Esforços coordenados visam obras do acesso ao campus definitivo da UFFS em Erechim

Publicado em: 29 de junho de 2012 13h06min / Atualizado em: 05 de janeiro de 2017 12h01min

Técnicos do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer-RS), da empresa Ecoplan Engenharia e da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) estiveram, na tarde da última quinta-feira (28), fazendo uma avaliação in loco das propostas de adequação do acesso ao campus definitivo da universidade em Erechim.

O superintendente de Estudos e Projetos do Daer, Jeferson Couto, e o diretor da UFFS – Campus Erechim, Ilton Benoni da Silva, acompanharam a avaliação. Ambos ressaltaram o esforço coordenado de todos os segmentos envolvidos no projeto para que o mesmo seja executado em um prazo compatível com o início das atividades no campus, previsto para a segunda quinzena de fevereiro de 2013.

O prefeito de Erechim, Paulo Polis, também participou das conversações com a equipe, em reunião no início da tarde. Conforme o Plano Funcional de Duplicação da ERS 135, a previsão é de construção de uma passagem em desnível (que passe por baixo da pista atual) para dar acesso ao campus, além da duplicação do trecho da rodovia entre o perímetro urbano de Erechim e a Universidade. De acordo com Jeferson Couto, durante a visita os técnicos concluíram que essas obras são as mais adequadas para a situação no local e, a partir de agora, a empresa contratada pelo Daer para desenvolver o projeto deverá aprofundar os estudos.

Ele diz que em todo o trecho que está sendo avaliado dentro do projeto de adequação da capacidade da ERS 135, um dos problemas mais sérios com o qual a equipe se deparou foi o fluxo de veículos que, de acordo com as projeções, precisará acessar a universidade a partir do início das atividades no campus definitivo. Por esse motivo, a adequação desse trecho é tida como prioridade. “O governo do Estado é conhecedor da necessidade da Universidade, conhecedor da necessidade da região e está somando esforços para atingir esse objetivo e trazer segurança a essa comunidade que vai usar a rodovia a partir do próximo semestre”, afirma.

Em um primeiro momento havia a intenção de que uma solução emergencial fosse implantada caso as obras definitivas não fossem concluídas em tempo hábil. No entanto, o superintendente afirma que, nas conversações feitas nesta quinta-feira se chegou à conclusão, em virtude do grande número de veículos que transita pela rodovia, que o melhor é trabalhar para a implementação imediata de uma solução definitiva para o entroncamento do acesso à Universidade e a rodovia estadual. A proposta de duplicação integra uma segunda etapa. “Nós temos um tempo de execução do projeto, licitação da obra e execução da obra. Estamos aqui no sentido de fazer com que esse tempo seja minimizado e que todo esse processo flua e esteja concluído no início do ano que vem”, argumenta.

O diretor do Campus Erechim, Ilton Benoni da Silva, destaca o pronto atendimento do órgão estadual às solicitações de se buscar a adequação do acesso. “O Daer compreendeu a urgência e não está medindo esforços para tornar esse projeto realidade”, pondera. Segundo ele, esse movimento coordenado de esforços, que envolve a equipe do Daer, o governo do estado, a prefeitura de Erechim e a equipe da UFFS é fundamental para que as obras avancem, diante de um prazo limitado.