Perfil do Egresso


Perfil do Egresso

O perfil desejado do egresso do curso de Licenciatura em Ciências Sociais só poderá ser entendido se discutirmos, primeiramente, o papel do cientista social na sociedade contemporânea. Por excelência, o papel do cientista social é o de pesquisar e analisar os processos políticos, sociais e culturais com a finalidade de produzir conhecimentos acerca desses processos. Num sentido amplo, o cientista social deve ser formado para produzir conhecimento, cuja natureza deve ser pluralista, crítica e criativa. Por poder adquirir, ao longo do curso, uma sólida formação teórico-metodológica nos três eixos fundamentais que constituem as Ciências Sociais (Antropologia, Ciência Política e Sociologia), o licenciado em Ciências Sociais deverá ser capaz de compreender criticamente a sociedade na qual vive e para a qual deve buscar alternativas, bem como ter competência para relacionar, de maneira adequada, a teoria à prática. Ou seja, deverá desenvolver a habilidade de relacionar os estudos teóricos com a reflexão sobre aspectos da realidade social que vivencia.

A inserção profissional do licenciado em Ciências Sociais é diversa, pois além de ser qualificado para atuar no magistério na educação formal (ensinos fundamental, médio e superior) e não-formal, estará também apto a exercer funções nas áreas de assessoria, consultoria, formação e planejamento em entidades públicas e privadas, movimentos sociais, partidos políticos e ONGs, bem como continuar sua formação em pós-graduação. Espera-se que o egresso do curso, além de um profissional capacitado para atuar em instituições educacionais públicas e particulares, seja também um intelectual crítico e pró-ativo, apto a questionar e a intervir sobre as práticas e padrões atualmente hegemônicos em nossa sociedade.