Campus Chapecó coordena edição verão 2015 do VER-SUS e recebe universitários do Sul do Brasil

Publicado em: 06 de fevereiro de 2015 09h02min / Atualizado em: 10 de janeiro de 2017 15h01min

No período de 30 de janeiro a 07 de fevereiro realiza-se a edição Oeste de Santa Catarina / Verão 2015 das vivências e estágios na realidade do Sistema Único de Saúde (VER-SUS). Trata-se de um projeto estratégico do Ministério da Saúde cujo objetivo é proporcionar a aproximação dos estudantes de várias áreas do conhecimento ao cotidiano do SUS.

Participam dessa edição 30 alunos de nove universidades do Rio grande do Sul e Santa Catarina (UFFS, UDESC, UNOCHAPECÓ, UNOESC, UFSC, UNIVALI, UNIPLAC, UNIVILLE e UNISC) e do SENAC, envolvendo diferentes cursos: Medicina, Enfermagem, Farmácia, Psicologia, Odontologia, Nutrição, Educação Física, Fonoaudiologia e Ciências Econômicas, além do Curso Técnico em Enfermagem. 

A recepção dos estudantes aconteceu com um luau cultural em São Carlos, onde estão hospedados. Ao redor de uma fogueira, docentes e estudantes abordaram especificidades do povo, da cultura e da economia do Oeste catarinense, a fim de situar os participantes de outras regiões sobre uma realidade distinta e suas implicações à saúde dos oestinos.

Da UFFS são 5 estudantes do curso de Enfermagem, que atuam na organização do evento e como facilitadores: Angela Gomes, Aldair Weber, Lilian Baseggio, Ianka Celuppi e Camila Dervanoski.

Facilitador é o estudante que já tem experiência no VER-SUS e atua no processo político-pedagógico junto aos estudantes das universidades envolvidas no projeto. Entre suas atividades, eles ajudam a problematizar as experiências vivenciadas pelo grupo, auxiliam em questões de convivência do grupo imerso e de articulação com as comissões organizadoras. 

Nesta sexta-feira (06), das 14h às 16h, a atividade principal denomina-se "devolutiva", que é uma forma de os estudantes, a partir das vivências e reflexões, abordarem de diversas maneiras (expressões artísticas, relatos, cartazes) o aprendizado que o VER-SUS proporcionou.

Trata-se da segunda edição no Oeste; a primeira realizou-se em agosto de 2014, com mais de 100 participantes, entre viventes, facilitadores e comissão organizadora. A coordenadora dessa edição, Larissa Hermes Thomas Tombini, professora da UFFS, esclarece que “o projeto VER-SUS está institucionalizado na Pró-Reitoria de Extensão, convergindo com o compromisso da UFFS de conduzir todo o processo aqui no Oeste nos próximos anos”.

A representante da Rede Unida, professora da UFFS, Izabella Barison Matos, informa que o Ministério da Saúde financia o VER-SUS, com a atuação da Rede, em parceria com universidades e organizações. Ao avaliar os impactos do projeto na formação dos participantes, Izabella destaca “a possibilidade de estudantes vivenciarem e conhecerem os êxitos e os limites dos serviços, o que propicia reflexões sobre a multidisciplinaridade, o trabalho em equipe e a visão mais ampliada do conceito de saúde”.

Os docentes envolvidos salientam que o VER-SUS oportuniza experimentação em novos espaços de aprendizagem, que é o cotidiano das redes e dos serviços de saúde, tarefa que deve ser sistematicamente realizada no dia a dia dos cursos, como parte do currículo, em período letivo regular.

Participação no VER-SUS

Em períodos de férias de verão e de inverno estudantes, previamente inscritos em editais, participam de vivências em diferentes cenários dos serviços de saúde e de outros espaços da comunidade. Assim, em torno de 7 dias, realizam atividades, acompanhados de facilitadores – acadêmicos que já vivenciaram essa experiência, devidamente apropriados da metodologia e do conhecimento, com a supervisão de VER-SUS.

Atividades

São agendadas previamente visitas a diferentes espaços da saúde e da comunidade nos quais estudantes interagem com profissionais, com a gestão e usuários do SUS. A intenção é oportunizar o conhecimento de diferentes iniciativas de gestão em saúde, formação/ensino, assistência e atuação do controle social, as quais contribuem para o aprimoramento do SUS e da formação dos estudantes.

Espaços

Durante a edição verão 2015 as vivências envolvem Unidades Básicas de Saúde (UBS), Corpo de Bombeiros, SAMU, Centro de Referência em Direitos Humanos, Hospitais, Unidade de Pronto Atendimento (UPA), CRAS, CEREST, Ambulatório de Lesões de Pele, Aldeia Condá, propriedade rural, HEMOSC, APAE, Clínica da Mulher, Aurora, entre outros espaços.