Acadêmicas do Campus Erechim têm artigos premiados em Seminário Nacional

Publicado em: 17 de dezembro de 2013 13h12min / Atualizado em: 06 de janeiro de 2017 12h01min

Duas acadêmicas do curso de Engenharia Ambiental da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim tiveram artigos premiados em concurso realizado pelo “Seminário Antártica, 2048 - Mudanças Climáticas e Equilíbrio Global”. O concurso atraiu inscrições de estudantes de universidades públicas ou privadas de todo o Brasil.

 O artigo “Variações climáticas e o impacto destas no ambiente glacial - Ilha Rei George – Antártica", de autoria da acadêmica do sétimo semestre do curso de Engenharia Ambiental, Vanessa Luisa Freiberger, foi escolhido como segundo melhor artigo inscrito. Fabiane Fernanda Czapela, acadêmica do quinto semestre do curso, e autora do artigo "Estudo das mudanças ambientais nas áreas livres de gelo da Península Fildes, Ilha Rei George, Antártica", foi premiada com o terceiro lugar. A primeira colocação ficou com Hugo Matheus da Silva, estudante de Engenharia Mecânica da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), pelo artigo "O Brasil também é um pedaço da Antártica". Além de premiação em dinheiro, os três trabalhos vencedores serão publicados no livro “Antártica, 2048”, juntamente com os artigos e apresentações dos palestrantes do evento.

“Me sinto muito feliz pelo reconhecimento do nosso trabalho, e ainda mais por saber que o concurso teve abrangência nacional, o que significa que estar entre os três melhores é uma conquista enorme para nós”, destaca Fabiane.

Para Vanessa, a premiação trouxe motivação para continuar com as pesquisas na área. “Essa premiação abre mais um caminho nessa área de pesquisa, que só tem crescido e ainda se mostra como uma grande oportunidade de atuação profissional e científica”.

As duas estudantes são bolsistas de projetos de iniciação científica e extensão coordenados pela pesquisadora e professora da UFFS – Campus Erechim Kátia Kellem da Rosa, que já realizou quatro expedições à Antártica, a última no primeiro semestre de 2013. Ela desenvolve uma série de pesquisas sobre o tema por meio de projetos desenvolvidos na UFFS – Campus Erechim, Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia da Criosfera (INCT) e Laboratório de Processos Sedimentares e Ambientais (Lapsa/UFF). Para a professora Kátia a participação de estudantes neste tipo de evento é importante “para a divulgação dos seus resultados de pesquisa e também para a ampliação da inserção e reconhecimento de seus trabalhos nas áreas que atuam”.

Sobre o prêmio

O Prêmio “Antártica, 2048 – Mudanças Climáticas e Equilíbrio Global” foi uma iniciativa do Seminário Antártica, 2048, realizado com patrocínio da Petrobras. Contou com o apoio do Centro Polar e Climático da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Instituto Oceanográfico da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) e o da Universidade de São Paulo (USP), Associação de Pesquisadores e Educadores em Início de Carreira sobre o Mar e os Polos – APECS-Brasil. O prêmio teve por objetivos motivar a pesquisa no continente Antártico, investir em estudantes e jovens pesquisadores, e popularizar as discussões relacionadas ao continente gelado através da premiação de textos inéditos. O resultado foi divulgado dia seis de dezembro.

Sobre o Seminário Antártica, 2048

As mudanças climáticas e o continente gelado da Antártica foram temas do Seminário que ocorreu no dia nove de novembro, em Porto Alegre. Cientistas, pesquisadores e outros especialistas avaliaram questões relacionadas ao clima e ao equilíbrio global em uma perspectiva de futuro. O seminário também trouxe especialistas que relataram sobre a presença brasileira na Antártica.O evento reuniu 11 especialistas no tema, como o navegador Amyr Klink e o glaciologista, cientista e explorador polar, professor da UFRGS e uma das mais importantes referências da pesquisa antártica no Brasil e o no mundo, Jefferson Simões.