Estudantes e professores dos Campi de Erechim e Chapecó apresentam trabalhos em evento nacional

Publicado em: 08 de agosto de 2012 13h08min / Atualizado em: 05 de janeiro de 2017 12h01min

Professores universitários e da educação básica, estudantes de graduação e de pós-graduação de Geografia ou de áreas afins, militantes de movimentos sociais e representantes de sindicatos, entre outros, participaram, no período de 22 a 28 de julho, do 17º Encontro Nacional de Geógrafos (ENG), realizado na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Belo Horizonte. Entre esses estavam cerca de 25 estudantes e três professores do curso de Geografia da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim.

Os acadêmicos Shaiane Carla Gaboardi, Ana Paula Bertotti, Josué Vicente Gregio e Gessica Steffens, apresentaram trabalhos científicos no encontro. Todos os estudantes também tiveram oportunidade de participar de oficinas, palestras, trabalhos de campo e minicursos sobre temas diversos da Geografia.

Já os professores Dilermando Cattaneo e Éverton Kozenieski, além de apresentarem o resultado de pesquisas, coordenaram Grupos de Trabalhos (GTs) e mesas de discussões. Também integrou a delegação da UFFS – Campus Erechim a professora Kátia Kellem da Rosa. Segundo ela, o ENG é considerado o maior evento de Geografia do Brasil e obteve a participação de mais de 5 mil pessoas nesta edição. O tema da 17ª edição do encontro foi “Entre escalas, poderes, ações, Geografias”.

Atividades

As saídas a campo chamaram a atenção dos acadêmicos por permitirem o contato direto com situações estudadas. Shaiane Gaboardi participou da “Viagem pelo trem de passageiros da Vale: visita à mina de Brucutu e ao sítio arqueológico da Pedra Pintada em Barão de Cocais (MG)”.

Segundo ela, neste trabalho de campo estudantes e professores de diferentes universidades visitaram a mina Brucutu da empresa Vale. “Esta foi projetada para ser a maior mina de ferro do mundo e a partir do campo podemos observar os impactos que a atividade mineradora causa à natureza”, explicou a estudante. Outro local visitado foi o Sítio Arqueológico da Pedra Pintada em Barão de Cocais - MG, onde encontram-se registros e pinturas rupestres que os pesquisadores estimam terem sido realizadas há seis mil anos.

Já a acadêmica Gessica Steffens, participou da atividade de campo intitulada “Cultura posta em questão: desnudando o centro de Belo Horizonte”, o que possibilitou conhecer a cidade com observações compartilhadas com estudantes e professores de várias instituições de ensino superior. O Encontro Nacional de Geógrafos é promovido pela Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB), em parceria com universidades e instituições de pesquisa.

Representantes do Campus Chapecó também participam

Alunos e professores do curso de Licenciatura em Geografia do Campus Chapecó também participaram ativamente do Encontro. De acordo com o Coordenador do Curso, Wagner Batella, o Encontro Nacional de Geógrafos é o evento mais democrático da Geografia, pois permite a troca de experiências entre pesquisadores das fases mais distintas de formação e atuação. “Nossos alunos puderam expor seus trabalhos e debater os resultados de suas pesquisas com outros estudantes de gradução, mestrandos, doutorandos e professores universitários de todo Brasil. Esta experiência contribui significativamente para fortalecer o interesse pela pesquisa científica. Além disso, durante a participação dos acadêmicos no ENG, foram realizados diversos trabalhos de campo em áreas e sobre temáticas diferentes daquelas que os alunos encontram no seu cotidiano”, afirmou.

Trabalhos apresentados por acadêmicos e professores do Campus Chapecó

Crislaine Motter e Wagner Batella

“Novas centralidades em Chapecó: apontamentos sobre as transformações recentes no/do espaço urbano”

 

Carla Hentz, Wagner Batella e Adriano de Oliveira

“As políticas de desenvolvimento rural no oeste catarinense: uma análise do Programa de Aquisição de Alimentos como estratégia de reprodução socioeconômica da produção familiar”

 

Ederson do Nascimento, Élida Vieira e Cristiane Deimling

“Mapeamento da evolução da área urbanizada no município de Chapecó/SC”

 

Maycon Fritzen

“Impactos hidrometeorológicos no dia 13 de outubro de 2011: apontamentos sobre as inundações e alagamentos ocorridos na cidade de Chapecó – SC”

 

Sílvia Fernanda Cantoia

“Resíduos sólidos urbanos em municípios da Vertente Paulista do Rio Paranapanema: o trabalho de catadores de materiais recicláveis em cooperativas e associações”

 

Aline Ludwig, Bruno Casaca, Cristiane Santin, Flávia Vacarin, Flávia Ruti Mass, Kelli de Bona, Ederson do Nascimento e Wagner Batella

“A Educação Cartográfica no ensino médio: reflexões a partir de uma experiência do Projeto PIBID/Geografia UFFS”

 

Trabalhos apresentados por acadêmicos e professores do Campus Erechim

 

Shaiane Carla Gaboardi

“Território de conflito e conflitos de território: populações atingidas pela usina hidrelétrica de Belo Monte”

 

Ana Paula Bertotti e Josué Vicente Gregio

“Comparação das precipitações mensais em Erechim (1999-2011) com a normal Climatológica (1961-1990) e análise de tendência”

 

Gessica Steffens, Éverton Kozenieski

“Erechim para quem quiser ver, discutir e intervir: socializando o processo de Democratização das informações sociambientais da cidade”

 

Dilermando Cattaneo

“Autonomias indígenas em áreas protegidas: desafios, possibilidades e contradições a partir de um ponto-de-vista latino-americano”