Acadêmicos da UFFS compartilham experiências durante o I SEPE

Publicado em: 18 de novembro de 2011 13h11min / Atualizado em: 05 de janeiro de 2017 09h01min

Nos dias 17 e 18 de novembro a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) realizou o I Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão (SEPE) de forma simultânea em seus cinco campi.

O Seminário discutiu questões relacionadas às políticas de apoio à ciência, tecnologia e inovação e a expansão da pesquisa e da pós-graduação no Brasil. Além disso, os estudantes bolsistas dos projetos de iniciação acadêmica, científica e docência, de extensão e outras modalidades puderam apresentar os trabalhos que vêm desenvolvendo.

 No Campus Erechim, cerca de 70 bolsistas socializaram o resultado de seus estudos o que colabora para agregar experiência à formação acadêmica e profissional desses estudantes.

Segundo o pedagogo e membro da comissão organizadora do evento no Campus Erechim, Marcelo Ronsoni, “atividades como o SEPE proporcionam, aos estudantes bolsistas, a oportunidade de trocarem ideias e experiências com outros estudantes e pesquisadores, e, aos demais estudantes, o estímulo para ingressarem em grupos e projetos de pesquisa, extensão e de ensino”.

Para o articulador de pesquisa e pós-graduação da UFFS – Campus Erechim, Paulo Afonso Hartmann, eventos como esse permitem a difusão e consolidação da cultura da pesquisa, da extensão e do ensino, pilares fundamentais da instituição universidade. “Ao integrá-los neste Seminário, a UFFS aponta para um caminho que não o da dicotomia ou prevalência entre eles. Todos são fundamentais e por isso se consolidam na realização de ações conjuntas”, afirma Hartmann.

No Campus Erechim, o SEPE encerrou na noite da sexta-feira com apresentações culturais do Centro de Pesquisas Folclóricas, História e Canto da Escola José Bonifácio, Orquestra de Concertos de Erechim e Academia Vivi.