UFFS Campus Laranjeiras do Sul e parceiros promovem Curso Nacional de Pedagogia do Movimento

Publicado em: 02 de fevereiro de 2015 08h02min / Atualizado em: 19 de janeiro de 2017 08h01min

Entre os dias 13 e 31 de janeiro de 2015, a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Laranjeiras do Sul, em parceria com a Associação de Cooperação Agrícola e Reforma Agrária do Paraná (ACAP) e o Setor de Educação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), promoveram o “Curso Nacional de Pedagogia do Movimento: a ação prático-teórica de educação nas áreas de reforma agrária”.

O curso, que aconteceu na Escola Latino Americana de Agroecologia (ELAA), localizada no Assentamento Contestado, no município da Lapa – PR, teve duração de dezenove dias e carga horária total de 136 horas. O objetivo da formação foi possibilitar a reflexão acerca dos princípios e fundamentos que orientam a construção da Educação do Campo nas áreas de reforma agrária, tendo por foco a implementação da Reforma Agrária Popular e o contexto da luta pela terra no Brasil.

O evento contou com a participação de oitenta educadores vinculados a assentamentos e a acampamentos de reforma agrária de nove estados brasileiros e abordou temas como Conjuntura da Educação Brasileira, Reforma Agrária Popular, Pedagogia do Oprimido, Pedagogia Socialista, Pedagogia do Movimento, Educação do Campo, Práticas Educativas nas Áreas de Reforma Agrária (Educação Infantil, Educação Básica e Educação de Jovens e Adultos), Arte e Cultura na Formação Humana e Método de Trabalho de Base.

Em sua programação, o curso integrou a vivência dos educadores junto às famílias assentadas, a visitação às práticas agroecológicas desenvolvidas no Assentamento Contestado, a realização de um conjunto de atividades culturais, que incluiu um passeio em Curitiba, além do desenvolvimento de diversas oficinas temáticas, com destaque para as oficinas vinculadas às práticas de saúde alternativa.

Para Alex Verdério, professor da UFFS e coordenador do curso de extensão, “a atividade, além de ser fundamental para o aprofundamento da reflexão acerca da educação na reforma agrária, evidenciou o papel da UFFS neste contexto, ampliando a interlocução e incidindo na formação de educadores de várias partes do Brasil”.