Curso de História da UFFS promove palestra sobre a África

Publicado em: 22 de novembro de 2011 13h11min / Atualizado em: 05 de janeiro de 2017 09h01min

Na segunda-feira à noite (21), acadêmicos de História da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim participaram de uma palestra intitulada “Ouvindo a África: histórias de imigrantes vindos de Gâmbia”.

A atividade fez parte do aprendizado da disciplina de História da África.O palestrante foi Babu Gai, atualmente estudante na Escola Estadual Érico Veríssimo em Erechim, que veio ao Brasil com o intuito de estudar, trabalhar e conhecer de perto o país. Relatou experiências, localização, costumes, cultura, política e respondeu questões aos estudantes da UFFS sobre o seu país de origem, a Gâmbia.

Segundo Babu, ter incluído nos currículos dos cursos de História brasileiros a disciplina de História da África é importante e bonito. "Lá na África, nós também estudamos História do Brasil, da Europa, da Ásia, dos Estados Unidos, etc.”

Para o Coordenador do Curso de História da UFFS – Campus Erechim, Gerson Fraga, “a palestra foi uma oportunidade dos acadêmicos entrarem em contato com um pouco da cultura africana, através do relato, das vivências e das experiências do palestrante”.

Gâmbia

Denomina-se oficialmente República da Gâmbia. Possui aproximadamente 1,6 milhões de habitantes, cuja capital é Banjul. É uma República Presidencialista não democrática, sendo que cerca de 75% de sua população depende do cultivo da terra ou da criação de animais. Destaca-se também pelo turismo, principalmente pelas belas praias e as cidades de Bakau, Serrekunda, Yunum e Banjul.