Projeto de Extensão do Campus Erechim resgata memória dos Cinemas da cidade

Publicado em: 15 de julho de 2013 13h07min / Atualizado em: 06 de janeiro de 2017 10h01min

As antigas salas de cinema de Erechim são o ponto de partida de um projeto de extensão mobilizado por estudantes e professores da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) –Campus Erechim. O projeto de extensão “Patrimônio Material e Imaterial: os cinemas de Erechim” pretende, a partir desse tema motivador, discutir com a comunidade acadêmica e externa questões relativas ao patrimônio histórico imaterial e material na região do Alto Uruguai.

Conforme a professora da UFFS – Campus Erechim, e uma das coordenadoras do projeto, Josicler Alberton, para tanto estão sendo realizados levantamentos de fontes documentais (fotos antigas, recortes de revistas, projetos arquitetônicos) e orais (usuários) a partir das quais buscar-se-á reconstituir a trajetória histórica dos cinemas.

Para embasar as atividades de pesquisa, e também envolver a comunidade, o Projeto de Extensão, com o apoio do Arquivo Histórico Municipal, está realizando uma campanha para reunir acervo. Para isso espera contar com a contribuição dos moradores de Erechim que possuem fotografias, documentos, indicação de livros, e outros materiais sobre os cinemas que existiram na cidade (Cine Central (1919), Cine Avenida (1930), Cine Apollo/Ideal (1935), Cine Luz (1956), cinema ambulante do Sesi (décadas de 50 a 70) e o Café Grazziotin).

Quem quiser colaborar, pode levar o material até o Arquivo Histórico (na Avenida Pedro Pinto de Souza, n°100, Centro de Erechim), onde ele será escaneado, catalogado e devolvido aos proprietários.

O acervo de dados resultante desse levantamento será objeto de divulgação e debate em eventos abertos ao público, organizados conjuntamente com instituições parceiras, e também ficará disponível para futuras pesquisas no Arquivo Histórico.

Um desses encontros foi realizado no dia 26 de junho, envolvendo entidades que atuam na área da preservação do patrimônio em municípios da região, professores e estudantes da UFFS.

Grupo de Estudos

Além disso, quinzenalmente o projeto de extensão promove os encontros do Grupo de Estudos Memória e Patrimônio, os quais são abertos à participação da comunidade.

O próximo encontro do grupo está marcado para o dia 25 de julho, às 17h30min, com o tema “O projeto de restauro do edifício da Comissão de Terras (Castelinho)”. A arquiteta da prefeitura, Ariane Pedrotti, irá colaborar com o debate.

A atividade será realizada na sala de aula 2, ao lado da biblioteca, no segundo piso da UFFS – Campus Erechim, junto ao Seminário Nossa Senhora de Fátima. Mais informações sobre o projeto de extensão podem ser obtidas pelo e-mail patrimonio.mi@gmail.com.