Seminário no Campus Erechim socializa pesquisas na área da Educação Integral

Publicado em: 15 de maio de 2014 13h05min / Atualizado em: 10 de janeiro de 2017 09h01min

As 47 pesquisas desenvolvidas pelos estudantes da especialização em Educação Integral oferecida na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim estão sendo socializadas em Seminário realizado nesta quinta (15) e sexta-feira (16). Conforme a coordenadora do curso, Maria Silvia Cristofoli, o objetivo é que a comunidade acadêmica e externa tenha conhecimento da produção realizada nos quase dois anos de trabalho dos estudantes, professores e demais pessoas envolvidas com as pesquisas.

O coordenador acadêmico da UFFS – Campus Erechim, Luís Fernando Santos Corrêa da Silva, que está respondendo pela direção, ressalta que dos 50 estudantes que ingressaram no curso, 47 apresentaram seus trabalhos de conclusão, um índice bastante elevado que revela a demanda por uma contínua capacitação na área. Ele também falou da prioridade dada, pela UFFS, aos cursos de formação de docentes, seja na graduação, pós-graduação ou em projetos de extensão.

O curso de especialização em Educação Integral oferecido na Universidade foi aberto por meio de Edital do Ministério da Educação e integra uma política de governo para a capacitação de professores do Ensino Básico, especialmente daqueles que atuam em programas de jornada ampliada ou educação integral.

Programação

Os professores Roberto Dias da Silva e Rodrigo Dias da Silva, coordenador adjunto do curso de pós-graduação, participaram, juntamente com a professora Maria Silvia, da mesa de abertura do “Seminário Regional de Educação Integral: Desafios à Escola Contemporânea”, realizada na manhã desta quinta-feira (15). Pela parte da tarde e noite acontecerão as sessões de apresentação dos trabalhos. O mesmo acontece na manhã desta sexta-feira.

O evento encerra na tarde desta sexta-feira (16), com palestra do professor e pesquisador da PUCPR, Lindomar Boneti, o qual tratará do tema “Desafios Sociais e políticos à escola contemporânea”.