Equipe do Campus Chapecó chega à fase nacional da Maratona de Programação
A final nacional ocorre nos dias 10 e 11 de novembro em Foz do Iguaçu-PR

Assessoria de Comunicação do Campus Chapecó

Publicado em: 26 de setembro de 2017 11h09min / Atualizado em: 02 de outubro de 2017 14h10min

Felipe Chabatura Neto, João Paulo Castilho e Leonardo Tironi Fassini, orientados pelo professor Emilio Wuerges, do Clube de Programação da UFFS – Campus Chapecó, “ABNT Tigers”, classificaram-se na fase regional, realizada no início de setembro, para a final nacional da Maratona de Programação, que será realizada nos dias 10 e 11 de novembro, em Foz do Iguaçu-PR. Neste ano ocorre a 22ª edição da Maratona.

A Maratona de Programação é um evento da Sociedade Brasileira de Computação e existe desde 1996. Destina-se a alunos de cursos de Graduação e início de Pós-Graduação na área de Computação e afins, como Ciência da Computação, Engenharia da Computação, Sistemas de Informação, Matemática etc. A competição promove nos estudantes a criatividade, a capacidade de trabalho em equipe, a busca por novas soluções de software e a habilidade de resolver problemas sob pressão.
Para realizar as inscrições, o time deve ter um representante da instituição a qual pertence, que é denominado “coach”. Este responsável é o único interlocutor da equipe junto à organização da Maratona. Ele atesta os requisitos dos estudantes, faz o cadastro dos membros e providencia o pagamento da taxa de inscrição. Emilio Wuerges, coach da equipe da UFFS – Campus Chapecó, ressalta a visibilidade que esse evento dá aos estudantes, tanto academicamente quanto para as grandes empresas, que dão oportunidades empregatícias aos participantes.
Os times são compostos por três estudantes que tentarão resolver durante cinco horas o maior número possível dos 10 ou mais problemas que são entregues no início da competição. Os competidores devem colaborar para descobrir os problemas, projetar os testes e construir as soluções.
Felipe, João Paulo e Leonardo, da equipe classificada da UFFS – Campus Chapecó, destacam a estratégia do time ao tentar resolver os 13 problemas dispostos na fase regional: no começo da prova separar os problemas, tentando resolver os mais fáceis primeiros e depois se unir para resolver juntos os mais difíceis. Ainda destacam que apesar de treinarem juntos há pouco tempo, quando os três se reúnem conseguem identificar cada um uma tarefa, fazendo com que o desenvolvimento da atividade flua melhor. E para aprimorar os conhecimentos para a fase final, a equipe está organizando treinos semanais, simulando o ambiente da competição e a resolução de problemas.
A maratona possui duas etapas: a primeira trata-se da etapa regional, na qual os estudantes da UFFS – Campus Chapecó conseguiram conquistar uma vaga para a segunda etapa, que é a nacional. Nesta eles competem para se tornarem um dos seis times que participarão das finais mundiais do evento.
Os estudantes classificados, Felipe, João Paulo e Leonardo, se mostram ávidos a se superar na etapa nacional, conquistar um espaço relevante na Maratona de Programação para si mesmos e para a Instituição, ainda mais considerando o nível alto dos participantes e da competição no âmbito nacional. A final é organizada pela Fundação Parque Tecnológico de Itaipu (PTI), Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA).