Técnicas de oratória e debates médicos são adotados em aulas do Campus Passo Fundo
Prática de debates tem como foco a qualificação do conteúdo das argumentações

Publicado em: 24 de outubro de 2017 10h10min / Atualizado em: 24 de outubro de 2017 10h10min

A partir das aulas do Componente Curricular Produção Textual Acadêmica, em que são estimuladas e trabalhadas técnicas e habilidades para estruturar e apresentar comunicações em eventos científicos médicos, e a partir de práticas vivenciadas em escolas americanas, o estudante da primeira fase João Lucas Rocha teve a ideia de propor a criação de um grupo de estudos sobre oratória médica, que servisse também para os estudantes experienciarem momentos de prática de debates com foco na qualificação do conteúdo das argumentações.

Aluno discursando aos colegas

 

Assim, o objetivo desse grupo é mesclar estudos sobre oratória médica e práticas semanais de debates. A metodologia inclui estudos conjuntos, debates, elaborações da experiência e encaminhamentos de estudos para os encontros seguintes. O grupo Oratória e Debates Médicos do Campus Passo Fundo objetiva, também, levar o nome da UFFS a futuras publicações e apresentações de trabalhos em eventos científicos médicos, apresentando os relatos de experiência dessas atividades.

Aluno discursando aos colegas

 

São trabalhadas técnicas de conscientização corporal e técnicas teatrais para o manejo de emoções aplicadas ao debate, já que os estudantes referem a necessidade de enfrentarem melhor o nervosismo em apresentações em público e, principalmente, durante o conflito de diferentes pontos de vista.

Aluno discursando aos colegas

 

Com 15 participantes, o grupo considera participar de competições nacionais e internacionais de debates e, além disso, que os debates passem a ser gravados para a produção de poadcasts a serem postados na internet e/ou veiculados em rádio. Helena de Moraes Fernandes e Gustavo Olszanski Acrani são os professores colaboradores.

Aluno discursando aos colegas