Equipe da UFFS retorna da Operação Itacaiúnas, do Projeto Rondon Nacional

Publicado em: 07 de agosto de 2015 09h08min / Atualizado em: 10 de janeiro de 2017 17h01min

A equipe da UFFS que participou do Projeto Rondon – Operação Itacaiúnas entre os dias 17 de julho e 2 de agosto no município de Xinguara, no estado do Pará, já está de volta e, como não podia ser diferente, encantada com a experiência rondonista.

As ações desenvolvidas pelo grupo, composto de oito estudantes e duas docentes, foram realizadas no próprio município de Xinguara. Por meio de oficinas, palestras, produção de material gráfico e outras intervenções, a equipe atuou em quatro áreas: comunicação, meio ambiente, trabalho e tecnologia e produção.

Acomodada no 52º Batalhão de Infantaria de Selva (52º BIS), a equipe participou da distribuição de material informativo, construção de fossa séptica, oficinas de capacitação na elaboração de projetos e orientação para construção de horta escolar.

De acordo com o professor Marcos Roberto dos Reis, que acompanhou a equipe, a viagem foi muito proveitosa em todos os sentidos. “Teve muito companheirismo e espírito de equipe. A equipe foi bem organizada e estava preparada para todas as atividades. Foi gratificante poder oferecer e receber conhecimento junto às comunidades de Xinguara”.

Para o acadêmico do Curso de Letras: Português e Espanhol do Campus Realeza, Willian Henrique Cândido Moura, participar do Rondon lhe permitiu ampliar sua visão de mundo. “Pude ver pessoalmente que o Brasil é um país multicultural, tão vasto em belezas naturais e repleto de pessoas que querem/têm vontade de mudar o mundo mesmo que com pequenos gestos. A alegria e o contentamento no olhar das pessoas, principalmente nas localidades de difícil acesso, me fez ver que tudo o que planejamos, organizamos e criamos no decorrer das reuniões, valeu a pena. São os pequenos gestos, como uma música cantada em agradecimento, uma faixa de boas-vindas em uma escola, ou até mesmo um simples muito obrigado que me fazem ver que ainda existem pessoas que se importam com o futuro”.Rodrigo Novakoski, estudante do curso de Agronomia do Campus Laranjeiras do Sul ressalta que vivenciar o Rondon é uma oportunidade singular de exercer e fazer valer o papel de cidadão brasileiro. “Durante esses 15 dias de operação tive a oportunidade de conhecer uma parte do Brasil que dificilmente conheceria de outra forma, conheci também pessoas que jamais eu teria visto, com quem não teria conversado, abraçado e que agora fazem parte da minha vida e da minha memória. Fatos e vivências que sempre ficarão marcados em minha vida”, contou.

Essa foi a primeira vez que a UFFS participou de uma operação do Rondon Nacional, organizado pelo Ministério da Defesa.