5º Seminário Nacional de Licenciaturas em Educação do Campo acontece no Campus Laranjeiras do Sul

Publicado em: 10 de dezembro de 2015 08h12min / Atualizado em: 18 de janeiro de 2017 09h01min

A Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Laranjeiras do Sul está sediando, entre os dias 08 e 11 de dezembro, o 5º Seminário Nacional de Licenciaturas em Educação do Campo. Participam do evento mais de 600 pessoas, representando 85 instituições de ensino de todo o país.

O evento tem caráter de estudo, mobilização, articulação e luta política pela Educação do Campo, possibilitando o debate sobre aspectos que a envolvem e visando seu fortalecimento. Estão sendo discutidos durante o Seminário temas como: política educacional brasileira; especificidade da Educação do Campo; diretrizes e princípios político-pedagógicos da Educação do Campo; matriz formativa da LEdoC; escola e a formação dos camponeses; alternância; áreas de conhecimento; e o princípio da auto-organização dos educandos.

Para o vice-reitor, Antônio Inácio Andrioli, trata-se de um momento histórico. “Ao construirmos o Campus sabíamos da responsabilidade que era inaugurar esse espaço de construção do conhecimento dentro de um assentamento de reforma agrária. Com esse evento, podemos ter o reconhecimento nacional, inclusive da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) do Ministério da Educação (MEC). É um reconhecimento tanto para nossos cursos – Interdisciplinar em Educação no Campo – licenciatura, ofertadodesde 2010 na modalidade regular, e para o curso Interdisciplinar em Educação do Campo: Ciências Sociais e Humanas, que iniciou suas atividades em 2013, ofertado em regime de alternância – como para o Campus”.

A diretora do Campus Laranjeiras do Sul, Janete Stoffel, revela que “os organizadores do evento, que são de várias instituições do Brasil, entenderam que era fundamental o Seminário acontecer aqui em Laranjeiras do Sul, pela história da UFFS e do Campus, de como a Instituição se constituiu, por ser fruto de intensa articulação da região e dos movimentos sociais em prol da vinda da Universidade para a região. Além disso, outra motivação é a existência de dois cursos de Educação do Campo, sendo que um deles foi reconhecido pelo Ministério da Educação com a nota máxima (5). Contamos com uma ampla diversidade de estudantes, entre indígenas, acampados, assentados, trabalhadores do campo, entre outros. Isso tudo contribuiu para a escolha do nosso Campus como sede do evento”.

Janete destaca também que “essa 5ª edição do Seminário tem como foco principal discutir principalmente o fortalecimento e a qualificação da Educação do Campo. Sediar um evento como esse, que conta com a presença de aproximadamente 600 pessoas, é efetivamente importante para o Campus, para a UFFS e para todas as instituições que participam, pela representação que ele tem no Brasil inteiro e pela discussão que traz, a qual é tão importante para o desenvolvimento regional”, salienta Janete. A diretora comenta ainda que “é um evento nacional que coloca a UFFS em destaque no Brasil e isso é, sem dúvida, muito importante. Evidencia que temos condições, capacidade e competência para nos organizarmos e recebermos eventos deste porte”.

Em relação à participação dos professores e alunos do Campus Laranjeiras do Sul, a diretora enfatiza que “os professores e estudantes estão tendo a oportunidade de participar de palestras com profissionais oriundos de instituições de todas as regiões do país. Isso é excelente, pois o Seminário permite ouvir e trocar experiências, contribuindo para o fortalecimento da Educação do Campo”, finaliza Janete.

Organização

O 5º Seminário Nacional de Licenciaturas em Educação do Campo é organizado pela UFFS, juntamente com representantes de diversas instituições da Região Sul, com a contribuição da Universidade Federal do Paraná (UFPR) – Setor Litoral, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UFPR) – Campus Dois Vizinhos, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) – Campus de Tramandaí, Universidade Federal do Rio Grande (FURG), Movimentos Sociais do Campo, representantes de Instituições Universitárias em nível nacional e Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão do Ministério da Educação (MEC/Secadi).

Confira a programação do evento e outras informações: https://seminarionacionallecampo2015.wordpress.com/.