Professora do Campus Erechim é uma das autoras de artigo publicado em revista internacional

Publicado em: 28 de novembro de 2013 13h11min / Atualizado em: 06 de janeiro de 2017 11h01min

A pesquisadora e professora da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim, Kátia Kellem da Rosa, é uma das autoras de artigo recentemente publicado na revista International Journal Remote Sensing. O trabalho, intitulado "Use of COSMO-SkyMed imagery for recognition of geomorphological features in the Martel Inlet ice-free areas, King George Island, Antarctica" – Uso de imagens de COSMO-SkyMed para o reconhecimento de características geomorfológicas nas áreas livres de gelo na enseada Martel, ilha Rei George, Antártica – está vinculado aos resultados das últimas expedições da pesquisadora à Antártica.

 Conforme ela, o artigo publicado no dia 22 deste mês e disponível via internet trata dos resultados do processamento digital de imagens Cosmo-SkyMed (sistema de satélites de monitoramento da terra), a qual representa uma inovação em termos de imageamento de radar, chegando a um metro de resolução espacial. “Como resultados inéditos, tem-se o desenvolvimento da metodologia com aplicação de filtragens direcionais para as pesquisas geomorfológicas em ambiente glacial, assim como a identificação e mapeamento de depósitos que evidenciam recentes mudanças nas condições ambientais relacionados com a retração, nas últimas décadas, de algumas geleiras localizadas na ilha Rei George, região marítima da Península Antártica”, explica.

A pesquisadora destaca que o periódico International Journal Remote Sensing é de “conceituado fator de impacto, onde publicam apenas artigos de destaque por inovação científica na área, constituída de um grupo de avaliadores que congregam renomados especialistas de Sensoriamento Remoto e Processamento Digital de Imagens”.

Kátia Kellem já realizou quatro expedições à Antártica, a última no primeiro semestre de 2013. Ela desenvolve uma série de pesquisas sobre o tema por meio de projetos desenvolvidos na UFFS – Campus Erechim, Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia da Criosfera (INCT) e Laboratório de Processos Sedimentares e Ambientais (Lapsa/UFF).