Projeto de pesquisa do Campus Erechim estuda as condições de acessibilidade universal aos espaços públicos no município

Publicado em: 21 de setembro de 2016 13h09min / Atualizado em: 05 de janeiro de 2017 08h01min

As relações socioespaciais construídas pelas pessoas com deficiência e/ou restrição de mobilidade no espaço público é o tema estudado pelo projeto de pesquisa “A cidade e a acessibilidade: percepções do espaço público urbano de Erechim-RS sob o olhar de pessoas com deficiência e restrição de mobilidade”. Coordenado pela professora do curso de Arquitetura e Urbanismo, Daiane Regina Valentini, o projeto busca colaborar com a construção de políticas públicas e educacionais que preservem o espaço democrático e igualitário da cidadania a todos os sujeitos a partir de reflexão em torno da questão da acessibilidade e construção de urbanidades no espaço público.

Segundo Daiane, será elaborado um diagnóstico situacional das atuais condições de acessibilidade universal aos espaços públicos de Erechim, a partir da construção das percepções de quem vivencia a restrição à cidade. “Para efetivar esse diagnóstico, serão desenvolvidos instrumentos metodológicos diversos como entrevistas, produção de material audiovisual, oficinas de capacitação, observação, entre outros”.

Na próxima sexta-feira (23), o projeto realizará um encontro, no Auditório do Bloco A, a partir das 13h30, para debater políticas públicas e legislação acerca desse tema, focando em experiências e vivências de pessoas com deficiência auditiva. Serão realizadas conversas, trocas de experiências e dinâmicas.

A atividade é aberta a todos os interessados e não é necessário fazer inscrição prévia.