Realeza: Cinedebate busca conscientizar sobre abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

Publicado em: 23 de maio de 2016 09h05min / Atualizado em: 11 de janeiro de 2017 10h01min

O combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes foi tema do Projeto Cinedebate da UFFS – Campus Realeza. Na última sexta-feira (20), foi exibido o filme “Anjos do Sol”, que retrata a história de uma menina de 12 anos que sofre uma série de abusos ao longo da infância. O debate incentivou a conscientização sobre o tema e serviu de alerta para o perigo dos abusos contra crianças e adolescentes.

Durante as discussões, os participantes fizeram uma reflexão sobre as questões de gênero, a naturalização de padrões, assim como questionamentos às redes de apoio às vítimas, à educação sexual na sociedade e  culpabilização da vítima. Para alguns participantes o debate foi uma forma de desabafo, pois puderam relatar abusos sofridos na infância e na adolescência.

"Quando falamos do cenário da violência sexual, como um todo, geralmente a vítima é culpabilizada. Isso é chocante, pois consideramos que o problema da violência seja a vítima e não o abusador. Não raro, quando a vítima busca ajuda, ela é questionada, por exemplo, sobre o que estava vestindo, o que estava fazendo, como estava se comportando, como se isso provocasse a violência. Isso é muito grave", comentou a professora da UFFS e psicóloga, Renata Orlandi.

O evento contou com a presença da comunidade acadêmica e regional, assim como representantes da rede social de proteção, entre eles o Conselho Tutelar de Realeza. De acordo com esse órgão, foram registrados seis casos de abuso sexual de crianças e adolescentes no município, no período de um ano.

Para denunciar qualquer situação de abuso ou exploração sexual de crianças e adolescentes, existe o serviço nacional DISQUE 100. O mesmo número também pode ser usado para denunciar violência contra pessoas idosas, pessoas com deficiência, lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros,pessoas em situação de rua e outros, como quilombolas, ciganos, índios, pessoas em privação de liberdade.