Projeto de extensão “Horta Escolar” realiza oficina sobre meio ambiente em Laranjeiras do Sul

Publicado em: 02 de junho de 2014 08h06min / Atualizado em: 19 de janeiro de 2017 09h01min

Na última sexta-feira (30), alunos de Agronomia e Interdisciplinar em Educação no Campo – Licenciatura realizaram uma oficina sobre meio ambiente e horta na Escola Municipal Teotônio Vilela, em Laranjeiras do Sul. Eles participam do projeto de extensão “Horta escolar: ambiente de interação, aprendizagem e saúde alimentar” da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Laranjeiras do Sul. Esta é a primeira de nove escolas da região que irão receber oficinas ao longo deste ano, contemplando mais de 3 mil crianças.

Os estudantes da UFFS, acompanhados pelo professor Rubens Fey, coordenador do projeto, ministraram duas oficinas pela manhã e duas no período da tarde, para alunos do pré-escolar ao 5º ano, totalizando 280 crianças.

“Nessas oficinas são trabalhados aspectos sobre o que é meio ambiente, o que é lixo e como as crianças podem ser agentes de transformação nessas áreas. Além disso, as crianças são instigadas a pensar sobre a necessidade de ter uma horta em casa e de elas mesmas construírem, com a ajuda de acadêmicos da UFFS, uma horta em sua escola”, explica o professor Fey.

Inicialmente, as crianças irão plantar rúcula ou rabanete em um recipiente de material reciclável, como garrafas PET ou potes de margarina. Os alunos então levam esse recipiente para casa e cuidam da planta. Somente após 10 ou 15 dias, quando as folhas crescerem o suficiente, é que as crianças poderão descobrir que planta é, ou após 28 dias, quando as verduras já poderão ser consumidas.

O estudante da 7ª fase de Agronomia Wilson Ribeiro da Silva acredita que participar do projeto de extensão possibilita a vivência do papel de professor. “Para mim, está sendo uma experiência nova. Como estamos lá na Universidade, sendo instruídos por professores, aqui vamos fazer o papel de um professor, aplicando para essas crianças aqui da escola o que aprendemos com outros professores na Universidade”, aponta o acadêmico.

O aluno Douglas Mariano da Veiga, da 7ª fase de Agronomia, também destaca o papel de ensinar como uma experiência marcante. “Além de muito divertido, pelas perguntas que elas fazem, é muito bom levarmos o conhecimento para os alunos. Também é interessante, pela idade delas, que estão no começo do conhecimento, e participarmos da construção desse conhecimento é muito divertido. Eu me sinto um privilegiado por participar deste projeto”, diz o aluno.

Para Eunice Rochi, professora do 5º ano na escola municipal, o projeto de extensão pode incentivar as crianças a montar uma horta em casa. “Nosso objetivo é que os alunos cheguem em casa e possam cada um fazer a sua horta. E que eles possam ver as plantinhas crescendo e, posteriormente, possam colhê-las e comê-las”, afirma Eunice.

Na segunda fase do projeto, os alunos e professores da escola irão fazer uma horta na escola, orientados pelos acadêmicos da UFFS. “Essa horta vai ter fins didáticos, pedagógicos, para aplicar conhecimentos de matemática, geometria, português, redação, geografia; então vai ser um laboratório vivo na escola, onde os professores das diferentes áreas vão se valer da horta para aplicar na prática alguns conhecimentos teóricos que eles veem com as crianças em sala de aula”, explica o professor Rubens Fey.

Alunos de Engenharia de Aquicultura também participam do projeto, regido pelo edital 518/UFFS/2013.