Cultura indígena é tema do Projeto Cinedebate de Realeza

Publicado em: 14 de abril de 2016 09h04min / Atualizado em: 11 de janeiro de 2017 09h01min

O Projeto Cinedebate da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Realeza traz o filme "500 Almas", do diretor Joel Pizzini. O documentário será exibido na próxima segunda-feira (18), às 19h10min, na Casa da Cultura. A exibição é uma homenagem ao Dia do Índio, comemorado no dia 19 de abril. Também participarão do debate estudantes indígenas do Campus Laranjeiras do Sul.

O filme "500 Almas" busca reconstruir a cultura guató, uma tribo indígena do Mato Grosso do Sul considerada extinta em 1960 até a redescoberta de uma população remanescente, mas dispersa. Hoje, o número permanece mais ou menos o mesmo, mas, infelizmente, muitos deles perderam o contato com suas origens culturais e sua língua materna.

Considerado um filme atemporal, "500 Almas" tem como foco a relação dos guatós com a natureza, mas sem deixar de tocar em outros aspectos cruciais da trajetória dos indígenas, como a morte de um de seus líderes, nos anos 70, e a dispersão da etnia pelo Pantanal. Outro elemento da cultura guató destacado é a língua. Segundo o último censo da Funai, de 1987, existem oficialmente 700 índios guatós, no Mato Grosso do Sul. Desses, foram localizados pouco mais de 20 que ainda falam a língua.