UFFS empossa gestão do Campus Passo Fundo

Publicado em: 30 de agosto de 2013 15h08min / Atualizado em: 01 de fevereiro de 2017 16h02min

Foram empossados, na última quinta-feira (29), o Diretor do Campus Passo Fundo da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Vanderlei de Oliveira Farias, e a Coordenadora Acadêmica, Alessandra Regina Muller Germani. A solenidade aconteceu no auditório do Campus, que funciona no Seminário Nossa Senhora Aparecida.

Para o Diretor do Campus, é uma grande responsabilidade. “Precisamos tornar realidade o sonho desses candidatos de estudar medicina e estamos muito felizes pois temos o apoio de todos para consolidação desse projeto. Fica relativamente fácil conduzir a direção de um campus quando se tem tanta gente apoiando esse trabalho”, destacou. “Em termos administrativos estamos refinando a estrutura para receber os alunos. Estão chegando os últimos livros da biblioteca, também já recebemos os equipamentos para os laboratórios e além disso, estamos recebendo os professores e já temos servidores à disposição. Estamos afinando os detalhes para o início das aulas no próximo dia 16 de setembro”, pontua Farias.

No âmbito acadêmico, o desafio agora é operacionalizar o projeto pedagógico do curso do curso de medicina. “Além de ser o primeiro curso do Brasil desse Plano de Expansão das Escolas Médicas, temos essa marca, de ter uma formação inovadora, que se dá a partir da prática. Para a semana que vem já temos preparado reuniões pedagógicas com docentes também envolvendo os municípios que acolherão os alunos desde a primeira fase do curso”, explica a Coordenadora Acadêmica empossada.

De acordo com Alessandra cinco municípios receberão os alunos nas unidades básicas de saúde no processo de imersão, que já acontece na segunda semana de aula. “Os municípios são Pontão, Sertão, Ernestina, Água Santa e Passo Fundo. Para esse trabalho, os alunos serão divididos em seis grupos de sete alunos. Durante uma semana eles conhecerão a rotina do sistema de saúde dessas cidades”, destaca. “Além da imersão teremos um retorno, uma vez por semana, de um componente curricular que é Saúde Coletiva I, onde será realizada a retroalimentação do período de imersão dos alunos”, finaliza Alessandra.

Preceptores

O projeto pedagógico do curso de medicina inclui uma proposta consubstanciada de imersão dos acadêmicos. Nesse contexto, o preceptor é uma pessoa responsável por conduzir e supervisionar, através de orientação e acompanhamento, o desenvolvimento dos acadêmicos nessas atividades.

A médica Clínica Geral e do trabalho, Andressa Bortolini, do município de Água Santa, distante 50km de Passo Fundo, será uma das preceptoras. “A minha formação em medicina foi muito semelhante à proposta da UFFS. Participei como acadêmica e no começo não entendia muito bem esse método de formação, mas acabei entendendo e percebendo o quão brilhante é essa formação. A imersão do acadêmico possibilita que ele esteja familiarizado, desde o início do curso, com o funcionamento de uma unidade saúde. Vejo isso como fundamental para que algumas dúvidas sejam supridas desde o princípio”, comenta a médica. “Além de ser preceptora, vou poder passar um pouco do que foi a minha formação, no sentido de tirar um pouco a ansiedade dos alunos que vem para um método inovador”, diz Andressa.