apresentação será feita pelo Diretor de Pós-Graduação, prof. José Carlos Radin, presente na reunião na condição de ouvinte. Explicou que a metodologia de aprovação dos programas no Conselho foi definida da seguinte forma: no primeiro momento, os APCNs serão apresentados na CPPGEC, de forma sucinta, para que os conselheiros conheçam e aprovem as propostas que serão encaminhadas à CAPES. Após passarem pelo crivo da CAPES, os que forem aprovados, serão apresentados no pleno, por meio de relatoria, para serem aprovados a implantação do programa e o seu regimento. Com a palavra, o Diretor informou que serão enviadas cinco propostas nas áreas de Ensino de Ciências, Agronomia, Natureza e Sociedade, Ciências Biomédicas e Recursos Naturais. Os Coordenadores das propostas, presentes na reunião, fizeram a apresentação de cada proposta. O prof. Roque Gulich, de Cerro Largo, apresentou a proposta do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências. Na sequência, o prof. Altemir Mossi, do Campus Erechim, apresentou a proposta do Programa de Pós-Graduação em Agronomia. Também, o prof. Reginaldo, na condição de Coordenador Adjunto, apresentou a proposta do Programa de Pós-Graduação em Natureza e Sociedade. Em Chapecó, a profa. Débora Tavares de Resende e Silva fez a apresentação da proposta de Programa em Pós-Graduação em Ciências Biomédicas e o prof. Pavan apresentou a proposta de Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais. O Diretor agradeceu aos Coordenadores e devolveu a palavra ao Presidente, que abriu para perguntas dos conselheiros. O Presidente citou que a CAPES publicou uma portaria estabelecendo que neste ano a Universidade deverá postar as cinco principais publicações dos docentes, sinalizando que o foco neste momento está no teor qualitativo e não quantitativo. O Presidente consultou os conselheiros se estão de acordo com as propostas de APCNs. A Câmara aprovou por unanimidade. O Presidente registrou em nome da CPPGEC e da PROPEPG o trabalho que os GTs da Pós-Graduação vêm realizando. Em seguida, passou ao terceiro item da pauta referente ao Regulamento da Pesquisa. Convidou a Diretora de Pesquisa, Rosiléia França, para fazer a apresentação dos ajustes propostos no Regulamento. Esclareceu que por se tratar de mudanças pontuais, entendeu que não haveria necessidade de designar relatoria, mas, se os conselheiros entenderem o contrário, poderá ser designado um relator para a matéria. Os conselheiros aprovaram a proposta de apresentação pela Diretora de Pesquisa, sem necessidade de relatoria. A Diretora apresentou o memorando que foi enviado à CPPGEC (MEM 31 DPE UFFS 2017), destacando o último item, que foi uma proposta encaminhada pela Coordenação do Curso de Medicina do Campus Chapecó de alteração do art. 90, § 5º do Regulamento. Informou que o Comitê Assessor de Pesquisa não foi favorável pela alteração proposta. O Presidente propôs que os itens 2, 3, 4, 5, 6, 8 e 9 do memorando sejam aprovados por tratar-se de erro de redação. Os conselheiros aprovaram os itens. Logo, consultou os conselheiros se têm acordo pela aprovação do item 7 do memorando, explicando que a condição de alteração deste item abre ao professor substituto a possibilidade de entrar como colaborador de projeto de pesquisa. Os conselheiros manifestaram-se de acordo com a aprovação do item sete. Referente ao item 10 do memorando, que trata de alterar o artigo que estabelece que atividade de estudante voluntário deva ser de no mínimo dez horas semanais, ressaltando que não foi colocado em que período, no entedimento de que não se faz pesquisa com estudantes voluntários sem que eles dediquem horas à pesquisa, o grupo da medicina trouxe que os alunos da medicina que têm estudo em tempo integral, nem todos conseguirão dedicar dez horas de pesquisa por semana considerando que o curso é integral. O CAP manifestou-se contra, que deve ser mantida a carga mínima, senão o risco que se tem é que muitos irão entrar em projeto de pesquisa e não realizarão pesquisa. O presidente leu a nova redação proposta, a qual tira as dez horas e joga a questão do tempo mínimo para o plano de trabalho que o professor vai apresentar, tornando-o responsável pelo acompanhamento das atividades do aluno voluntário. A conselheira Débora, que faz parte do curso de medicina, solicitou que os conselheiros deem atenção a esta solicitação, e observem que é uma disciplina da CCR, que tem dois créditos por semana para pesquisa e que ao aprovar para um curso, estará abrindo a outros cursos a possibilidade de reduzir as horas de pesquisa para aluno voluntário. Os conselheiros, na sua maioria, opinaram favoravelmente à manutenção do artigo. Para finalizar, o Presidente passou a palavra à Diretora de Pesquisa, a qual informou que este item foi discutido na época da discussão do regulamento, inclusive, ressaltou que antigamente não havia carga horária máxima, e que isto foi regrado, e que o aluno não precisa fazer as dez horas de pesquisa na Universidade, que foi o que o CAP considerou. Considerando o conjunto das falas, o Presidente entendeu que não há acordo pela alteração do art. 90, conforme proposto pela CCR. Neste sentido, propôs construir um programa, junto aos cursos que demandam especificidades, de integração entre ensino, pesquisa e extensão, na perspectiva de inovar, através da experiência que se está construindo, e que não seja alterada a regra. Consultou os conselheiros, que unanimemente, decidiram pela não alteração do art. 90 do Regulamento da Pesquisa. Na sequência, citou que há uma outra proposta que prevê a certificação para coorientadores de pesquisa. A Câmara está de acordo de que mantenha-se as duas figuras de coordenador e colaborador. Vencido o item, o presidente passou a palavra ao relator da matéria que ficou pendente na última reunião, referente à publicação da Revista Gestão & Sustentabilidade. O relator, conselheiro Demétrio, apresentou a análise do seu parecer e o voto favorável à aprovação da criação do periódico, observadas todas as recomendações da sua análise. O Presidente consultou os conselheiros sobre o parecer do relator, o qual foi aprovado por unanimidade pela CPPGEC. Em seguida, passou ao quarto item da pauta, passando a palavra ao relator da matéria, conselheiro José Grillo, que apresentou o seu parecer referente ao processo nº 23205.002225 2017-56, que trata da hospedagem do periódico Revista Brasileira de Extensão Universitária no Portal de Periódicos da UFFS. O relator votou favorável à aprovação total da matéria. O Presidente sugeriu ao relator a alteração do voto para a seguinte redação: “voto favoravelmente à aprovação do pedido de hospedagem da Revista Brasileira de Extensão Universitária no Portal de Periódicos da UFFS.” A Câmara aprovou o parecer e o voto do relator. Logo, a conselheira Débora apresentou o seu parecer relativo ao quinto item da pauta. Votou favoravelmente pela aprovação do parecer do CONCUR e da prestação de contas final do processo 23205.009368/2011-57. O Presidente solicitou ao conselheiro Demétrio que na próxima reunião do Conselho Universitário informe que foi aprovado este curso em sua trigésima edição e o que a Universidade pretende é lançar cursos com esta característica. Os conselheiros aprovaram o parecer e o voto da relatora. Por fim, a conselheira Edinéia apresentou o seu parecer referente à proposta de criação de curso de especialização em Orientação Educacional, para oferta no Campus Cerro Largo. A relatora votou pela aprovação da proposta do curso. A Câmara aprovou o parecer e o voto da relatora. Sendo dezesseis horas e vinte minutos foi encerrada a reunião, da qual eu, Kelli Fiorentin, Secretária da Câmara de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura, lavrei esta ata, que após lida e aprovada será assinada por mim e pela Presidência.

Chapecó-SC, 10 de novembro de 2017.

Joviles Vitório Trevisol

Presidente da Câmara de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura

ATA DA 8ª SESSÃO ORDINÁRIA DE 2017 DA CÂMARA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO, EXTENSÃO E CULTURA

 

Aos nove dias do mês de novembro do ano de dois mil e dezessete, às quatorze horas, na sala de videoconferência do Bloco dos Professores do Campus Chapecó da UFFS, em Chapecó-SC, e nos demais campi por videoconferência, foi realizada a 8ª Reunião Ordinária da Câmara de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura (CPPGEC) do Conselho Universitário (CONSUNI), da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), presidida pelo Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, professor Joviles Vitório Trevisol. Fizeram-se presentes à reunião os seguintes conselheiros titulares: representantes docentes: Thiago de Cacio Luchese (Campus Cerro Largo), Paulo Afonso Hartmann e Valdecir José Zonin (Campus Erechim), Marcos Weingartner (Campus Laranjeiras do Sul), Antonio Carlos Pedroso e Marcos Leandro Ohse (Campus Realeza); representante técnico administrativo em educação: Jorge Luiz dos Santos de Souza (Campus Passo Fundo); não compareceram à sessão por motivo justificado os seguintes conselheiros: Edinéia Paula Sartori Schmitz (TAE – Campus Realeza), Emerson Neves da Silva (Pró-Reitor de Extensão e Cultura), Fernando Grison e Igor de França Catalão (Docentes – Campus Chapecó), José Francisco Grillo (Docente – Campus Laranjeiras do Sul); não compareceram à sessão por motivos não justificados os seguintes conselheiros: Alisson Henrique Hammes (Campus Passo Fundo), Augustinho Taffarel (Comunidade Regional – Rio Grande do Sul), Demétrio Alves Paz (Docente – Campus Cerro Largo); participaram da sessão os seguintes conselheiros suplentes, no exercício da titularidade: Cacea Furlan Maggi (Docente – Campus Laranjeiras do Sul), Débora Tavares de Resende e Silva e Samira Moretto (Docentes – Campus Chapecó), Silvana Veronese (TAE – Campus Realeza). Conferido o quórum, o presidente declarou aberta a sessão às 14:07. Iniciou pela apresentação dos novos conselheiros. Passou ao expediente. 1.1 Apreciação da Ata da 7ª Reunião Ordinária: foi aprovada por unanimidade, sem ressalvas. 1.2 Comunicados: o Presidente informou que foram encaminhados ao CTC da CAPES dois pedidos de reconsideração dos Programas de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos (Chapecó) e Ciência e Tecnologia Ambiental (Erechim), no prazo, com documentos detalhados, assinados pelo Pró-Reitor e pelo Reitor, por contatos que fez pessoalmente com coordenadores de área e também com a Diretora de Avaliação da CAPES, profa. Rita. Que esteve, nesta semana, em reunião que ocorreu nas dependências da Diretoria de Avaliação. Informou que a CAPES recebeu oitocentos e noventa pedidos de reconsideração e que o CTC irá reunir-se entre os dias quatro e oito de dezembro para proceder as avaliações dos pedidos. Informou, também, que a Diretora de Avaliação da CAPES concordou em prorrogar o prazo para apresentação dos APCNS para março a abril do ano que vem. Comunicou que no dia dez estará em Laranjeiras do Sul, no dia quatorze, em Cerro Largo, e no dia dezessete em Erechim para a realização de um seminário com todos os docentes, especialmente os da Pós-Graduação. Também, informou que participou, no dia oito de novembro de uma reunião com vinte e dois professores com projetos aprovados na área da Agroecologia, com recursos do orçamento da UFFS. Informou aos conselheiros do Paraná que os documentos já estão prontos para serem enviados ao GTA, para que seja aprovada a Fundação da UTFPR, para gestão dos recursos provenientes da Fundação Araucária. Da parte dos conselheiros não houve nenhum informe. Após os comunicados, o Presidente passou à designação de relatoria, apresentando as matérias que entrarão na próxima pauta: (i) Regimento do Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Tecnologias Sustentáveis (Campus Cerro Largo), relator Marcos Wengartner; (ii) Regimento do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental (Campus Erechim), relatora Edinéia Schmitz; (iii) Regimento do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos (Campus Laranjeiras do Sul), relatora Débora Tavares; (iv) Regimento do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento de Políticas Públicas (Campus Cerro Largo), relator Valdecir José Zonin; (v) Regimento do Programa de Pós-Graduação em História (Campus Chapecó), relator Paulo Hartmann; (vi) Regimento do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas (Campus Erechim), relatora Samira Moretto; (vii) Regimento do Programa de Pós-Graduação Profissional em Educação (Campus Erechim), relator Thiago Luchese; (viii) Processo nº 23205.003486/2015-21: Contratação de Fundação para apoio ao projeto de Extensão “6ª Edição do Seminário Internacional da Cadeia Produtiva do Leite” (prestação de contas), relator Emerson Neves da Silva; (ix) Processo nº 23205.003031/2017-78: criação/hospedagem de periódicos científicos (Revista Insignare Scientia – RIS) e (x) Processo nº 23205.002310/2017-14: criação/hospedagem de periódicos científicos (Revista Catarinense de História), relator Demétrio Alves Paz; (xi) Processo nº 23205.003961/2017-21: Relatório do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Educação do Campo com Ênfase em Estudos da Realidade Brasileira, ofertado no Campus Chapecó, relator Jorge Luiz dos Santos de Souza. Encerrado o expediente, o presidente passou à ordem dia. Solicitou a inclusão do item MEM 6/DC – ER/UFFS/2017: alteração do item Trabalho de Conclusão de Curso. A inclusão e a ordem do dia foram aprovadas. Imediatamente, passou a palavra à conselheira Samira que, na condição de suplente, apresentou o parecer do relator Fernando Grisson referente à proposta de Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Realidade Brasileira para oferta no Campus Laranjeiras do Sul. O relator votou pela aprovação da proposta. A Câmara aprovou o parecer e o voto do relator. Em seguida, passou ao próximo item da pauta referente à análise do novo Regimento da Comissão de Ética no Uso de Animais (CEUA-UFFS), cuja secretaria encontra-se em Realeza. O conselheiro Antônio Carlos Pedroso procedeu a leitura do parecer, que sugere três alterações na peça: (i) referente ao parágrafo único do art. 4º, sugere a troca da palavra “dessa” por “aquela”; (ii) inclusão da seguinte redação no art. 24, § 2º, “[…] mediante a análise do pedido, que deverá necessariamente ser acompanhado pelo Relatório Parcial, de acordo com o formulário fornecido pela CEUA, referente ao período anterior [...]”; (iii) no caput do art. 27, acrescentar a seguinte frase: “[...] num prazo de até 60 (sessenta) dias após o encerramento, o relatório final dos projetos de ensino, pesquisa e extensão.” O voto do relator foi pela aprovação das modificações e/ou alterações do novo Regimento da CEUA-UFFS. As propostas de alteração do relator e o seu voto foram aprovados pela CPPGEC. Logo, passou-se ao terceiro item da pauta que, por solicitação da presidência, foi apresentado pela professora Lidiane, coordenadora do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão Educacional do Campus Erechim, participante da reunião na condição de ouvinte. A professora apresentou o MEM 6/DC – ER/UFFS/2017, enviado à CPPGEC. O documento solicita que se altere o projeto do curso que está em andamento, no que se refere ao trabalho de conclusão de curso, que a exigência é de monografia, passando a ser artigo científico, também a alteração do formato de apresentação final, que previa banca examinadora, passando a ser seminário de apresentação do trabalho de conclusão de curso. O Presidente destaca que o memorando está em consonância com o Regimento da Pós-Graduação. Colocado em análise, a alteração do projeto do curso foi aprovada. Sendo quinze horas e dez minutos foi encerrada a reunião, da qual eu, Kelli Fiorentin, Secretária da Câmara de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura, lavrei esta ata, que após lida e aprovada será assinada por mim e pela Presidência.

Chapecó-SC, 09 de novembro de 2017.

Joviles Vitório Trevisol

Presidente da Câmara de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura

Aprova a alteração no projeto do curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão Escolar do Campus Erechim da Universidade Federal da Fronteira Sul.

A Câmara de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura (CPPGEC) do Conselho Universitário (CONSUNI) da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), no uso de suas atribuições legais, considerando o MEM 6/DC – ER/UFFS/2017;

 

DECIDE:

 

Art. 1º Aprovar a alteração do “Item 21 – Trabalho de Conclusão de Curso” no projeto do curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão Escolar, ofertado no Campus Erechim, aprovado pela Resolução nº 12/2015-CONSUNI/CPPG.

§ 1º O trabalho de conclusão de curso, que era na forma de Monografia, passará a ser na forma de Artigo Acadêmico-Científico.

§ 2º A avaliação do trabalho de conclusão de curso que era na forma de banca examinadora passará a ser na forma de seminário de apresentação do trabalho de conclusão de curso.

 

Art. 2º Esta Decisão entra em vigor na data de sua publicação.

 

Sala de Reuniões da Câmara de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura do Conselho Universitário, 8ª Reunião Ordinária, em Chapecó-SC, 9 de novembro de 2017.

Chapecó-SC, 09 de novembro de 2017.

Joviles Vitório Trevisol

Presidente da Câmara de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura

Jaime Giolo

Presidente do Conselho Universitário

Aprova o projeto do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Realidade Brasileira do Campus Laranjeiras do Sul da Universidade Federal da Fronteira Sul.

A Câmara de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura (CPPGEC) do Conselho Universitário (CONSUNI) da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), no uso de suas atribuições legais, considerando o Processo nº 23205.003642/2017-16;

 

RESOLVE:

 

Art. 1º Aprovar o projeto do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Realidade Brasileira.

 

Art. 2º O curso, com carga horária de 420 (quatrocentas e vinte) horas, será ofertado na UFFS, Campus Laranjeiras do Sul.

Parágrafo único. Serão ofertadas 50 (cinquenta) vagas a portadores de diploma de cursos superiores de graduação, nos termos estabelecidos pelo projeto do curso.

 

Art. 3º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

 

Sala de Reuniões da Câmara de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura do Conselho Universitário, 8ª Reunião Ordinária, em Chapecó-SC, 9 de novembro de 2017.

Chapecó-SC, 09 de novembro de 2017.

Joviles Vitório Trevisol

Presidente da Câmara de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura

Jaime Giolo

Presidente do Conselho Universitário

APROVA O REGIMENTO DA COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL (CEUA-UFFS)

A Câmara de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura (CPPGEC) do Conselho Universitário (CONSUNI) da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), no uso de suas atribuições legais, considerando o Processo nº 23205.003705/2017-34;

 

RESOLVE:

 

Art. 1º Aprovar o Regimento da Comissão de Ética no Uso de Animais da Universidade Federal da Fronteira Sul (CEUA-UFFS), conforme o Anexo I desta Resolução.

 

Art. 2º Fica revogada a Resolução nº 3/CONSUNI/CPPG/UFFS/2012.

 

Art. 3º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

 

Sala de Reuniões da Câmara de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Cultura do Conselho Universitário, 8ª Reunião Ordinária, em Chapecó-SC, 9 de novembro de 2017.

  

 

ANEXO I

 

REGIMENTO DA COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS DA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL

 

 

CAPÍTULO I

DA NATUREZA E DA FINALIDADE

 

Art. 1º A Comissão de Ética para o Uso de Animais da Universidade Federal da Fronteira Sul (CEUA-UFFS) é um órgão deliberativo e de assessoramento da Administração Superior da Universidade em matéria normativa e consultiva, nas questões sobre a utilização de animais para o ensino, pesquisa e extensão.

§ 1º O disposto neste Regimento aplica-se aos animais das espécies classificadas como filo Chordata, sub filo Vertebrata, excetuando-se humanos.

§ 2º A CEUA-UFFS é instância vinculada à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPEPG), com sede e secretaria instalada no campus de lotação do Coordenador da CEUA-UFFS.

 

Art. 2º A CEUA-UFFS tem por finalidade cumprir e fazer cumprir, no âmbito da UFFS e nos limites de suas atribuições, o disposto na legislação aplicável à criação e/ou utilização de animais para o ensino, pesquisa e extensão caracterizando-se a sua atuação como educativa, consultiva, de assessoria e fiscalização nas questões relativas à matéria de que trata este Regimento.

 

Art. 3º Para os fins deste regulamento são consideradas como:

I - atividades de pesquisa: todas aquelas relacionadas à ciência básica, ciência aplicada, ao desenvolvimento tecnológico, à produção e ao controle de qualidade de drogas, medicamentos, alimentos, imunobiológicos, biomateriais, instrumentos e quaisquer outros procedimentos testados em animais;

II - atividade de ensino: atividade praticada sob orientação educacional, com finalidade de proporcionar a formação necessária no desenvolvimento de habilidades e competências de discentes, sua preparação para o mercado de trabalho e para o exercício profissional;

III - atividade de extensão: são aquelas atividades que, de algum modo, utilizam animais vivos, realizadas como projetos de extensão de longa ou curta duração, bem como atividades práticas relacionadas às ciências médicas, biológicas e agroveterinárias, entendidas como serviços, consultorias, eventos ou ainda cursos de natureza educativa, tecnológica em comunidades.

§ 1º Todas as atividades especificadas no caput deste artigo deverão ser submetidas, previamente, à CEUA-UFFS, através de protocolo próprio de ensino, pesquisa ou extensão.

§ 2º Não são consideradas como atividades de pesquisa as práticas zootécnicas relacionadas à agropecuária.

§ 3º Não se considera experimento:

I - a profilaxia e o tratamento veterinário do animal que deles necessite;

II - o anilhamento, a tatuagem, a marcação ou a aplicação de outro método com finalidade de identificação do animal, desde que cause apenas dor ou aflição momentânea ou dano passageiro;

III - as intervenções não-experimentais relacionadas às práticas agropecuárias.

 

Art. 4º Considera-se atividade de ensino, pesquisa ou extensão desenvolvida no âmbito da UFFS, para os efeitos desta regulamentação, toda aquela cujo desenvolvimento tenha ocorrido em suas dependências físicas ou tenha sido efetuado por qualquer pessoa que faça parte de seus quadros de pessoal docente, discente ou técnico-administrativo.

Parágrafo único. No caso específico de execução direta ou orientação principal de atividade de ensino, pesquisa ou extensão em outra instituição, caberá apenas a apresentação à CEUA-UFFS para ciência, do certificado de credenciamento da atividade junto à CEUA daquela instituição, desde que a mesma esteja regularizada junto ao CONCEA.

 

 

CAPÍTULO II

DA CONSTITUIÇÃO E DO FUNCIONAMENTO

 

Art. 5º A CEUA-UFFS será integrada por:

I - médicos veterinários, biólogos e zootecnistas;

II - docentes e pesquisadores na área específica que utilizam animais no ensino, pesquisa ou extensão;

III - um (01) representante de sociedades protetoras de animais legalmente constituídas e estabelecidas no país.

§ 1º Os membros da CEUA-UFFS deverão ser cidadãos brasileiros de reconhecida competência técnica e notório saber, graduado ou pós-graduado e com destacada atividade profissional em áreas relacionadas ao escopo da Lei n° 11.794, de 2008.

§ 2º Os membros mencionados nos incisos I e II serão compostos por quatro servidores de cada campus, dois titulares e dois suplentes, sendo obrigatória a participação de, pelo menos um docente por campus.

§ 3º O processo de escolha dos representantes mencionados no § 2º deste artigo será conduzido pelo respectivo Conselho de Campus e, em Chapecó, pelos representantes do campus no Conselho Universitário.

§ 4º O responsável legal pela instituição nomeará os integrantes da CEUA.

§ 5º Caso a composição exigida no art. 5° não seja contemplada, a PROPEPG indicará o(s) membro(s) faltante(s) para completar a exigência mínima.

§ 6º O representante mencionado no inciso III será indicado por sociedades protetoras de animais com representatividade, considerando a proximidade com a sede da comissão, após convite formal enviado pela PROPEPG.

§ 7º Na falta de manifestação da indicação de representantes de sociedades protetoras de animais legalmente constituídas e estabelecidas no país, na forma prevista no inciso III deste artigo, a CEUA-UFFS deverá comprovar a apresentação de convite formal a, no mínimo, três entidades. Nesse caso, a CEUA-UFFS poderá convidar consultor ad hoc, com notório s