Matrículas para o Programa de Acesso e Permanência dos Povos Indígenas iniciam na terça-feira (27)

Publicado em: 26 de janeiro de 2015 09h01min / Atualizado em: 10 de janeiro de 2017 14h01min

Os classificados em primeira chamada no Processo Seletivo Especial do Programa de Acesso e Permanência dos Povos Indígenas (PIN) têm os dias 27 e 28 de janeiro para realizarem as matrículas. O procedimento deverá ser feito pessoalmente, ou por seu procurador, nas Secretarias Acadêmicas dos campi Chapecó (SC), Erechim (RS), Cerro Largo (RS), Realeza (PR) e Laranjeiras do Sul (PR), no horário das 8h às 11h30 ou das 13h às 16h30.

Os endereços dos campi da UFFS para efetivação da matrícula, bem como os documentos necessários podem ser conferidos no Edital Nº 805/UFFS/2014. Também está disponível o Modelo de Autodeclaração para Matrícula. No caso de não apresentação de qualquer um dos documentos solicitados, o candidato perde o direito à matrícula.

Auxílios

Na mesma oportunidade, depois de efetivarem as matrículas, os estudantes já podem encaminhar junto ao Setor de Assuntos Estudantis (SAE) do campus duas modalidades de auxílios financeiros. Um deles, o Programa Bolsa Permanência – MEC, é destinado exclusivamente a estudantes indígenas. O cadastro pode ser feito pelo endereço http://bolsas.mec.gov.br, com apresentação dos seguintes documentos: Autodeclaração do candidato; Declaração de sua respectiva comunidade sobre sua condição de pertencimento étnico, assinada por pelo menos três lideranças reconhecidas; Declaração da Fundação Nacional do Índio (FUNAI) que o estudante indígena reside em terras indígenas ou comprovante de residência em comunidade indígena.

O segundo auxílio pode ser solicitado mediante preenchimento de cadastro socioeconômico para comprovação de condição de vulnerabilidade socioeconômica e, assim, concorrer aos auxílios financeiros oferecidos pela UFFS. A documentação necessária para inscrição está disponível na Resolução Nº 001/2011/CONSUNI/CE.

Caso as vagas não sejam preenchidas nesta primeira chamada, uma segunda chamada está prevista para o mês de fevereiro.