UFFS recebe representante da organização alemã Pão Para o Mundo
Stig Tanzmann visitou três campi da UFFS nos três estados do Sul do Brasil

Diretoria de Comunicação

Publicado em: 23 de março de 2018 14h03min / Atualizado em: 23 de março de 2018 17h03min

A Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) recebeu, nesta semana, a visita do especialista em agricultura Stig Tanzmann, do departamento de Políticas Internacionais da organização alemã Pão Para o Mundo (Brot für die Welt).

O objetivo da visita foi conhecer a Universidade, uma vez que esta busca cooperação internacional, através de parceiros da Pão Para o Mundo, para continuidade dos cursos de Educação do Campo mantidos pela Instituição nos campi Laranjeiras do Sul, no Paraná, e Erechim, no Rio Grande Sul.

O vice-reitor da UFFS, Antônio Inácio Andrioli, esteve na sede da Pão Para o Mundo em janeiro para a entrega dos projetos de cooperação. “Stig participou, com uma delegação alemã, do Fórum Social Mundial 2018, que aconteceu recentemente na Bahia. Aproveitando sua vinda ao Brasil, ajustamos com ele um roteiro para conhecer a UFFS e as comunidades em seu entorno, principalmente aquelas ligadas às práticas agroecológicas. Em janeiro estive na sede da organização, em Berlim, para a entrega dos projetos para cooperação com a Pão Para o Mundo. Então, essa visita, agora, é mais uma forma de estreitarmos os laços e de a organização conhecer, na prática, a realidade da UFFS e também das nossas entidades parceiras, que já são apoiadas por eles, como a CAPA e a Assessoar, aponta Andrioli.

Ele cumpriu agenda nos três estados do Sul do Brasil, passando pela UFFS nos campi Chapecó, Erechim e Laranjeiras do Sul. Em Chapecó, Stig conheceu o Campus e conheceu uma propriedade em transição agroecológica, além de conversar com professores e direção do Campus sobre projetos nesta área. Em Laranjeiras do Sul, Stig conheceu o projeto da UFFS para a Educação do Campo e também participou de agendas no Ceagro e em assentamentos da região.

Em Erechim, uma das atividades foi uma reunião com membros do Colegiado do Curso Interdisciplinar em Educação do Campo, professores, representantes de acadêmicos, representantes da Funai, MAB e MST, lideranças indígenas e direção do Campus. Segundo o coordenador do Curso, professor Denilson Silva, “o objetivo foi contextualizar os propósitos da criação da licenciatura em Educação do Campo no Brasil, apontar as especificidades culturais e sociais dos acadêmicos que procuram o Curso, a dimensão social e política da importância da formação para o fortalecimento da Educação Básica no campo aos filhos de camponeses e dos povos tradicionais e as necessidades estruturais que envolvem não somente o acesso de tais populações à Universidade mas, sobretudo, a permanência com qualidade e sucesso”.

Para Denilson, a visita da Pão Para o Mundo à UFFS aponta para a consolidação da cooperação. “Avalio como muito positiva a visita de Stig Tanzmann ao Campus. “O apelo social que o Curso tem e a presença de movimentos sociais e indígenas tem nos impulsionado a construir alternativas. Movimento que tem sido acompanhado de perto pela reitoria, especialmente através do vice-reitor que, a partir de sua boa relação com instituições alemãs, tem nos apontado caminhos para que possamos superar dificuldades a médio prazo. Mas, para além de questões estruturais e que envolvem recursos, o estreitamento de relações institucionais, culturais e acadêmicas seguramente poderão promover o fortalecimento da Agroecologia no curso e a trocas de experiências no processo formativo e produtivo da Universidade, do CAPA (no caso do curso em Erechim), da comunidade regional e da própria Pão Para o Mundo”, comenta o professor.

Stig, por sua vez, elogia a forma como foi construída e como atua a UFFS, especialmente em relação aos movimentos sociais. “A UFFS é um exemplo marcante para nós enquanto fruto da mobilização popular, pois foi criada por movimentos sociais, que a Pão Para o Mundo historicamente apoia. A forma de atuação da UFFS é muito próxima àquilo que a Pão Para o Mundo proporia como modelo de atuação universitário, mantendo uma relação intrínseca com a sociedade. O principal objetivo dessa visita é verificar como que os parceiros da Pão Para o Mundo no Brasil, como o CAPA e a Assessoar agem em relação à Universidade e como a Universidade atua junto a eles. Queremos compreender essa relação, a fim de ver como poderemos alinhar uma cooperação, através deles, uma vez que a nossa organização não consegue subsidiar instituições integrantes do quadro do Governo Federal, como é o caso da UFFS. Fiquei muito feliz com o que vi aqui, a partir de agora eu certamente terei mais subsídios para argumentar e defender a proposta de parceria entre as organizações envolvidas com a UFFS e a Pão Para o Mundo”, diz.

O vice-reitor da UFFS explica que as considerações de Stig sobre a visita à UFFS e às comunidades do Sul do Brasil comporão um relatório. “O resultado da visita integrará um relatório que está sendo produzido para o 2º Simpósio Internacional sobre Agroecologia da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) que será realizado em Roma, em abril. Nesse simpósio, Stig Tanzmann apresentará a experiência a UFFS nesse sentido”, finaliza Andrioli.

Além dos campi UFFS, Stig Tanzmann participou de encontros com movimentos sociais, conheceu assentamentos e visitou propriedades em transição agroecológica e também participou a 53ª assembleia da Assessoar.

 

Galeria de Imagens: