Trabalho de campo na Tríplice Fronteira mobiliza estudantes de Geografia do Campus Erechim

Publicado em: 19 de junho de 2012 13h06min / Atualizado em: 05 de janeiro de 2017 12h01min

Cerca de 20 acadêmicos do curso de Geografia da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) - Campus Erechim, realizaram, no último final de semana, trabalho de campo na Tríplice Fronteira. A região integra as cidades de Foz do Iguaçu (Brasil), Puerto Iguazú (Argentina) e Ciudad del Este (Paraguai), localizadas na confluência dos rios Paraná e Iguaçu.

 Durante os três dias em que os estudantes permaneceram na região, 15, 16 e 17 de junho, eles participaram de uma série de atividades desenvolvidas a partir de três eixos temáticos. Um deles foi “Energia, Planejamento Regional e Fronteira”. Para buscar elementos sobre esse tema os estudantes visitaram a Itaipu Binacional e o Ecomuseu, que conserva a história da usina e da região em que foi construída a hidrelétrica.

“As universidades, a produção do conhecimento geográfico e a integração latinoamericana” foi o tema de uma mesa redonda envolvendo os professores Mauro Cury (Curso de Turismo da Unioeste – Foz do Iguaçu), Adriana Dorfman (Curso de Geografia da UFRGS – Porto Alegre) e Igor Catalão (Curso de Geografia da UFSM – Corumbá).

O terceiro eixo temático “Território Transfronteiriço do Iguaçu”, se baseou no debate do Projeto Político Pedagógico do curso de Geografia da Universidade Federal Latino-Americana (Unila).

Os estudantes também visitaram uma Mesquita Muçulmana, a cidade de Puerto Iguazu, fizeram a travessia a pé da Ponte Internacional da Amizade e conheceram o Parque Nacional do Iguaçu. O trabalho de campo foi promovido pelas disciplinas de Geografia Política e Geografia Regional. Os estudantes foram acompanhados e orientados pelos professores da UFFS – Campus Erechim Márcio Eduardo e Paula Lindo.