Campus Laranjeiras do Sul comemora primeiras defesas de Mestrado

Publicado em: 17 de fevereiro de 2016 08h02min / Atualizado em: 18 de janeiro de 2017 12h01min

A UFFS – Campus Laranjeiras do Sul vivenciou na terça-feira (16) um momento histórico. Aconteceram nesta data as primeiras defesas das dissertações do Programa de Pós-graduação em Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável (PPGADR).

A primeira defesa foi da mestranda Eliane Remor, que apresentou sua dissertação intitulada “Piscicultura orgânica: equivalência e harmonização das normas nacionais e internacionais e aplicabilidade do plano de manejo para certificação participativa em unidades familiares rurais”. A banca foi composta pelas orientadoras Maude Regina de Borba e Betina Muelbert e pelos docentes Aldi Feiden (Unioeste) e Gabriela Moura (UFFS/ Bolsista PNDP).

O trabalho de Eliane focou as normas orgânicas de produção e realizou uma comparação entre a norma brasileira e as normas internacionais. Segundo a mestranda, “a produção orgânica de pescado cresceu aproximadamente 1700% na última década e, com isso, vários países implantaram normas, inclusive o Brasil. Neste trabalho realizamos uma comparação entre as normas para identificar e conhecer aspectos que necessitam ser adequados. Foi analisada ainda a aplicabilidade da norma brasileira em propriedades familiares rurais, como uma forma de certificar a produção orgânica com o objetivo de diversificar a produção e a renda dos produtores familiares rurais da região” – destaca Eliane.

A segunda apresentação foi do mestrando José Simões Nunes, que defendeu a dissertação “A sustentabilidade de agroecossistemas de produção de peixes com enfoque agroecológico na agricultura familiar”. A banca de avaliação foi formada pela orientadora Betina Muelbert e pelos docentes Gilmar Franzener e Maude Regina de Borba da UFFS e, ainda, pelo professor Aldi Feiden da Unioeste.

A dissertação de Nunes abordou a questão da piscicultura agroecológica. “O tema trabalhado foi a sustentabilidade da piscicultura para a agricultura familiar. Analisamos os modelos de produção existentes na região, com ênfase no agronegócio e na agroecologia. No desenvolvimento do trabalho discutimos os modelos existentes com a finalidade de identificar o modelo mais viável para a agricultura familiar”, explica Nunes.

O PPGADR

O Programa de Pós-graduação em Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável (PPGADR), lançado em outubro de 2013, foi o primeiro instalado no Campus Laranjeiras do Sul. A primeira turma do curso iniciou as aulas em 2014. Atualmente o mestrado conta com duas turmas em andamento, sendo que a terceira iniciará as aulas no primeiro semestre deste ano.

O curso objetiva formar profissionais de elevada qualificação científica e tecnológica, a partir dos fundamentos proporcionados pela Agroecologia como nova área de conhecimento assentada na abordagem interdisciplinar, envolvendo aspectos teóricos, práticos e metodológicos que contemplem as relações sociais, ambientais e econômicas presentes na produção agrícola da agricultura familiar e camponesa, na perspectiva do desenvolvimento rural sustentável e apoio à tomada de decisão quanto à formulação e gestão de políticas públicas. O programa, organizado em duas linhas de pesquisa, possui como área de concentração a Agroecologia e o Desenvolvimento Rural Sustentável.