Laranjeiras do Sul: projeto de Extensão desenvolve programa de rádio voltado para a cultura indígena

Publicado em: 19 de novembro de 2015 08h11min / Atualizado em: 18 de janeiro de 2017 13h01min

O projeto de Extensão “Somos todos desta terra”, desenvolvido na UFFS – Campus Laranjeiras do Sul, lançou no início de novembro um programa de rádio voltado para o público indígena da região. O programa transmitido pela Rádio Campo Aberto, de Laranjeiras do Sul, pode ser ouvido aos domingos, a partir das 13h, e durante sua programação apresenta aspectos relacionados à cultura e à realidade indígena. Outro diferencial do programa é conteúdo nas línguas portuguesa, kaingang e guarani.

O objetivo do projeto é dar visibilidade e tornar conhecidas as etnias kaingang e guarani presentes na Reserva Indígena Rio das Cobras, localizada nos municípios de Nova Laranjeiras e Espigão Alto do Iguaçu (PR). Além disso, o projeto visa fomentar o respeito ao princípio da igualdade, conforme preconiza a Constituição Federal, e o respeito à diversidade cultural e étnica, bem como o respeito à tolerância.

Conforme a coordenadora do projeto, Nádia Teresinha da Mota Franco, “há um grande desconhecimento da sociedade local com relação às etnias kaingang e guarani, da Reserva Indígena Rio das Cobras, no que tange aos seus saberes, às suas necessidades, à cultura, à organização política, aos direitos e às potencialidades. É propósito deste trabalho demonstrar às comunidades da região que os indígenas são portadores dos mesmos direitos de todos os cidadãos brasileiros, acrescidos dos direitos previstos nos artigos 231 e 232 da Constituição Federal e demais dispositivos constantes na legislação ordinária e nos tratados internacionais sobre o tema, dos quais o Estado brasileiro é signatário”.

O programa é dividido em três momentos. No primeiro, são apresentadas informações gerais sobre a Reserva Indígena, tais como dados etnográficos, geográficos, culturais, históricos e econômicos. No segundo momento, é apresentado um texto da área de Economia, História, Direito ou Antropologia, preparado pela coordenadora do projeto, professores colaboradores, bolsistas e voluntários. A terceira parte é utilizada para divulgar a língua kaingang e guarani, com palavras e expressões relevantes para estas etnias. Todos os textos são veiculados nas três línguas, pela ordem: português, kaingang e guarani.

Colaboradores

O projeto conta com a colaboração de estudantes, professores e servidores técnico-administrativos da UFFS, além da parceria com a Rádio Campo Aberto de Laranjeiras do Sul.