UFFS homenageada por participação no Pronera

Publicado em: 29 de outubro de 2013 13h10min / Atualizado em: 06 de janeiro de 2017 11h01min

A Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) foi uma das entidades homenageadas por sua participação no Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera), do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), durante o Seminário Estadual Pronera 15 Anos: Reforma Agrária com Conhecimento, realizado  no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre. O professor do Campus Erechim, Ulisses Pereira de Mello, representou a UFFS na atividade e recebeu a homenagem entregue pelo superintendente do Incra/RS, Roberto Ramos.

Cerca de 120 alunos de cursos vinculados ao programa, além de representantes das instituições parceiras, prestigiaram o seminário realizado na terça-feira (22). Atualmente a UFFS – Campus Erechim possui um projeto em andamento por meio do programa: uma turma especial de graduação em História em uma parceria com o Instituto Técnico de Capacitação e Pesquisa da Reforma Agrária (Iterra), em Veranópolis/RS.

Outros projetos estão em elaboração e a expectativa é que ainda este ano um novo curso de graduação seja oferecido em convênio da UFFS – Campus Erechim com o Incra por meio do Pronera.

Também receberam homenagens durante o evento a universidade Federal de Pelotas (UFPel), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), do Instituto Técnico de Capacitação e Pesquisa da Reforma Agrária (Iterra) e do Instituto Educar.

O Pronera

Conforme informações do Incra/RS, o Pronera atua em parceria com instituições de ensino viabilizando cursos de educação básica (alfabetização, ensino fundamental e médio), técnicos profissionalizantes, cursos de nível superior e de especialização. No Rio Grande do Sul, 34 turmas já foram atendidas, beneficiando mais de 3,6 mil alunos. O programa também possibilitou a edição de 404 mil volumes de material pedagógico.

Atualmente, 405 alunos estão em aulas no Estado – a turma mais recente é a de graduação em História (Incra/Iterra/UFFS), cujas aulas iniciaram neste semestre.