Perfil do Egresso

Perfil do Egresso:

O perfil do egresso do curso de Física – Licenciatura pauta-se nas Diretrizes Nacionais Curriculares para os cursos de Física (Parecer 1304/CNE/CES/2001), na Resolução 2/CNE/CP/2015 e na Resolução 2/CONSUNI/CGAE/2017 da UFFS. O egresso do curso Física – Licenciatura estará apto a:

a) Compreender os conceitos físicos em um nível que lhe permita abstraí-los, aplicá-los a problemas novos, conceber estratégias didáticas adequadas, perceber as inter-relações entre as diversas áreas da Física e demais áreas de conhecimento, incluindo as tecnologias, e compreender seus limites e bases epistemológicas;

b) Atuar na Educação Básica pública, nos anos finais do Ensino Fundamental assim como no Ensino Médio, além de outros espaços, como formador e disseminador do conhecimento científico na área de Física; compreender os princípios educacionais que subsidiam a ação docente enquanto prática pedagógica e social; empregar e reconstruir seus saberes docentes a partir da vivência escolar;

c) Integrar os conceitos físicos com os saberes docentes na sua atuação profissional, sem deixar de refletir sobre a própria prática e de reconhecer a necessidade de atualização contínua;

d) Relacionar a linguagem científica e a linguagem dos meios de comunicação com o processo de ensino de Física, fundamentando-se no domínio das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC's) no contexto educacional;

e) Desempenhar funções na gestão escolar e coordenação pedagógica, priorizando além de aspectos administrativos e financeiros, aspectos políticos, pedagógicos, culturais e sociais que envolvem o processo educacional.

f) Pautar-se com ética, responsabilidade e sensibilidade na qualidade de ser humano, cidadão e profissional, apresentando postura investigativa, integrativa e propositiva, a fim de contribuir para a superação de todos os tipos de exclusões sociais;

g) Desenvolver pesquisa e extensão de forma autônoma, reconhecendo seus princípios básicos, assim como as variadas formas de sua divulgação;

h) Prosseguir na pós-graduação, reconhecendo a produção de conhecimentos e a atitude investigativa como competências a serem promovidas no âmbito educacional e também como forma de atualização profissional e de formação continuada.