Campus Erechim oferece curso de extensão na área de Gestão Local e Políticas Públicas

Publicado em: 02 de julho de 2013 13h07min / Atualizado em: 06 de janeiro de 2017 09h01min

Estão abertas, até a próxima sexta-feira (5), as inscrições para o segundo módulo do curso de extensão em Gestão Local e Políticas Públicas, oferecido pela Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim. Mesmo quem não participou do primeiro módulo poderá se inscrever para o segundo, tendo em vista que os módulos são independentes.

Voltado para profissionais da gestão pública – prefeituras, câmaras municipais e outros órgãos públicos – além de estudantes e demais interessados, o módulo terá como tema “Regras e procedimentos democráticos de participação do cidadão: análise das políticas públicas voltadas ao meio urbano” e será trabalhado pelo professor Clovis Schmitt Souza.

A carga horária será de 20 horas e os encontros serão realizados nos dias 6 e 13 de julho, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 17h, na UFFS – Campus Erechim (Sala de Aula 1A, bloco anexo ao seminário Nossa Senhora de Fátima).

Serão disponibilizadas 40 vagas. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas através do bloggestaopublicalocal.blogspot.com.br.

Sobre o curso

O curso Gestão Local e Políticas Públicas é promovido pelo projeto de extensão da UFFS – Campus Erechim “Curso de Extensão Gestão Urbana e Formulação, Implementação e Avaliação de Políticas Públicas”. É dividido em quatro módulos de 20 horas cada. Os interessados poderão se inscrever em um ou mais módulos, recebendo a certificação de acordo com a carga horária cursada.

Durante o curso, serão tratados os seguintes temas: elaboração de políticas públicas no nível local, inter-relações com o governo federal, análises estratégicas, estudos de projetos do Ministério das Cidades, instrumentos e mecanismos de implementação, diagnósticos, proposições, linhas de financiamento e avaliação, além dos processos, diretrizes e perspectivas teóricas sobre o processo de formulação de políticas públicas no Brasil.

Segundo Souza, que também é coordenador do projeto, o objetivo é contribuir para o desenvolvimento de um processo de formação continuada do corpo técnico, estudantes e demais interessados no assunto. O primeiro módulo foi realizado no mês de junho com o tema “Avaliação de instituições participativas como política pública: parâmetros e resultados”.