Debate aborda “sociedade desescolarizada” na UFFS - Campus Erechim

Publicado em: 17 de dezembro de 2012 13h12min / Atualizado em: 05 de janeiro de 2017 13h01min

O Grupo de Pesquisa Anticapitalismos e Sociabilidades Emergentes (Gpase) e o Programa de Educação Tutorial (PET) Conexões de Saberes, da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim, realizam, nesta quarta-feira (19), um debate que tem como tema “Por uma sociedade desescolarizada? Diálogos com e a partir de Ivan Illich”. A atividade é aberta a todos os interessados e será realizada na sala dois da Universidade, a partir das 15h.

Conforme o coordenador do Gpase, Cassio Cunha Soares, a ideia é discutir, com base na obra de Ivan Illich, possibilidades de uma educação fundamentada em princípios críticos e anticapitalistas. Ele diz que tradicionalmente essas análises, no bojo dos movimentos populares, baseiam-se no pensamento de Paulo Freire. O debate propõe trazer reflexões de outros autores, “tensionando um pouco com a perspectiva de Paulo Freire” - explica.

No texto de Illich, selecionado para embasar o diálogo, o autor critica a institucionalização da educação, que tem sua materialidade nas escolas, e defende “outras formas de convivialidade, nas quais o processo de ensino e aprendizagem se baseie em valores e práticas de autonomia e protagonismo” - afirma Cunha Soares.

Diálogo

Para dar corpo ao debate, o coordenador do PET Conexões de Saberes, Thiago Ingrassia, e os estudantes bolsistas do programa participarão da conversa. O PET tem como um de seus alicerces o protagonismo dos estudantes advindos de classes populares, aliando ensino, pesquisa e extensão. Dentro de seu grupo de estudos, analisa autores que tratam de temas relacionados à educação sob a perspectiva popular.