Cerca de 140 trabalhos de Ensino, Pesquisa e Extensão socializados em evento no Campus Erechim

Publicado em: 11 de outubro de 2013 13h10min / Atualizado em: 06 de janeiro de 2017 11h01min

Foi aberta oficialmente na noite desta quinta-feira (10) a fase local do III Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão (Sepe) da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim. Durante esta sexta-feira (11) os autores dos 140 trabalhos inscritos terão a oportunidade de socializá-los em sessões públicas de apresentações. Todos os resumos são resultado de atividades realizadas na Universidade no último ano ou que tiveram alguma ação desenvolvida nesse período.

A abertura do evento, realizada no ginásio da Escola Estadual José Bonifácio (JB), contou com atividades culturais e palestra com a pró-reitora da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), Angela Maria de Souza. Ela falou sobre “Pesquisa e Extensão na Universidade: caminhos possíveis”. Em sua colaboração, a professora tratou da relação Pesquisa/Extensão e de algumas das problemáticas do desenvolvimento de projetos nessas áreas, as quais de alguma forma envolvem a comunidade externa.

“Não há como fazer um bom projeto de extensão sem pesquisa, sem uma boa base de pesquisa, mas extensão não é apenas estar na comunidade, é principalmente como se dá a relação com essa comunidade. Um bom projeto de extensão, muitas vezes, faz o caminho inverso, traz a comunidade para dentro da Universidade”, disse Angela Maria.

Para ela universidades novas, ainda em consolidação, como a Unila e a UFFS, têm uma vantagem nesse sentido, porque possuem espaço para desenvolver novas relações com as comunidades nos seus entornos e mesmo com a comunidade acadêmica, repensando o sentindo de universidade e como outros saberes, além dos científicos e acadêmicos, entram na instituição. A palestra foi organizada pelo Núcleo de Apoio Pedagógico (NAP) do Campus Erechim.

O pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação da UFFS, Joviles Trevisol, que participou da abertura, destacou o número significativo de trabalhos inscritos no III Sepe no Campus Erechim. “Nos entusiasma muito ver que a Universidade Federal da Fronteira Sul ganha ritmo em várias áreas, especialmente na área acadêmica”, pontuou.

O diretor do Campus Erechim, Ilton Benoni da Silva, destacou a oportunidade gerada com o Seminário de provocação para o debate e para a crítica dos trabalhos realizados. Além disso, a sistematização das reflexões para as apresentações, na opinião do diretor, é um momento relevante de revisão das análises produzidas e de avanço diante do diálogo com outros estudantes e professores. “Bachelard [filósofo francês] diz que a melhor forma de aprender é ensinar”, disse Benoni.

O coordenador acadêmico do Campus Erechim Luís Fernando Santos Corrêa da Silva também integrou a mesa de abertura, representando o grupo organizador da fase local do III Sepe.

Os trabalhos que se destacarem durante a fase local do Sepe em cada um dos campi da UFFS serão selecionados para a fase geral do Seminário, que será realizada no Campus Chapecó em novembro.

Inscrições para ouvintes

As inscrições para ouvintes nas sessões de apresentação de trabalhos serão realizadas nos horários das atividades nos seguintes locais: entrada do prédio anexo, hall do segundo piso do Seminário e Escola Estadual Érico Veríssimo.