Vice-reitor fala sobre UFFS em Semana do Magistério



Publicado em: 05 de novembro de 2010 09h11min / Atualizado em: 20 de março de 2017 10h03min

Vice-reitor da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) palestrou na abertura da 13ª Semana do Magistério da Escola Estadual de Ensino Básico Nossa Senhora da Salete, em Maravilha, na noite do dia 26 de outubro. Jaime Giolo falou para estudantes e professores da escola sobre o “Compromisso da UFFS no Desenvolvimento Regional: aspectos históricos, políticos e institucionais”. Neste ano em que a escola completa 35 de atividades voltadas à formação de professores, o dirigente da UFFS, nas palavras iniciais, exaltou o trabalho de formação de professores exercido por escolas como a Nossa Senhora da Salete, em especial por “organizar as vocações dos alunos em direção ao nível superior, lançando bases para a realização de pós-graduação na área”.

Quando começou a falar sobre a UFFS, lançou um desafio aos presentes: agora que a conquista de uma universidade pública já é uma realidade na região, é preciso participar dela. “Com a chegada da UFFS, é possível que um filho de agricultor familiar ou de um trabalhador de indústria consiga frequentar um curso superior. Gerações anteriores não vislumbravam esse universo”, comentou o vice-reitor da UFFS. Em seguida, Giolo apresentou uma panorâmica sobre o sistema e ensino superior no Brasil nas últimas décadas, com ênfase para o fato de que cada vez mais é preciso conhecimentos diversos e saberes complexos para a entrada no mercado de trabalho. E o diploma, neste contexto, tornou-se imprescindível. Conforme Giolo, a UFFS veio na esteira do desafio nacional de fazer instituições de bom nível para esferas da sociedade menos favorecidas economicamente. “A falta de diploma não pode ser empecilho para o jovem deixar de entrar no mercado de trabalho”, ponderou.