Campus Erechim: “Escola Mais Sustentável” finaliza atividades

Publicado em: 10 de julho de 2012 13h07min / Atualizado em: 05 de janeiro de 2017 12h01min

Os sinais das intervenções feitas pela comunidade escolar são visíveis na Escola Estadual de Ensino Médio Érico Veríssimo. Desde 2011, professores e estudantes da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim, integrantes da comunidade escolar e do Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor (Capa), compartilham experiências e saberes por meio do projeto de extensão “Escola Mais Sustentável: novos olhares sobre as dimensões da sustentabilidade”. No dia 30 de junho foi realizada a última atividade do projeto, depois da implementação de uma série de ações, entre as quais a instalação de um sistema de aquecimento solar de água; captação da água da chuva; construção de mosaicos e implantação de horta mandala.

“Foram realizados nove Diálogos e nove Oficinas. As atividades tiveram como tema articulador a sustentabilidade numa perspectiva multidimensional”, explica a coordenadora do projeto e professora do curso de Arquitetura e Urbanismo na UFFS – Campus Erechim, Nauíra Zanardo Zanin. Segundo ela, no ano passado a Universidade firmou um convênio com a prefeitura e com a Escola Érico Veríssimo para a utilização de salas de aula no local. Essa proximidade física motivou um grupo de professores da UFFS a apresentar o projeto de extensão, que foi construído de forma participativa e buscou desenvolver atividades com toda a comunidade escolar, no intuito de estabelecer um diálogo continuado com esse grupo sobre temas como a preservação e recuperação do ambiente local.

Conforme a coordenadora, a realização do projeto se assentou sobre a perspectiva da escola como um espaço fundamental para a realização de ações multiplicadoras que possam, de imediato e no futuro, atuar visando contribuir com a proteção ambiental do planeta. Os estudantes da escola participaram das Oficinas, planejadas especialmente para eles de acordo com a faixa etária; os professores dos Diálogos, que tiveram como meta incentivar a reflexão sobre as diferentes dimensões da sustentabilidade; os pais dos estudantes de momentos de sensibilização com o objetivo de fazê-los conhecer as atividades desenvolvidas na escola e torná-los agentes multiplicadores.

“Esse projeto demandou muito envolvimento, por parte de todos, e tanto a equipe da UFFS, quanto da Escola Érico, demonstraram ao final estarem satisfeitos e de certa forma impressionados por atingirem a sua realização, devido às dificuldades encontradas durante a execução. É importante ressaltar que isso só foi possível devido à participação dos colaboradores do projeto”, argumenta Nauíra. Um grupo de 15 professores e técnico-administrativos da UFFS – Campus Erechim auxiliaram no desenvolvimento das ações, em diferentes momentos.

Mobilização

A atual diretora da escola estadual, Adelice Bertuol, explica que antes de o projeto “Escola Mais Sustentável” iniciar as atividades a instituição já mantinha uma parceria com o Capa para a manutenção de uma horta. A colaboração com a UFFS ampliou as possibilidades de atuação. “Nós nos envolvemos enquanto fazer pedagógico, a escola toda direcionou suas ações para as temáticas trabalhadas”, afirma. A instituição conta com aproximadamente 700 estudantes, do Ensino Fundamental, Médio e da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Conforme a diretora, todos, em algum momento, foram envolvidos no projeto de extensão.

“Enquanto escola, nós temos a obrigação de oferecer essas oportunidades para os estudantes, lidamos com diferentes consciências, mas acreditamos que na maioria o trabalho causou algum resultado em termos de percepção sobre a necessidade de cuidar melhor do nosso planeta”, declara. Adelice ainda fez questão de pontuar que as atividades só tiveram êxito porque a comunidade escolar e as instituições parceiras se mobilizaram. “A diretora da escola na época, Luciana Alesso, foi muito corajosa em assumir esse projeto, ao qual a comunidade realmente se integrou”, afirma.

No início de junho a Escola Estadual Érico Veríssimo recebeu o Certificado Ambiental Dr. Sérgio Benito Maccagnini, da Câmara de Vereadores de Erechim, como reconhecimento às ações desenvolvidas em prol do meio ambiente, entre os quais aquelas que integraram o projeto “Escola Mais Sustentável”. Informações adicionais podem ser obtidas no blog criado para compartilhar dados sobre a iniciativa de extensão.

EQUIPE DE TRABALHO DO PROJETO "ESCOLA MAIS SUSTENTÁVEL"

Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)

Coordenação do projeto:

  • Nauíra Zanardo Zanin

Colaboradores:

  • Ulisses Pereira de Mello

  • Thiago Ingrassia Pereira

  • Anderson André Genro Alves

  • Bárbara Cristina Pasa

  • Maria das Graças Velho do Amaral

  • Alfredo Castamann

  • Marilane Maria Wolff Paim

  • Juçara Spinelli

  • Daniel Francisco de Bem

  • Márcio Freitas Eduardo

  • Maria Sílvia Cristófoli

  • Ivone Maria Mendes Silva

  • Luis Eduardo Modler

  • Adelar Pes

  • Naudio Ladir Diering

Bolsistas:

  • Marina Bellé

  • Elis Regina Stadloeber

Voluntários:

  • Ana Lúcia Roessler Mohr

  • Luciana Klein

  • Alexander Arcari

  • Amadeus Reolon

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO ÉRICO VERÍSSIMO

  • Luciana Alesso

  • Adelice Bertuol

  • Cheila Maria Milczareck

  • Paula Maria Zanotelli

  • Sintiagly Ribeiro Batistel

  • Maria Inês Vanz Marcolin

  • Tânia Nara Cervi

  • Neivacir Fátima Tedesco

  • Patric Machado de Menezes

Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor (CAPA)

Coordenadora:

  • Ingrid Margarete Giesel