Campus Realeza lança grupo de estudos e práticas sustentáveis

Publicado em: 20 de abril de 2016 09h04min / Atualizado em: 11 de janeiro de 2017 09h01min

A criação de ecossistemas agrícolas produtivos, a utilização de métodos ecologicamente saudáveis e economicamente viáveis para responder as necessidades básicas humanas. Esses são conceitos básicos de Permacultura, tema que será trabalhado pelo Coletivo PermaBIO da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Realeza. O lançamento das atividades será no dia 27 de abril, às 15h30min, e à noite, às 20h30min.

Além da Permacultura, o coletivo também vai trabalhar com conceitos de Bioconstrução, Agroecologia e Economia Colaborativa. “Vamos criar um grupo de estudos que englobe a discussão destes temas para fomentar ações práticas na região de Realeza. Um dos objetivos do grupo é estimular as pessoas a buscarem práticas alternativas, que envolvam ações sustentáveis, em suas ações do cotidiano, como a compra coletiva de produtos agroecológicos, a criação de composteiras domésticas, o reaproveitamento de água da chuva, entre outros”, explica o biólogo da UFFS, membro do coletivo, Cássio Batista Marcon.

O Coletivo PermaBIO foi criado por servidores da Instituição preocupados com as temáticas da sustentabilidade. “A Direção do Campus Realeza sugeriu a criação de um espaço de convivência para a comunidade acadêmica. Vimos como uma excelente oportunidade para utilizar práticas alternativas de construção e implementar discussões no ambiente universitário sobre as temáticas relacionadas à Permacultura e, assim, surgiu o coletivo”, detalha o biólogo da UFFS, também membro do coletivo, Carlos Eduardo Cereto.

Para participar do Coletivo PermaBIO, basta acessar a página do Facebook do grupo “Coletivo PermaBIO UFFS”, conferir os horários das reuniões e as atividades desenvolvidas. Qualquer pessoa da comunidade acadêmica e da comunidade regional pode integrar o coletivo. Dúvidas podem ser enviadas para permaculturarealeza@gmail.com.