Currículo de Ciências Sociais é debatido no Campus Erechim

Publicado em: 14 de maio de 2013 13h05min / Atualizado em: 06 de janeiro de 2017 09h01min

Com a participação de professores e de representantes das quatro turmas em andamento do curso de Ciências Sociais da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim, iniciou na última segunda-feira (13) o seminário “As Ciências Sociais na Fronteira Sul: reflexões sobre o currículo e a formação do profissional em Ciências Sociais na UFFS”. A aula inaugural, que marcou a abertura do seminário, foi ministrada pelo professor da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), Amaury Cesar Moraes.

 Além de professor e pesquisador na área de ensino de Ciências Sociais, Moraes é o atual presidente da Associação Brasileira de Ensino de Ciências Sociais (Abecs). O vice-presidente da entidade é o professor da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim, Thiago Ingrassia.

A fala do professor da USP foi dividida em duas partes, na primeira ele tratou do processo de implantação da obrigatoriedade do ensino de Sociologia nas escolas de Ensino Médio; já na segunda parte a discussão girou em torno da formação do professor de Ciências Sociais e as consequentes análises sobre o currículo dos cursos superiores nessa área.

O seminário “As Ciências Sociais na Fronteira Sul: reflexões sobre o currículo e a formação do profissional em Ciências Sociais na UFFS” segue com debates na noite desta terça (14) e quarta-feira (15).

Currículo

Conforme o coordenador do curso de Ciências Sociais da UFFS – Campus Erechim, Cassio Cunha Soares, o Seminário foi gestado pelo Núcleo Docente Estruturante (NDE) do curso com o objetivo de produzir uma reflexão sobre o currículo e a consequente formação profissional dos egressos, de modo a embasar uma série de reformas do Projeto Pedagógico do Curso (PPC).

Segundo ele, esse processo de aperfeiçoamento curricular é constante e, neste momento, motivado por uma ampliação no número de docentes do curso no Campus Erechim, que possibilita contribuições afirmadas em diferentes bases teóricas, além das experiências já acumuladas nos mais de três anos de funcionamento do curso. “Pretendemos que o currículo do nosso curso atenda às especificidades da região onde nós estamos inseridos e da própria Universidade, a partir da missão dela de ser uma universidade diferenciada”, explicou.

Programação

4/05, às 19h15, no Auditório da UFFS – Campus Erechim

Intervenções:

“O currículo e a formação do sociólogo”, com prof. Cassio Cunha Soares (UFFS)

“O currículo e a formação do cientista político”, com prof. Douglas Alves (UFFS)

“O currículo e a formação do antropólogo”, com prof. Paulo Muller (UFFS)

 

15/05, às 19h15, na Sala de Reuniões do Seminário Nossa Senhora de Fátima

Intervenções:

“A formação do professor de Ciências Sociais para o ensino básico”, com prof. Thiago Ingrassia (UFFS)

“Metodologias de Pesquisa e Formação Geral e Complementar”, com profs. Daniel de Bem e Rodrigo Silva (UFFS)